Abrir menu principal

Tebosa

freguesia de Braga, Portugal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Portugal Tebosa 
  Freguesia  
Igreja de Tebosa
Igreja de Tebosa
Localização no concelho de Braga
Localização no concelho de Braga
Tebosa está localizado em: Portugal Continental
Tebosa
Localização de Tebosa em Portugal
Coordenadas 41° 28' 59" N 8° 29' O
País Portugal Portugal
Concelho BRG.png Braga
Fundação 1081 ?
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente Marcelino Moreira de Sá (PS)
Área
- Total 2,59 km²
População (2011)
 - Total 1 129
    • Densidade 435,9 hab./km²
Gentílico Tevolense
Código postal 4705-630 Tebosa, Braga
Orago Divino Salvador

Tebosa é uma freguesia portuguesa do concelho de Braga, com 2,59 km² de área e 1 129 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é de 435,9 hab/km².

HistóriaEditar

A primeira referência histórica data de 1081, é referida como "Vila de Tevolosa". O nome provém do latim "tábua", referindo às pontes locais de madeira. Entre 1092 a 1220, a vila pertenceu ao Julgado Medieval de Penafiel de Bastuço. Em 1220 retorna para o concelho de Braga.

Durante as invasões de Napoleão, o exército francês utilizou a freguesia como acampamento. Inconformadas com a invasão, algumas mulheres desta terra deixam-se capturar pelos soldados franceses, levando facas escondidas, com o objectivo de os matar durante a "violação". Infelizmente, foram descobertas e rapidamente assassinadas.

Em 1839, passa para o concelho de Barcelos com o nome S. Salvador de Tebosa. Em 1852 regressa ao concelho de Braga.

Em tempos existiu um antiquíssimo mosteiro beneditino, mas o abandono e os saques ditaram a sua destruição, restando apenas a imagem da Santíssima Trindade.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Tebosa (1864 – 2011) [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
576 481 490 480 498 493 525 605 668 704 719 983 1 037 1 096 1 129

LendaEditar

Como no resto do Minho, aqui também existem lendas. Aqui reza a lenda que a imagem da nossa Senhora desaparecera todas as noites da igreja, e aparecera no monte do talegre, num buraco de um grande penedo no meio da floresta. Os populares iriam busca-la e tornariam a pô-la na Igreja.

Por alturas do Verão o padre e a população, já fartos da situação, viram-se para Maria e interrogam-na sobre o local onde queria permanecer. No dia seguinte, no meio dos campos e junto a um curso local de água, os camponeses avistaram um manto de neve com cerca de 20 cm de altura e o formato de uma capela. Assim fui construída a Capela da Nossa Senhora do Campo. Crê-se que o primeiro desaparecimento da imagem fora no dia 2 de Fevereiro.

Nos arredores da capela existe também um penedo, em que numa face existe uma silhueta de um bebé deitado numa depressão com o formato de uma manjedoura.

FestividadesEditar

Na freguesia realiza-se a maior festa dos arredores, as festividades do S. Brás de Tebosa são afamadas nas freguesias vizinhas.

As festividades duram três a quatro dias no primeiro fim-de-semana após o dia três de Fevereiro, devido às festividades da Senhora do Campo que se realizam no dia dois do mesmo mês.

Os fogos de artifício que se realizam durante os dias festivos e a procissão do Domingo, são os atractivos principais.

Realizam-se também as festividades da Senhora do Campo (dois de Fevereiro), Santo António (Domingo seguinte ao 13 de Junho) e a procissão da Nossa Senhora de Fátima (Maio).

ActualidadeEditar

Apesar de se situar no limite do concelho, a freguesia encontra-se bem equipada e com fáceis acessos à cidade de Braga. Os equipamentos no passado encontravam-se dispersos, hoje estão centralizados no centro da freguesia. Possui uma nova casa do Povo que contém: Junta de Freguesia, Jardim de Infância, posto Médico e um centro de dia para os mais idosos.

Escola Básica do Primeiro ciclo da Igreja, um campo de futebol e ringue polidesportivo, farmácia e o museu de Cordofones.

Encontra-se também abastecida a 100% de água e saneamento, possuindo também uma Etar.

A vizinha freguesia de Ruilhe oferece serviços, como o policiamento (posto da GNR) e no ensino o Externato Infante D. Henrique (2º,3º ciclo e secundário).

A freguesia é servida pela linha 35 dos Transportes Urbanos de Braga, os autocarros percorrem dez vezes por dia as várias paragens distribuidas pela freguesia.

Na EN14, passam diariamente carreiras (autocarros a nível regional) que ligam Braga e Vila Nova de Famalicão.

PatrimónioEditar

  • Igreja Matriz
  • Capela da Senhora do Campo
  • Capela de St. António
  • Antiga Casa do Povo
  • Museu dos Cordofones

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 6 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes