Settsu (couraçado)

O Settsu (摂津?) foi um navio couraçado operado pela Marinha Imperial Japonesa e a segunda embarcação da Classe Kawachi, depois do Kawachi. Sua construção começou em janeiro de 1909 no Arsenal Naval de Kure e foi lançado ao mar em março de 1911, sendo comissionado na frota japonesa em julho do ano seguinte.[1] Era armado com uma bateria principal de doze canhões de 305 milímetros montados em seis torres de artilharia duplas, possuía deslocamento de mais de 21 mil toneladas e conseguia alcançar uma velocidade máxima de 21 nós (39 quilômetros por hora).[2]

Settsu
Settsu.jpg
 Japão
Operador Marinha Imperial Japonesa
Fabricante Arsenal Naval de Kure
Homônimo Província de Settsu
Batimento de quilha 18 de janeiro de 1909
Lançamento 30 de março de 1911
Comissionamento 1º de julho de 1912
Descomissionamento 20 de novembro de 1945
Destino Desmontado
Características gerais
Tipo de navio Couraçado
Classe Kawachi
Deslocamento 21 787 t (normal)
Maquinário 2 turbinas a vapor
16 caldeiras
Comprimento 162,5 m
Boca 25,7 m
Calado 8,5
Propulsão 2 hélices
- 25 000 cv (18 400 kW)
Velocidade 21 nós (39 km/h)
Autonomia 2 700 milhas náuticas a 18 nós
(5 000 km a 33 km/h)
Armamento 12 canhões de 305 mm
10 canhões de 152 mm
8 canhões de 120 mm
12 canhões de 76 mm
5 tubos de torpedo de 457 mm
Blindagem Cinturão: 127 a 305 mm
Convés: 29 mm
Torres de artilharia: 279 mm
Torre de comando: 152 a 254 mm
Barbetas: 299 a 279 mm
Tripulação 999 a 1 100

O Settsu passou seus primeiros anos de serviço realizando exercícios de treinamento e patrulhas próximo da China. Participou de uma única operação durante a Primeira Guerra Mundial, bombardeando fortificações alemães junto com o Kawachi em outubro e novembro de 1914 durante o Cerco de Tsingtao. Pelo restante do conflito o navio permaneceu na maior parte do tempo junto com a Primeira Esquadra. No pós-guerra ele tomou parte principalmente de funções cerimoniais, atuando como a capitânia do imperador Taishō em revistas navais em 1918 e 1919.[3]

Foi tirado de serviço em 1919 e desarmado em 1922 de acordo com o Tratado Naval de Washington. Foi convertido em um navio alvo em 1924 e desempenhou um pequeno papel da Segunda Guerra Sino-Japonesa em 1937. O Settsu foi usado no início da Segunda Guerra Mundial em uma tentativa de enganar os Aliados sobre as localizações e atividades dos porta-aviões japoneses. Ele retornou para sua função de navio alvo pelo restante do conflito e foi seriamente danificado em julho de 1945 por ataques aéreos norte-americanos, sendo desmontado depois da guerra.[3]

Referências

  1. Gardiner & Gray 1985, p. 229
  2. Jentschura, Jung & Mickel 1977, p. 24
  3. a b Hackett, Bob; Kingsepp, Sander (1 de setembro de 2018). «IJN Settsu: Tabular Record of Movement». Combined Fleet. Consultado em 17 de março de 2021 

BibliografiaEditar

  • Gardiner, Robert; Gray, Randal (1985). Conway's All the World's Fighting Ships: 1906–1921. Annapolis: Naval Institute Press. ISBN 0-87021-907-3 
  • Jentschura, Hansgeorg; Jung, Dieter; Mickel, Peter (1977). Warships of the Imperial Japanese Navy, 1869–1945. Annapolis: United States Naval Institute. ISBN 0-87021-893-X 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.