Abrir menu principal

TV Cidade Verde Cuiabá

emissora de televisão brasileira de Cuiabá, MT
TV Cidade Verde Cuiabá
Televisão Cidade Verde S/A
Tipo Comercial
Cidade de concessão Cuiabá, MT
Canais Digital: 41 UHF
Virtual: 12 PSIP
Outros canais Analógico:
12 VHF (1991-2018)
Sede Bandeira de Cuiabá.svg Cuiabá, MT
Av. Jorn. Arquimedes Pereira Lima, 1200 - Jardim Itália
Rede Rede Bandeirantes
Rede(s) anterior(es) SBT (1991-2009)
Pertence a Rede Cidade Verde (Band)
Fundação 12 de outubro de 1991 (27 anos)
Prefixo ZYQ 721
Nome(s) anteriore(s) Band Mato Grosso (2013-2017)
Emissoras irmãs Band FM Cuiabá
Cobertura Grande Cuiabá

TV Cidade Verde é uma emissora de televisão brasileira, com sede em Cuiabá, Capital do estado Mato Grosso. Opera no canal 12 (41 UHF digital) e é afiliada à Rede Bandeirantes. Sendo a cabeça-de-rede da Rede Cidade Verde com maior abrangência no estado e está presente em 80% do Estado, cobrindo os 101 municípios e os 5 distritos matogrossenses.

A emissora foi afiliada ao SBT durante 18 anos, de 1991 até dia 16 de maio de 2009, quando o dono da rede, Luiz Carlos Beccari, anunciou no dia 15 de maio, a afiliação com a Rede Bandeirantes.

Índice

HistóriaEditar

A emissora foi inaugurada em 1991, retransmitindo a programação do SBT diretamente da cidade de São Paulo. Nos anos 1990, a emissora dividia a vice-liderança com a TV Rondon que retransmitia a Manchete, embora enfrentasse a concorrência com outras emissoras, consolidando a vice-liderança no final da década e metade da década de 2000.

Ao mesmo tempo, instala emissoras no interior do estado, passando cobrir 40% do estado na época. Porém, a emissora se afiliou-se de imediato ao SBT e não a Band, pois as 12 emissoras eram afiliadas ao SBT, nas mesmas localidades que estavam presentes a TV Cidade Verde Cuiabá.

A partir de 2004, a TV Cidade Verde tentou formar a Rede Cidade Verde e ampliar a programação local, o que gerou problemas com Silvio Santos, proprietário do SBT.

Em 2006, a emissora faz cobertura sobre o Escândalo das Ambulâncias, que mais tarde passa ser conhecida como Escândalo dos Sanguessugas, gerando matérias diárias para os telejornais do SBT como o Jornal do SBT Manhã, SBT Brasil e o Jornal do SBT.

Após implantar seu canal digital por definitivo em 2013 a TV Cidade Verde Cuiabá foi nomeada como Band Mato Grosso.

Rompimento com SBTEditar

No dia 15 de maio de 2009, em entrevista exclusiva a Romilson Dourado, Beccari anunciou o rompimento do contrato da afiliação de 18 anos com SBT, após a rede se recusar, durante cinco anos, a formar uma rede regional que transmitiria com exclusividade o sinal do SBT no Mato Grosso.[1] O empresário criticou o tratamento que o apresentador Silvio Santos proprietário do SBT dá às suas afiliadas, como também a programação ser instável e sujeitas a modificações constantes, ao contrário das outras redes:[1]

“No SBT fiquei cinco anos tentando construir uma rede e não consegui, porque não há uma política da empresa que priorize esse tipo de projeto. Nós temos nove emissoras no interior, e agora chegaremos com o novo canal às 101 cidades do Estado.”, explicou o empresário.

