Abrir menu principal
Sinhazinha Flô
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Romance
Criador(es) Lafayette Galvão
Baseado em A Viuvinha/Til e O Sertanejo de José de Alencar
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Herval Rossano
Sérgio Mattar
Elenco Bete Mendes
Eduardo Tornaghi
Thaís de Andrade
Ana Lúcia Torre
Castro Gonzaga
Ruth de Souza
Fregolente
Ary Coslov
Neusa Borges
Gilberto Martinho
e grande elenco.
Tema de abertura Fogo no Canavial - Jorge Teles
Tema de encerramento Fogo no Canavial - Jorge Teles
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Transmissão original 25 de outubro de 1977 - 27 de janeiro de 1978
N.º de episódios 82
Cronologia
Dona Xepa
Maria, Maria

Sinhazinha Flô é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo às 18h, de 25 de outubro de 1977 a 27 de janeiro de 1978, em 82 capítulos, substituindo Dona Xepa e sendo substituída por Maria, Maria.[1] Foi a 13ª "novela das seis" exibida pela emissora.

Escrita por Lafayette Galvão, com base nos romances A Viuvinha, Til e O Sertanejo, de José de Alencar, e dirigida por Herval Rossano e Sérgio Mattar.

Índice

EnredoEditar

Em 1880, a luta pela libertação dos escravos está no auge e a República caminha a passos largos para ser implantada.

É nesse cenário que nasce o amor entre Sinhazinha Flô e Arnaldo. Ele é um vaqueiro que luta, na sua condição de mestiço, filho da escrava Zana, pelo amor de Flô, filha de seu patrão. Já a moça vacila entre Arnaldo e um amor de infância: Jorge, um rapaz que procura sua liberdade particular. Vendendo sua fazenda ao capitão Gervásio Campelo, Jorge vai até o Rio de Janeiro tentar a fortuna através de jogos e negócios escusos com produtores de café.

Quanto à jovem Chiquinha, filha do capitão Campelo e amiga de Flô, apaixona-se por Murilo, um ladrão de cavalos, contrariando toda a sua formação paterna. Ela se desespera quando o pai a obriga a se casar com um homem mais velho a quem, sobretudo, ela não ama.

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Bete Mendes Flô
Eduardo Tornaghi Arnaldo
Thaís de Andrade Chiquinha
Castro Gonzaga Gervásio Campelo
Ana Lúcia Torre Ermelinda
Gilberto Martinho Pepe, o cigano
Fregolente Padre Telles
Ary Coslov Fragoso
Ruth de Souza Justa
Antônio Patiño Moirão
Neuza Borges Zana
Élcio Romar Agrela
Clementino Kelé Tião
Paulo Pinheiro Manuel Abreu
Fredman Ribeiro
Pietro Mário Orvieto
Carlos Duval Padre Antônio
Angelito Mello Jão
Nardel Ramos Miguel
Ademilton José Vicente
Maria das Graças Mariinha
Antônio Ganzarolli Tuniquinho
Heloísa Raso Clotilde
Joyce de Oliveira Gumercinda
Darcy de Souza Terta
Walter Moreno
Marcus Toledo Leandro Barbalho
Gilson Moura Delegado de polícia
José Maria Monteiro Juca
Marcelo Barauna Suçuarana
Paulo Tondato Negrum
Mário Polimeno Chico da Venda
Catulo de Paula Violeiro
Ricardo Garcia Brás
D'artagnan Mello Rodrigo
Lafayette Galvão Januário
Clemente Viscaíno Dr. Gustavo
Silvia Chameki Amélia
Zilcleia dos Santos Maria
Sidney Marques Empregado de Fragoso
Joana R. Souza Cozinheira de Campelo
Márcio de Lucca Jorge
Danton Jardim Murilo
David Pinheiro Cigano

Referências

  1. «Sinhazinha Flô». Teledramaturgia. Consultado em 17 de dezembro de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.