Sinopharm Group

empresa farmacêutica
Sinopharm Group
Criação
Sede social
Sector de atividade
Fundador
Sinopharm (en)
Quotação
Website


O Sinopharm Group é uma empresa farmacêutica chinesa. As empresas controladoras do Grupo Sinopharm são a Sinopharm Industrial Investment, uma joint venture do China National Pharmaceutical Group, de propriedade estatal, e a Fosun Pharmaceutical, empresa privada.[1]

A empresaEditar

Em seu website, a Sinopharm reporta que possui 110.000 funcionários e mais de 1100 subsidiárias.[1]

Seis se usas empresas estão listadas na Bolsa de Valores: Sinopharm Group Co., Ltd. (Sinopharm Holding - listada desde 2009 [2]), China National Medicines Corporation Ltd., China National Accord Medicines Corporation Ltd., Pequim Tiantan Biological Products Co., Ltd., Xangai Shyndec Pharmaceutical Co., Ltd. e China Traditional Chinese Medicine Holdings Co., Ltd.[1]

Em agosto de 2020 foi listada, pela revista Fortune, como a 145ª empresa de uma lista de 500 empresas com as maiores vendas em todo o mundo, apresentando então uma receita de cerca 70,7 bilhões de dólares.[3]

Serviços e produtosEditar

O Grupo Sinopharm pesquisa, desenvolve, produz, vende e comercializa produtos farmacêuticos e outros produtos de saúde.

Também gerencia fábricas, laboratórios de pesquisa, plantações voltadas à medicina tracicional chinesa e redes de marketing e vendas que abrangem toda a China.

Vacina contra covid-19Editar

Em meados de 2020, a empresa começou a produzir uma vacina contra COVID-19, que foi liberada para uso emergencial inicialmente apenas na China, em dezembro de 2020.[4][5]

A OMS liberou a vacina em 7 de maio de 2021 para que fosse incorporada à iniciativa COVAX.[6][7]

Antes, o Paquistão e a Hungria já haviam liberado o uso também.[8][9]

 
Frasco da vacina contra covid

Em abril de 2021, o ex-presidente peruano Marin Vizcarra anunciou que tinha contraído covid mesmo após tomar a vacina.[10]

Referências

  1. a b c «中国国际医药卫生有限公司». www.sinopharmintl.com. Consultado em 7 de maio de 2021 
  2. Staff, Reuters (29 de julho de 2009). «China's Sinopharm gets OK for $1 bln HK IPO». Reuters (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2021 
  3. «Sinopharm | 2020 Global 500». Fortune (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2021 
  4. «China aprova vacina da Sinopharm contra a Covid-19 para uso geral». CNN Brasil. Consultado em 7 de maio de 2021 
  5. «50 países começaram a vacinação contra covid-19; leia a lista». Poder360. 31 de dezembro de 2020. Consultado em 7 de maio de 2021 
  6. «WHO lists additional COVID-19 vaccine for emergency use and issues interim policy recommendations». www.who.int (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2021 
  7. Saúde, iG (7 de maio de 2021). «Covid-19: Vacina da Sinopharm é aprovada pela OMS para uso emergencial». Saúde. Consultado em 7 de maio de 2021 
  8. Staff, Reuters (18 de janeiro de 2021). «Pakistan approves Chinese Sinopharm COVID-19 vaccine for emergency use». Reuters (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2021 
  9. Staff, Reuters (23 de fevereiro de 2021). «Hungary to start administering Sinopharm vaccine on Wednesday». Reuters (em inglês). Consultado em 7 de maio de 2021 
  10. News, Taiwan. «Former Peru president contracts COVID despite China's Sinopharm vaccination | Taiwan News | 2021/04/26». Taiwan News. Consultado em 7 de maio de 2021