A última exibição das imagens do SBT em Cuiabá, foi após o término da sessão de filmes Tela de Sucessos, quando passa a ser exibido o Jornal da Noite, gravado pela emissora, diferentemente de outras emissoras que também trocaram de rede e fizeram a troca de sinal pontualmente à meia-noite. [2] Com a mudança de rede, a Cidade Verde de Cuiabá se alinhou com suas outras emissoras no interior do estado.[1]

Antes das mudanças de dois canais, uma semana antes, ocorreram essas especulações, incluindo a curiosa reforma repentina na fachada da emissora que aparecia o logo SBT que foi pintada de branco.[1][3] Porém, o empresário optou por se manifestar apenas após a conclusão dos negócios,[3] através ao RD News.[1]

Após três meses de negociações secretas lideradas pelo Beccari,[1] o Canal 12 passou a exibir a programação da Band e o Canal 8, que retransmitia a Band, passa a gerar grade da Igreja Mundial do Poder de Deus.[3] As mudanças nas transmissoras da Capital fazem parte de um projeto de Beccari de criar uma rede televisiva que chegue a todos os municípios de Mato Grosso, expansão hoje limitada pelo SBT.[3]

No dia 19 de maio, o SBT divulgou nota em que admite que a emissora deixou a rede:

A mudança de bandeira causou muita repercussão pelo país, pois o SBT simplesmente saiu fora do ar, já que após o rompimento da TV Cidade Verde tornou-se a única capital brasileira sem nenhuma afiliada da rede, limitando-se apenas a TV por assinatura local e nacional ou por antenas parabólicas.[4]

Afiliação com a Rede BandeirantesEditar

Na madrugada do dia 16 de maio, após o fim do filme na Tela de Sucessos, a emissora passou a exibir a programação da Band, enquanto a TV Brasil Oeste, antiga retransmissora da Band, afiliou-se à Rede 21.

RetransmissorasEditar

Todas as retransmissoras que a Rede Cidade Verde detinha no interior do estado pertencem ao SBT, assim que houve a troca de afiliação a emissora passou a utilizar as retransmissoras da TV Brasil Oeste também pertence a família Baccari.

AssaltoEditar

No dia 28 de Janeiro de 2009, a emissora foi invadida por 456 criminosos que tentaram assaltar a sede da emissora, ao darem entrada da emissora, após assaltarem várias pessoas e trocarem tiros com a polícia. Os policiais também invadiram a emissora e houve nova troca de tiros e prenderam os criminosos. A ação foi flagrada pelo circuito interno da entrada e saída de veículos da emissora e foi exibida reportagem tanto pela emissora quanto pela Band.[5]

Falecimento de Luis Carlos BeccariEditar

O empresário Luiz Carlos Saraiva Beccari (59) morreu na madrugada de segunda-feira,4 de agosto de 2014 em São Paulo, onde passava por um tratamento de saúde. Beccari era empresário do ramo de comunicação em Mato Grosso e proprietário do Grupo Cidade Verde, que tinha como uma das empresas a afiliada da Rede Bandeirantes no estado.

Beccari estava internado no Hospital São José, em São Paulo, em um tratamento contra a leucemia. Ele deixou esposa e quatro filhas.

Sinal digitalEditar

PSIP Canal Proporção de tela Programação
12.1 41 UHF 1080i Programação principal da TV Cidade Verde / Band
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Cidade Verde, bem como as outras emissoras de Cuiabá, cessou suas transmissões pelo canal 12 VHF em 14 de agosto de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.

ProgramasEditar

  • Programa Estilo, com Herbet Mattos; variedades
  • Estúdio Band, com Onofre Ribeiro; jornalístico ( Band FM Cuiaba 101.1 FM)
  • Programa do Pop, com Everton Pop; variedades
  • Mato Grosso Acontece, com Igor Taques; jornalístico
  • Pesca e Aventura com Jango
  • Não Pira

Referências

  1. a b c d e f Romilson Dourado (15 de maio de 2009, 21:22). «TV Cidade Verde vai pra Band e SBT fica com TV Rondon». RD News. Consultado em 15 de maio de 2010  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. Segundo pesquisas de horário realizada em sites de emissoras de TVs.
  3. a b c d Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Diário de Cuiabá
  4. Romilson Dourado (18 de maio de 2009, 15:15). «Cuiabá é hoje a única capital sem sinal aberto do SBT». RD News. Consultado em 15 de maio de 2010  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. Jornal da Band, 22 de setembro de 2009

Ligações externasEditar