Abrir menu principal
Takako Shimazu
Princesa Suga
Takako Shimazu e seu irmão mais velho, o Príncipe Akihito, em 1950.
marido Hisanaga Shimazu (1960–presente)
Descendência Yoshihisa Shimazu
Casa Casa Imperial do Japão
Nome completo
清宮貴子内親王
Nascimento 2 de março de 1939
  Palácio Imperial de Tóquio, Tóquio, Japão
Pai Imperador Shōwa
Mãe Imperatriz Kōjun
Religião Xintoísmo

Takako Shimazu (島津 貴子 Shimazu Takako,?, nascida em 2 de março de 1939) é a quinta filha, a cacula, do Imperador Shōwa e da Imperatriz Kōjun do Japão. Como tal, ela é a irmã mais jovem do Imperador emérito japonês, Akihito.

BiografiaEditar

Nascida no Palácio Imperial de Tóquio, Takako era chamada na infância de Suga no miyo (清宮貴子内親王 Suga no miya Takako Naishinnō?), ou "Princesa Suga". Assim como suas irmãs, ela não foi criada por seus pais biológicos, mas por uma série de cortesãs em um palácio separado construído para as filhas do imperador, no distrito de Marunouchi, em Tóquio.

Ela foi educada na Escola de Nobres de Gakushuin e, juntamente com os irmãos, aprendeu inglês com a professora americana Elizabeth Gray Vining, durante a Ocupação do Japão pelos americanos, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. A princesa graduou-se pela Faculdade de Mulheres da Universidade Gakushuin, com um diploma em literatura inglesa, em março de 1957.

Em 3 de março de 1960, Takako desposou Hisanaga Shimazu[1][2] (nascido em 1934), filho de Hisanori Shimazu, um conde dentro do extinto pariato japonês, e na época analista do Banco Japonês de Cooperação Internacional. Descrito pela imprensa ocidental da época como um "funcionário de banco plebeu", Hisanaga Shimazu era, na verdade, descendente direto do último daimiô de Satsuma — e por isso primo materno da Imperatriz Kōjun. O casal se conheceu em Gakushuin, através do interesse de ambos pela música de Perez Prado.

Com o casamento, Takako perdeu o status como integrante da família imperial japonesa, tornando-se uma plebeia e adotando o sobrenome do marido, de acordo com os termos da Lei da Casa Imperial de 1947.

Em 1963, três anos após seu casamento, Takako Shimazu escapou por pouco de uma tentativa de sequestro. Devido à extensa cobertura da mídia, o endereço da residência do casal Shimazu se tornou de conhecimento público, assim como o seu dotede 500 mil dólares. Um integrante do grupo criminoso acionou a polícia antes que o sequestro pudesse acontecer.

Os Shimazus tiveram um filho, Yoshihisa Shimazu, nascido em 1962.

Hisanaga Shimazu construiu uma cerreira de trinta anos dentro do Banco Japonês de Cooperação Internacional, tendo trabalhado em Washington, nos Estados Unidos, e em Sydney, na Austrália, sempre acompanhado de sua esposa. Quando se aposentou do banco em 1987, ele se tornou membro do conselho de diretores da Sony. Serviu como diretor executivo da Fundação Sony para Ciência e Educação de 1994 a 2001. É diretor de pesquisa do Instituto Yamashina de Ornitologia.

A ex-princesa já realizou inúmeras aparições na televisão japonesa como comentadora de eventos mundiais. É também integrante do conselho de diretores da rede Prince Hotels.

Títulos e estilosEditar

  • 2 de março de 1939 - 3 de março de 1960 : Sua Alteza Imperial a princesa Suga
  • 3 de março de 1960 - presente : Sra Hisanaga Shimazu

Referências bibliográficasEditar

  • Foreign Affairs Association of Japan, The Japan Year Book (Tokyo: Kenkyusha Press, 1939–40, 1941–42, 1944–45, 1945–46, 1947–48).
  • Takie Sugiyama Lebra, Above the Clouds: Status Culture of the Modern Japanese Nobility (Berkeley: University of California Press, 1992).
  • Ben-ami Shillony, Enigma of the Emperors: Sacred Subservience in Japanese History (Kent, U.K.: Global Oriental, 2006).
  • Bix, Herbert B (2001). Hirohito and the Making of Modern Japan. Harper Perennial. ISBN 0-06-093130-2.
  • Cortazzi, Sir Hugh (27 de julho de 2016). Modern Japan: A Concise Survey (em inglês). [S.l.]: Springer. ISBN 9781349229710 
  • Fr?d?ric, Louis; Louis-Frédéric (2002). Japan Encyclopedia (em inglês). [S.l.]: Harvard University Press. ISBN 9780674017535