Tanya Gold

Tanya Gold (nascida em 31 de dezembro de 1973 em Merton, Surrey[1]) é uma jornalista britânica. Ela foi educada na [Newland House School], a independente Kingston Grammar School e Merton College, Oxford e escreveu para jornais britânicos incluindo o The Guardian, o Daily Mail, The Independent, The Daily Telegraph, The Sunday Times[2] e o Evening Standard, e também para a revista de notícias The Spectator.

Em 2009, ela foi altamente elogiada na categoria Melhor escritora do ano no British Press Awards. [3] Em 2010, ganhou o prêmio de redatora do ano no British Press Awards[4] e também foi indicada para colunista do ano.[5]

Ela escreveu artigos explorando sua recuperação de alcoolismo,[6][7] e suas investigações secretas sobre a série de televisão Big Brother. Ela também escreveu uma coluna sobre deixar de fumar, "The Quitter". [8]

Em outubro de 2008, ela escreveu um artigo para 'The Guardian' sobre sua 'alma mater': "Oxford é infernal. Precisa ser desmembrada e recheada com crianças de escolas públicas - para seu próprio bem".[9] Ela criticou Merton e a Universidade de Oxford, por uma cultura que considerava privilegiada, estratificada por status socioeconômico e emocionalmente repressiva.

Referências

  1. Gold, Tanya (29 de dezembro de 2009). «Nightmare on New Year's Eve». The Guardian 
  2. «Speakeasy: Of course there's no sexism at the BBC, just Strictly Come Groping». =The Sunday Times. 21 de julho de 2013. Consultado em 5 de agosto de 2013 
  3. «British Press Awards 2009: The full list of winners». Press Gazette. Consultado em 3 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 15 de janeiro de 2010 
  4. «2010 British Press Awards Winners». Press Gazette. Consultado em 3 de fevereiro de 2011 
  5. «British Press Awards shortlist for 2010». Press Gazette. Consultado em 17 de fevereiro de 2011 
  6. Gold, Tanya (7 de julho de 2004). «'Group therapy: I still howl at the memory'». The Guardian 
  7. Gold, Tanya (29 de janeiro de 2008). «As a recovering alcoholic». The Guardian 
  8. Gold, Tanya (21 de dezembro de 2004). «The quitter». The Guardian 
  9. Gold, Tanya (2 de outubro de 2008). «Oxford is hellish. It needs to be broken apart and stuffed with state-school kids – for its own good». The Guardian 
  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.