Tete (cidade)

cidade em Moçambique
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre uma cidade de Moçambique. Para outros significados, veja tete (letra).

Tete é a maior cidade e capital da província moçambicana homónima, e administrativamente é um município com um governo local eleito; e é também, desde Dezembro de 2013, um distrito, uma unidade local do governo central, dirigido por um administrador.[1] De acordo com o censo de 2017, o município tem 305,722 habitantes, numa área de 314 km².[2]

Tete
  Cidade, município e distrito  
Panorama de Tete, com Ponte Samora Machel ao centro, em 2009.
Panorama de Tete, com Ponte Samora Machel ao centro, em 2009.
Símbolos
Bandeira de Tete
Bandeira
Brasão de armas de Tete
Brasão de armas
Localização
Tete está localizado em: Moçambique
Tete
Localização de Chimoio em Moçambique
Coordenadas 16° 9' 28.5" S 33° 25' 23.3" E
País  Moçambique
Província Tete
Distrito Tete
História
Fundação 1530

Era um centro comercial suaíle quando foi ocupado por Portugal em 1530. Foi elevada à categoria de vila e sede de concelho em 1763 e a cidade em 21 de Março de 1959.

Encontra-se à beira do rio Zambeze, no local onde existem as duas primeiras pontes sobre aquele rio em território moçambicano: a Ponte Samora Machel, cujo tabuleiro se estende por um quilómetro, construída no período colonial e projectada pelo engenheiro Edgar Cardoso; e a segunda ponte, a Ponte Kassuende que fica situada cinco quilómetros a jusante, e que foi inaugurada em novembro de 2014.

EtimologiaEditar

O nome Tete, na língua local nhúngue "Mitete", significa caniço.

InfraestruturaEditar

TransportesEditar

As principais ligações de Tete com o território nacional são rodoviárias, tendo como principais vias a Estrada N7, que a liga à N6 em Vanduzi (sul) e a Moatize e Zobué (nordeste), e; a Estrada N9, que a liga à fronteira de Cassacatize com a Zâmbia (noroeste).[3]

Outras facilidades logísticas fundamentais para Tete são ferroviárias, ligando com o litoral do Índico: o ramal Dona Ana-Moatize, do Caminho de Ferro de Sena, com estação na vizinha Moatize, que permite ligação de passageiros e mercadorias com o porto da Beira; e o Caminho de Ferro de Nacala que leva o carvão de Moatize até ao porto carbonífero de Nacala.[4]

A cidade também é servida por um aeródromo, o Aeroporto de Chingozi.[4]

EducaçãoEditar

A cidade possui um campus da Universidade Zambeze, que serve como sede para a Faculdade de Ciências de Saúde,[4] além de um campus da Universidade Púnguè[4] e de uma delegação da Universidade Católica de Moçambique.[5] Também em Tete está a sede do Instituto Superior Politécnico de Tete.[6]

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. Lei nº 26/2013, publicada no Boletim da República nº 101, I Série, de 18 de Dezembro de 2013, pág. 1059-1061 (3)
  2. http://www.ine.gov.mz/operacoes-estatisticas/censos/censo-2007/censo-2017/divulgacao-os-resultados-preliminares-iv-rgph-2017/view Quadros dos Resultados Preliminares do IV Recenseamento Geral da População e Habitação 2017, a nível Nacional, Provincial e Distrital.2017
  3. «Mapa Rodoviário da República de Moçambique - Rede de Estradas Classificadas» (PDF). ANE. Novembro de 2016. Consultado em 4 de maio de 2019 
  4. a b c d Falume Chabane (21 de março de 2020). «21 de Março de 1959....Cidade de Tete» (PDF) 3876 ed. O Autarca – Jornal Independente. 10 páginas 
  5. «Universidade Católica de Moçambique». Mzformativa. Consultado em 1 dezembro 2019 
  6. UP-Tete. Universidade Pedagógica. 23 de junho de 2015.
  Este artigo sobre Moçambique é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.