Taqiya (Islamismo)

No islamismo xiita, Taqiya ou Taqiyya (em árabe: تقیة taqiyyah, literalmente "prudência, medo") [1][2] é uma dissimulação preventiva ou negação da crença e prática religiosa em razão de perseguição sofrida.[1][3][4]

Um termo relacionado é Kitmān (lit. "ação de cobrir, dissimulação"), que tem um sentido mais específico de dissimulação por silêncio ou omissão.[5][6]

Esta prática é enfatizada no islamismo xiita, pelo qual os adeptos podem ocultar sua religião quando sob ameaça de perseguição ou compulsão.[7][8] A prática é rejeitada no islamismo sunita. Existem dois elementos principais do conceito: evitar a divulgação da associação com os Imames ao fazê-lo pode expor a comunidade a perigos ou danos, e manter os ensinamentos esotéricos dos Imames escondidos daqueles que não estão preparados para recebê-los.[9]

Taqiyya foi inicialmente realizado sob coação por alguns dos companheiros de Maomé.[10] Mais tarde, tornou-se particularmente importante para os xiitas devido à sua experiência como minoria religiosa perseguida.[11] De acordo com a doutrina xiita, a taqiyya é permitida em situações em que há perigo esmagador de perda de vida ou propriedade e onde nenhum perigo para a religião ocorreria.[8] Taqiyya também foi politicamente justificada particularmente entre os doze xiitas, a fim de manter a unidade entre os muçulmanos e a fraternidade entre os clérigos xiitas.[12][13]

Yarden Mariuma, sociólogo da Universidade de Columbia, escreve: "Taqiyya é um termo jurídico e islâmico cujo significado é mutável w se refere a quando um muçulmano é permitido, sob a lei da Sharia, a mentir. Um conceito cujo significado variou significativamente entre as seitas islâmicas, estudiosos, países e regimes políticos, é, no entanto, um dos termos-chave usados pelos recentes polemistas anti-muçulmanos."[14]

ReferênciasEditar

  1. a b R. STROTHMANN, MOKTAR DJEBLI. Encyclopedia of Islam, 2nd ed, Brill. "TAKIYYA", vol. 10, p. 134. John L. Esposito, ed. (2014). "Taqiyah". The Oxford Dictionary of Islam. Oxford: Oxford University Press. ISBN 9780195125580.
  2. Stewart, Devin (8 de janeiro de 2014). «Dissimulation in Sunni Islam and Morisco Taqiyya». Al-Qanṭara. 34 (2): 439–490. doi:10.3989/alqantara.2013.016  
  3. Paul E. Walker (2009). "Taqīyah". The Oxford Encyclopedia of the Islamic World. Oxford: Oxford University Press. ISBN 9780195305135. Taqīyah is the precautionary dissimulation of religious belief and practice in the face of persecution.
  4. Stewart, Devin. "Islam in Spain after the Reconquista". Teaching Materials. The Hagop Kevorkian Center for Near Eastern Studies at New York University. Retrieved 30 September 2015.
  5. Strothmann, R.; Djebli, Moktar (2012). «Taḳiyya». In: P. Bearman; Th. Bianquis; C.E. Bosworth; E. van Donzel; W.P. Heinrichs. Encyclopaedia of Islam Second ed. Brill. doi:10.1163/1573-3912_islam_SIM_7341 
  6. Virani, Shafique N. (2009). The Ismailis in the Middle Ages: A History of Survival, a Search for Salvation. New York: Oxford University Press. ISBN 978-0-19-531173-0 
  7. John L. Esposito, ed. (2014). «Taqiyah». The Oxford Dictionary of Islam. Oxford: Oxford University Press. ISBN 9780195125580.
  8. a b Momen, Moojan (1985). An Introduction to Shi'i Islam. [S.l.]: Yale University Press. ISBN 978-0-300-03531-5. Religious dissimulation (Taqiyya) [...] while maintaining mental reservation is considered lawful in Shi'ism in situations where there is overwhelming danger of loss of life or property and where no danger to religioun would occur thereby. [...] Living as a minority among a frequently-hostile Sunni majority, the condition of most Shi'is until the rise of the Safavid dynasty, made such a doctrine important to Shi'is 
  9. Virani, Shafique N. (23 de fevereiro de 2011). «Taqiyya and Identity in a South Asian Community». The Journal of Asian Studies. 70 (1): 99–139. ISSN 0021-9118. doi:10.1017/s0021911810002974 
  10. Virani, Shafique N. (23 February 2011). "Taqiyya and Identity in a South Asian Community". The Journal of Asian Studies. 70 (1): 99–139. doi:10.1017/s0021911810002974. ISSN 0021-9118. S2CID 143431047.
  11. R. Strothmann-[Moktar Djebli]. Encyclopedia of Islam, 2nd ed, Brill. "Taḳiyya", Vol. 10, p. 135. Momen, Moojan (1985). An Introduction to Shi'i Islam. [S.l.]: Yale University Press. ISBN 978-0-300-03531-5.
  12. Maréchal; Zemni (eds.). The Dynamics of Sunni-Shia Relationships: Doctrine, Transnationalism, Intellectuals and the Media. [S.l.]: Hurst Publishers. ISBN 9781849042178 
  13. Gerhard Böwering; Patricia Crone; Mahan Mirza (2013). The Princeton Encyclopedia of Islamic Political Thought illustrated ed. [S.l.]: Princeton University Press. ISBN 9780691134840 
  14. Mariuma, Yarden. "Taqiyya as Polemic, Law and Knowledge: Following an Islamic Legal Term through the Worlds of Islamic Scholars, Ethnographers, Polemicists and Military Men." The Muslim World 104.1–2 (2014): 89–108.