Supermercados Guanabara

rede de supermercados do Rio de Janeiro

Supermercados Guanabara, é uma grande rede de supermercados que atua na cidade do Rio de Janeiro e municípios da Baixada Fluminense.[1]

Supermercados Guanabara
Supermercados Guanabara
Fachada da loja na Penha, Rio de Janeiro.
Razão social Casas Guanabara Comestíveis Ltda.
Privada
Slogan Tudo Por Você
Atividade Varejista
Fundação 1950 (74 anos)
Sede Rio de Janeiro
Área(s) servida(s)  Rio de Janeiro
Website oficial Supermercados Guanabara

História editar

A empresa foi fundada em 1950 por portugueses. Em 1967, as Casas Guanabara contavam com treze filiais distribuídas pelo Rio de Janeiro.[2] Durante uma onda de crimes contra empresários, o então proprietário da empresa Belmiro Bragança de Andrade foi sequestrado em 5 de julho de 1989. Andrade acabou sendo libertado pelos sequestradores após o resgate de 1.200.000,00 de cruzados novos ter sido pago.[3]

A partir da década de 2000, experimentou um crescimento significativo após a falência de outras redes de supermercados cariocas como as Casas da Banha e ao utilizar-se de estratégias de marketing [4] consideradas arrojadas, como peças publicitárias com atores da rede de televisão e sorteio de carros, vale de compras e alguns shows no Citibank Hall.

O mercado também passou a promover o "Aniversário Guanabara", uma promoção que dura um mês, onde os preços são muito abaixo do resto do ano e dos demais concorrentes, o que gera multidões de consumidores. Tal promoção acabou sendo alvo de piadas em redes sociais.[5] Por conta do suposto trabalho excessivo ao qual seus funcionários tem sido submetidos, a rede chegou a ser denunciada em 2015 pelo Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro.[6] Também possuía um camarote na Marquês de Sapucaí.[7] A partir de 19 de janeiro de 2020, durante a pandemia de COVID-19, suas lojas pararam de funcionar aos Domingos.[8][9]

Referências

  1. «Supermercados Guanabara». Supermercados Guanabara. Consultado em 21 de novembro de 2023 
  2. Superintendência Nacional do Abastecimento (4 de julho de 1967). «Campanha em defesa da economia popular-CADEP». O Jornal, ano XLVIII, edição 14038, página 7/republicado pela Biblioteca nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  3. «Indústria do sequestro». Jornal do Brasil, ano, edição 210, Caderno Cidade, página 5. 4 de novembro de 1989. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  4. «Encarte Guanabara - Promoções toda semana, confira!». Guia São Gonçalo | A escolha certa!. 8 de janeiro de 2021. Consultado em 22 de setembro de 2021 
  5. Economia / Uol. «Promoção de supermercado atrai multidão no Rio e vira piada na web». Consultado em 23 de janeiro de 2016 
  6. Agência Brasil (20 de outubro de 2015). «Comerciários do Rio denunciam violação trabalhista em rede de supermercados». Consultado em 23 de janeiro de 2016 
  7. G1 (11 de fevereiro de 2015). «Camarote do Guanabara na Sapucaí terá quatro ambientes e 16 shows». Consultado em 28 de janeiro de 2016 
  8. «Fechamento aos domingos: Sindicato de olho nos direitos dos comerciários do Guanabara - SEC RJ». secrj.org.br. 15 de janeiro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2023 
  9. «Supermercados Guanabara: fechamento aos domingos e possível demissão em massa preocupa Sindicato - Diário do Rio de Janeiro». 11 de fevereiro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2023 

Ligações externas editar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Base de dados no Wikidata