Abrir menu principal

Seven Days in May

filme de 1964 dirigido por John Frankenheimer
Seven Days in May
No Brasil Sete Dias de Maio[1][2]
 Estados Unidos
1964 •  pb •  118 min 
Direção John Frankenheimer
Produção Edward Lewis
Roteiro Rod Serling
Elenco Burt Lancaster
Kirk Douglas
Fredric March
Ava Gardner
Gênero drama
romance
suspense
Música Jerry Goldsmith
Direção de fotografia Ellsworth Fredericks
Efeitos especiais Darrell A. Anderson
Edição Ferris Webster
Companhia(s) produtora(s) Seven Arts Productions
Joel Productions
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 12 de fevereiro de 1964
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Seven Days in May (bra: Sete Dias de Maio) é um filme norte-americano de 1964, dos gêneros suspense e drama romântico, dirigido por John Frankenheimer, com roteiro de Rod Serling baseado no romance homônimo de Fletcher Knebel e Charles W. Bailey II[2].


Notas de produçãoEditar

Seven Days in May foi a realização de John Frankenheimer que se seguiu ao thriller político The Manchurian Candidate, feito dois anos antes. O filme pavimentou sua reputação como "o cineasta da paranoia", ainda que o subgênero "filme de teorias da conspiração" somente se popularizasse na década seguinte.[3]

O filme satisfez tanto a crítica quanto o público[4], tendo recebido duas indicações ao Oscar e diversas outras premiações.

O filme marcou a estreia no cinema do ator John Houseman, no pequeno porém crucial papel[5] (não creditado) do Vice-Almirante Farley C. Barnswell.

Segundo Ken Wlaschin, Seven Days in May é um dos quinze melhores filmes de Kirk Douglas,[6] que interpreta o coronel que descobre um plano para derrubar o presidente dos Estados Unidos.

A história recebeu uma versão para a TV a cabo em 1994, intitulada The Enemy Within, com Forrest Whitaker e Sam Waterston.

SinopseEditar

O Coronel Martin 'Jiggs' Casey suspeita que o General James Mattoon Scott planeja um golpe contra o governo norte-americano porque o Presidente Jordan Lyman assinou um tratado de paz com a União Soviética. Encontrar as evidências esbarram na burocracia, erros humanos e mortes acidentais, até que o Senador Raymond Clark, preso pelo ambicioso general em uma base militar do Texas, consegue escapar com os documentos do plano. O presidente, então, recorre ao Coronel Martin Casey para desbaratar a conspiração e prender os culpados.[3][4]

Principais premiaçõesEditar

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Burt Lancaster General James Mattoon Scott
Kirk Douglas Coronel Martin 'Jiggs' Casey
Fredric March Presidente Jordan Lyman
Ava Gardner Eleanor Holbrook
Edmond O'Brien Senador Raymond Clark
Martin Balsam Paul Girard
Andrew Duggan Coronel William 'Mutt' Henderson
Hugh Marlowe Harold McPherson
Whit Bissell Senador Frederick Prentice
Helen Kleeb Esther Townsend
George Macready Christopher Todd
Richard Anderson Coronel Murdock
Bart Burns Diretor do Serviço Secreto Art Corwin
  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Sete Dias de Maio (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. a b "Sete Dias de Maio" no CinePlayers (Brasil)
  3. a b HANLEY, Brendon. «Seven Days in May». AllMovie. Consultado em 12 de fevereiro de 2015 
  4. a b EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)
  5. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)
  6. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)
  7. a b «37.º Oscar - 1965». CinePlayers. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  8. a b c d «22.º Globo de Ouro - 1965». CinePlayers. Consultado em 19 de janeiro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.