Abrir menu principal

Wikipédia β

Sul América Esporte Clube

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Sul América Esporte Clube é um clube brasileiro de futebol da cidade de Manaus, no Estado do Amazonas. Fundado em 1º de maio de 1932. Seu uniforme consiste em uma camisa com listras verticais brancas e vermelhas, com detalhes em azul, calção branco e meias brancas e o seu mascote é o Trem. Realiza as suas partidas no Estádio Ismael Benigno, a Colina, com capacidade de 10.000 lugares. Seu campo de treinamentos é localizado no bairro da Glória, Zona Oeste da cidade, na Rua São Bento. A sede social fica na rua Cinco de Setembro, no mesmo bairro.

Sul América
Sul América Esporte Clube.jpg
Nome Sul América Esporte Clube
Alcunhas Trem da Colina
O Time da Glória
Sulão
Torcedor/Adepto Sulamericano
Mascote Trem
Fundação 1 de maio de 1932 (86 anos)
Localização Manaus, AM
Mando de jogo em Colina
Capacidade (mando) 10.000 Pessoas
Presidente Brasil Luiz Costa
Material (d)esportivo Scoring
Competição Amazonas Campeonato Amazonense
Website sulamericaec.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Índice

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

Os seus atletas foram integrantes do Serra Azul, clube amador que é considerado o clube que originou o atual Sul América. Seu primeiro uniforme foi azul e branco.

O Serra Azul não tinha sede e nem diretoria, sendo um clube existente apenas no nome e na mente de seus criadores, que poderia a qualquer hora deixar de existir. Mas, no dia 1° de Maio, com a maioria jogadores do Serra Azul e alguns do São Raimundo, foi fundado o Sul América Esporte Clube.

NomeEditar

Criado alguns anos antes do início da Segunda Guerra Mundial por um grupo de jovens do Bairro da Glória e do São Raimundo, na Zona Oeste de Manaus, foi pensando em criar um clube e que este valorizasse a América do Sul em seu nome, pelo lado patriótico extensivo a todos os países do continente meridional. Logo foi fundado o Sul América Esporte Clube, que só veio conquistar títulos no futebol em 1992 e 1993, quando formou um verdadeiro time de grande força com o apoio de grandes empresários locais. A primeira bandeira do clube foi feita pela Sulamericanas "Coló" e "Nena".

Outra versão para o nome é a de que o atleta Raimundo Verçosa, antigo goleiro do São Raimundo, teria sugerido o nome ao recordar de um clube argentino ou uruguaio que tinha tal nome.

Desativação do clubeEditar

Entre 1938 e 1941, o clube foi desativado, por razões diversas, mas em 1942, o Sr. Arquiteclínio, que era cobrador de bonde da Ex-Manaus Transway reorganizou o "Trem da Colina" e pôs adiante o sonho do time Sulamericano. Desde então, o clube deu sequencia a muitos anos seguidos disputando o torneio estadual, sendo atualmente um dos 5 com mais participações no torneio local.

Retorno ao futebolEditar

Um jornalista da década de 1950, Irisvaldo Godô, foi quem apelidou o Sul América de "Trem da Colina", pela grande rapidez de seu ataque. Aos poucos, o mascote foi sendo adotado, porém depois, na década de 70, o locutor e médico Jaime Barreto chamava o Sul América de "Lobão". Outro detalhe, mas na forma literária é a de que o amazonense em si escreve a palavra "Sulamérica" junta para designar o nome do clube, enquanto a imprensa de fora do estado escreve separado - "Sul América". Inclusive a pronúncia do amazonense há a aglutinação do pré-fixo (Sul), com o sufixo (américa). O Sulão ganhou o Torneio Início do Barezão de 1977, 1992 e 1993.

Nestes anos de bi-campeonato, o Sulão não reconheceu os adversários e foi o primeiro time de "menor" torcida a desbancar a dupla Rio-Nal dos títulos, feito este que não acontecia desde 1973, quando a extinta Rodoviária havia sido campeã. Nesta época seu diretor de futebol era o empresário Mário Cortêz, homem de luta pelo profissionalismo no futebol amazonense. Dono de casa corretora de câmbio e de diversas empresas na capital baré. Em 1991, foi ele quem mandou restaurar sua sede, pondo refeitório, dormitórios e melhorando o salão de festas, transformando o local num afeiçoado bem aconchegante lugar para se concentrar os jogadores.

