Abrir menu principal

Tender Comrade

filme de 1943 dirigido por Edward Dmytryk
Tender Comrade
Companheiros Adoráveis (PRT)
Mulheres de Ninguém (BRA)
 Estados Unidos
1943 •  p&b •  102 min 
Direção Edward Dmytryk
Produção David Hempstead
Elenco Ginger Rogers
Robert Ryan
Ruth Hussey
Patricia Collinge
Gênero drama
Distribuição RKO Radio Pictures
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Tender Comrade (Mulheres de Ninguém BRA ou Companheiros Adoráveis PRT) é um filme estadunidense de 1943, do gênero drama, dirigido por Edward Dmytryk e estrelado por Ginger Rogers e Robert Ryan.

A produçãoEditar

A importância do filme é mais sociológica e histórica que propriamente cinematográfica, e por isso mesmo deveria "ser guardado como relíquia em um museu da Segunda Guerra Mundial".[1] Além de mostrar a contribuição para o esforço de guerra das mulheres privadas de seus maridos que partiram para o campo de batalha além-mar, o filme despeja sermão após sermão sobre as glórias dos EUA e da liberdade, alertas sobre o perigo de não se respeitar as regras de racionamento etc. Tudo isso entrelaçado da maneira mais sentimental possível, tendo ao fundo a implacável trilha sonora de Leigh Harline.[1]

Ora, no dia a dia, Ginger e suas companheiras eram mostradas repartindo tudo coletivamente: alugavam uma casa para morar juntas, dividiam os salários e as responsabilidades entre si, e outras coisas do tipo. Assim, não custou muito para o filme ser considerado um dos maiores exemplos de propaganda comunista jamais exibidos em solo norte-americano![1][2]<ref name="multipla1"{{citar periódico |ultimo=Rodrigues da Silva |primeiro=Divino|data= |titulo=A História e os Filmes da RKO na Década de 40|periódico=Matinê |editora=edição de autor|número=2 |ano=1992}}</ref> Durante o Maccartismo, tudo isso voltou à tona e serviu de combustível para perseguir o diretor Dmytryk e o roteirista Dalton Trumbo.

As plateias foram seduzidas pelo que foi mostrado nas telas, muitos lenços ficaram encharcados com as lágrimas dos mais sensíveis, notadamente o público feminino e, ao fim e ao cabo, a produção resultou em um grande triunfo para a RKO Radio Pictures, com lucro líquido de $843,000.[1]

SinopseEditar

Segunda Guerra Mundial. Mesmo grávida, Jo Jones consegue emprego em fábrica de aviões, enquanto o marido Chris serve no Exército alhures. Mora com as colegas de trabalho em uma casa alugada e com elas divide o dinheiro e todas as tarefas, enquanto aguarda notícias de seu amado. Após o nascimento do filho, Jo é informada da morte de Chris. Ela, então, faz um inflamado discurso para o bebê e decide seguir em frente.

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Ginger Rogers Jo Jones
Robert Ryan Chris Jones
Ruth Hussey Barbara Thomas
Patricia Collinge Helen Stacey
Mady Christians Manya Lodge
Kim Hunter Doris Dumbrowski
Jane Darwell Senhora Henderson
Richard Martin Mike Dumbrowski

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d JEWELL, Richard B. e HARBIN, Vernon, The RKO Story, terceira impressão, Londres: Octopus Books, 1984 (em inglês)
  2. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)

BibliografiaEditar

  • JEWELL, Richard B. e HARBIN, Vernon, The RKO Story, terceira impressão, Londres: Octopus Books, 1984 (em inglês)
  • Rodrigues da Silva, Divino (1992). «A História e os Filmes da RKO na Década de 40». edição de autor. Matinê (2) 

Ligações externasEditar