Abrir menu principal

Simão, o Novo Teólogo

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde janeiro de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Simão, o Novo Teólogo
Nascimento 949
Galácia
Morte 12 de março de 1022 (73 anos)
Região de Mármara
Cidadania Império Bizantino
Ocupação monge cristão, filósofo, escritor, místico
Religião cristianismo ortodoxo

Simão o Novo Teólogo é o último dos três santos da igreja Ortodoxa que teve o título de "Teólogo" (os outros dois são João, o Apóstolo e Gregório de Nazianzo), embora o seu título de "Novo", provavelmente para distingui-lo de Simeão Estudita (assim chamado por ser um monge do Mosteiro de Estúdio), seu contemporâneo e futuro abade. Simeão era um poeta que encarna a tradição mística hesicasta. Ele escreveu que os seres humanos podem e devem experimentar Deus diretamente (a chamada theoria). Suas obras influenciaram a controvérsia hesicasta do século XIV. Seu discípulo mais famoso foi Nicetas Estetatos, Seu assistente de células que também escreveu a sua vida.

Ele nasceu na Paflagônia e seu pai preparou sua educação para a vida oficial em Constantinopla. Em seguida, foi designado como um cortesão no atendimento aos imperadores Basílio II e Constantino VII. Ele abandonou sua vida como um cortesão se retirar para um mosteiro na idade de 27 sob o piedoso Simeão (o "Velho"), abade do Mosteiro de Estúdio. Mais tarde ele se tornou abade do mosteiro de São Mamede de Constantinopla.

Simeão não foi educado em filosofia grega, mas estava bastante familiarizado com a vida da igreja. Ele falou muitas vezes da experiência pessoal direta e de vez em quando atacou alguns estudiosos que ele via como fingindo ter um conhecimento que não tinham.

Algumas das obras Simeão incluem: Discursos Catequéticos, Hinos do Amor Divino e Três Discursos Teológicos.

ReferênciasEditar

  • Hilarion Alfeyev, St Symeon the New Theologian and Orthodox Tradition, 2000, Oxford U. Press, ISBN 0-19-827009-7
  • Jonathan Harris, Constantinople: Capital of Byzantium (Hambledon/Continuum, 2007), pp. 92–3. ISBN 978 1847251794
  • Symeon, the New Theologian On the Mystical Life, The ethical discourses, Translated and Introduced by Alexander Golitizin, 1995, St. Vladimir's Seminary Press, ISBN 0-88141-142-6
  • Nikolai Velimirovic, The Prologue of Ohrid: Volume One, January to June: Lives of Saints, Hymns, Reflections and Homilies for Every Day of the Year, 2002, Sebastian Press, Serbian Orthodox Diocese Western America; 1st edition,

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar