Sporophila leucoptera

Como ler uma infocaixa de taxonomiaPatativa chorona
Fêmea em Mogi das Cruzes, Estado de São Paulo, Brasil
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Emberizidae
Género: Sporophila
Espécie: S. leucoptera
Nome binomial
Sporophila leucoptera
(Vieillot, 1817)

Sporophila leucoptera vulgarmente conhecido como patativa chorona é um pássaro da Amazônia. Aparece em outras regiões do Brasil e também em alguns países da América do Sul. É um pássaro de porte pequeno (12,5 cm) e de cores branca (parte da asa e toda a parte inferior, indo da base inferior do bica até as penas iniciais da cauda) e preto-cinza sobre o resto do corpo; tem o bico de cor preta, mas há espécies com cores e canto diferentes como a Sporophila plumbea (em inglês: Plumbeous Seedeater). As fêmeas tem a coloração parda.

O seu canto é triste e melódico, apresentando-se em diferentes notas antes do canto base, que se apresenta em duas notas suaves e tristes.

AlimentaçãoEditar

Sua principal alimentação é constituída de sementes como o painço preto, amarelo, verde, vermelho; ninja, arroz, alpiste, seinha e outros.

Relação com outras espéciesEditar

A patativa é um pássaro sociável, pois não estranha outras espécies, vivendo normalmente e sem alterações no canto.diferencia-se de outros espécies, que necessitam se isolarem para normalizar o canto, como, por exemplo, o curió.

ResistênciaEditar

A patativa chorona é muito resistente a doenças e se adapta fácil a um novo habitat. É um pássaro inteligente, distinguindo seu dono e/ou aquele que a alimenta e/ou cuida facilmente e, estranhando pessoas de fora.

CantoEditar

Não há hora certa para iniciar o canto, podendo cantar à noite, pela manhã e tarde. Nas primeiras horas da manhã (madrugada) já se escuta seu canto suave e triste, como se reivindicasse sua liberdade e/ou recordasse dos dias que desfrutara a natureza.

ReproduçãoEditar

Essa espécie é muito fácil de reproduzir em cativeiro, desde que legalizado pelo IBAMA; a postura pode chegar a três ovos por cada período de reprodução.

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sporophila leucoptera
O Wikispecies tem informações sobre: Sporophila leucoptera