Sofia da Lituânia

Sofia da Lituânia (Lituânia, 1371Moscou, 15 de junho de 1453)[1][2] foi grã-princesa consorte de Moscou como esposa de Basílio I de Moscou.

Sofia
Princesa da Lituânia
Sofia e o marido, Basílio I.
Grã-Princesa de Moscou
Reinado 9 de janeiro de 13917 ou 27 de fevereiro de 1425
Antecessor(a) Eudócia de Suzdal
Sucessor(a) Maria de Borovsk
 
Cônjuge Basílio I de Moscou
Casa Gediminidas
Ruríquida (por casamento)
Nascimento 1371
  Lituânia
Morte 15 de junho de 1453 (82 anos)
  Moscou, Rússia
Sepultado em Convento da Ascensão
Catedral do Arcanjo São Miguel (reenterro em 1929)
Pai Vitautas
Mãe Ana da Lituânia

FamíliaEditar

Sofia foi a única filha de Vitautas, grão-duque da Lituânia e de Ana da Lituânia, sua primeira esposa. Os seus avós paternos eram Kęstutis, grão-duque da Lituânia e duque de Trakai, e Biruté. Os seus avós maternos eram Sviatoslav Ivanovich, grão-príncipe de Smolensk, e esposa de nome desconhecido.

BiografiaEditar

Sofia casou-se com Basílio I em 9 de janeiro de 1391. Ele era filho de Demétrio de Moscou e de Eudóxia de Suzdal. O casal teve nove filhos, cinco meninos e quatro meninas.

A grã-princesa participava ativamente de assuntos econômicos do estado.[3]

Após a morte do marido, em 1345, Sofia tornou-se regente em nome de seu filho, Basílio II. O pai dela apoiou a reivindicação do neto, a qual era disputada pelo tio, Iuri de Zvenigorod, no conflito conhecido como Guerra Civil Moscovita.

Em 1451, aos 80 anos, Sofia ajudou a organizar a defesa de Moscou de um ataque dos tártaros.[3] Ela também estabeleceu igrejas e mosteiros.[3]

Sofia comprou a vila de Vorobievo, na atual Colina dos Pardais, e como herança, deixou para seu filho, nora e netos cinquenta municípios.[3]

Ela tornou-se uma freira e adotou o nome de Eufrosina.[3] Sofia faleceu no dia 15 de junho de 1543, em Moscou, e foi enterrada no Convento da Ascensão. Em 1929, seus restos mortais foram transferidos para a Catedral do Arcanjo São Miguel.

DescendênciaEditar

  • Ana de Moscou (1393 – agosto de 1417), imperatriz bizantina como a primeira esposa de João VIII Paleólogo. Sem descendência;
  • Iuri Vasilievich (30 de março de 1395 – 30 de novembro de 1400);
  • Ivan Vasilievich (15 de janeiro de 1396 – 20 de julho de 1417), marido de Ivanovna de Pronsk. Sem descendência;
  • Anastácia Vasilievna (m. 1470), esposa de Olelco Alexandre da Lituânia, príncipe de Quieve e de Słuck, com quem teve três filhos;
  • Danilo Vasilievich (6 de dezembro de 1400 – maio de 1402);
  • Basilisa Vasilievna, seu primeiro marido foi Alexandre Ivanovich, príncipe de Suzdal e Nizhni-Novgorod, com quem teve um filho. Seu segundo marido foi Alexandre Daniilovich, príncipe de Suzdal e Nizhni-Novgorod, mas não teve filhos com ele;
  • Simeão Vasilievich (13 de janeiro de 1405 – 7 de abril de 1405);
  • Maria Vasilievna, foi a segunda esposa de Iuri Patrikievich. Teve descendência;
  • Basílio II de Moscou (10/21 de março de 1415 – 27 de março de 1462), sucessor do pai. Foi marido de Maria de Borovsk, com quem teve oito filhos;
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Sofia da Lituânia

Referências