O grande RivalEditar

O maior rival do Sul América é o São Raimundo, do vizinho bairro do mesmo nome, quando jogam, o embate recebe o nome de Galo Preto em virtude de uma época não muito longínqua em que os torcedores faziam "trabalhos" de umbanda ou "macumba" nos dois bairros. Sempre era encontrado uma galinha ou galo morto, com velas e adornos diversos, sendo constante o nome do time "perdedor" na véspera do clássico, que inclusive hoje faz com que aconteça um certo fenômeno no Estádio Ismael Benigno, quando se tinham jogos contra o São Raimundo a torcida do Sul América ia em peso com bandeiras, foguetes e papel picado para apoiar o "Sulão", acendendo ainda mais a chama da rivalidade médio-secular entre as equipes dos vizinhos bairros. Por outro lado, os "Bucheiros" do São Raimundo não faziam diferente, dando bons públicos no estádio que receber um jogo da sadia rivalidade.

Até o crescimento do São Raimundo a partir de 1997, o Sul América tinha vantagem nos confrontos diretos(23 vitórias, 15 empates e 20 derrotas). Os dois clubes juntos somaram cinco títulos nos anos 90, o bicampeonato do Sul América em 92-93 e o tricampeonato do São Raimundo de 1997-98-99.

Considerando apenas os jogos oficiais e não oficiais com registro, a partir 1964:

  • Jogos: 89
  • Vitórias do Sul América: 27
  • Empates: 21
  • Vitórias do São Raimundo: 41
  • Gols do Sul América: 100
  • Gols do São Raimundo: 136

O confronto dos AméricasEditar

Outro tradicional adversário do Sul América era o América. Com o domínio do trio Nacional, Rio Negro e Fast Clube dos anos 50 até o final dos anos 80, Sul América e América eram os clubes de Manaus, junto ao São Raimundo, que brigavam pelo quarto lugar, principalmente nos anos 70.

Considerando apenas os jogos oficiais e não oficiais com registro, a partir 1964:

  • Jogos: 88
  • Vitórias do Sul América: 39
  • Empates: 21
  • Vitórias do América: 28
  • Gols do Sul América: 132
  • Gols do América: 102

SímbolosEditar

HinoEditar

Autor: Isaac Júnior, ano 2000

É o trem da Colina que chegou

Sua raça e toda a massa alegria e mais fervor

É o Trem da Colina que ultrapassa

A conquista de uma taça

Para mostrar o seu valor


É o trem da Colina que chegou

Sua raça e toda a massa alegria e mais fervor

É o Trem da Colina que ultrapassa

A conquista de uma taça

Para mostrar o seu valor


Sou Sul América eu sou!

E da Glória desenho o meu caminho

No estádio não estou sozinho

Busco a vitória com emoção

Desde 1932 que mantenho a tradição


Sou Sul América eu sou!

E a Glória é meu berço de amor

No futebol sou o primeiro

Mais um guerreiro de prontidão

Eu tenho a força de uma raça

Sou 1000 em 1 sou campeão


É o trem da Colina que chegou

Sua raça e toda a massa alegria e mais fervor

É o Trem da Colina que ultrapassa

A conquista de uma taça

Para mostrar o seu valor

CoresEditar

As cores oficiais do clube são o Azul, o Vermelho e o Branco, usando as cores da bandeira do estado do Amazonas, a combinação é a mais repetida entre os clubes do estado. O uniforme do Sul América consiste numa camisa listrada em vermelho e branco, separadas por linhas azuis. Os Shorts variam entre totalmente branco e totalmente azul.

MascoteEditar

O mascote do Sul América é o Trem, o "Trem da Colina". A alcunha se transformou no mascote atual do clube, desde os anos 50, principalmente após a maior goleada da história do Futebol amazonense: Sul América 16 x 0 Guarany, em 7/6/1959. O Sulão também já foi conhecido como "Lobo" ou "Lobão", porém o mascote nunca foi oficializado.

Grandes jogosEditar

  • Junho de 1957 - Sul América 8-0 São Raimundo
  • 7 de Junho de 1959 - Sul América 16-0 Guaraní

RetrospectoEditar

  Campeonato Amazonense*
Ano 1964 1965 1966 1967 1968 1969 1970 1971 1972
Pos.
Ano 1973 1974 1975 1976 1977 1978 1979 1980 1981 1982
Pos.
Ano 1983 1984 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992
Pos. -
Ano 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002
Pos. - -
Ano 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012
Pos. -
Ano 2013 2014 2017 (B)
Pos. 10º AD


Por falta de registros, só foram computados os anos de profissionalismo / AD - A disputar.

TítulosEditar

EstaduaisEditar

Futebol FemininoEditar

Ranking da CBFEditar

  • Não apresenta pontuação no ranking atual.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências