Universidade Católica de Moçambique

A Universidade Católica de Moçambique (UCM) é uma instituição de ensino superior privada localizada em Moçambique, com sede na Beira, província de Sofala.

Universidade Católica de Moçambique
UCM
Lema Celebrando qualidade e inovação
Fundação 14 de setembro de 1995 (26 anos)
Tipo de instituição Privada
Localização Ponta-Gêa, Beira,  Moçambique
Chanceler Claudio Dalla Zuanna[1]
Reitor(a) Filipe Sungo[2]
Vice-reitor(a) Rafael Baciano Sapato
Fernando Canastra
Armindo Tambo[3][3]
Total de estudantes 20000 (2016)[4]
Afiliações AULP
FIUC
Página oficial www.ucm.ac.mz

Fundada em 29 de março de 1993, iniciou suas atividades em 10 de agosto de 1996, capitaneada pela Conferência Moçambicana de Bispos.

HistóriaEditar

O idealizador de uma universidade confessional católica em Moçambique foi dom Jaime Pedro Gonçalves, arcebispo da Beira que, com o auxílio de algumas pessoas próximas, esboçou a criação de uma instituição na cidade da Beira, que seria denominada Universidade Católica da Beira.[5]

Ao dom Jaime Gonçalves levar o projeto para apreciação na Conferência Episcopal de Moçambique (CEM), no início da década de 1990, os membros ficaram céticos quanto à viabilidade do projeto; em uma segunda oportunidade, o arcebispo levou novamente o projeto para a CEM que, após muitas discussões e bastante insistência, foi aprovado.[5]

Numa visita eclesiástica de dom Manuel Vieira Pinto (Arcebispo de Nampula) este apresentou o projeto da universidade a dom José da Cruz Policarpo, reitor da Universidade Católica Portuguesa. Dom José Policarpo apoiou a ideia e ofereceu a sua disponibilidade para ajudar na sua implantação, nascendo ali o primeiro protocolo de cooperação. Nesta cooperação o projeto foi reformulado para uma universidade católica nacional, e não somente da Beira.[5]

Para erguer as estruturas universitárias, houve forte negociação de dom Jaime Gonçalves para a devolução dos bens expropriados da igreja durante a revolução socialista. Para tal, a figura chave do lado do governo foi o governador da província de Sofala, Francisco de Assis Masquil. Dessa maneira conseguiu-se que os antigos Colégios dos Maristas e de Nossa Senhora das Vitórias, fossem devolvidos à igreja em 1993. As edificações estavam degradadas, sendo reabilitadas até 1995 para tal.[5]

Em 29 de março de 1993, a CEM apresentou o projeto ao governo de Moçambique, bem como uma declaração de intenção da criação da universidade. No dia 14 de setembro de 1995, através do decreto nº 43/95, o governo de Moçambique, na pessoa do primeiro-ministro Pascoal Mucumbi, aprova a criação da Universidade Católica de Moçambique (UCM) com sede na cidade da Beira.[5]

Após o decreto, começou a corrida para a abertura da instituição, tarefa que ficou incumbida a uma Comissão Instaladora, presidida pelo padre Francesco Ponsi e assessorada diretamente por Isabel Sofia Olazabal.[5]

Em 10 de agosto de 1996 a UCM abre pela primeira vez as suas portas com duas faculdades: Faculdade de Economia e Gestão, na Beira, e Faculdade de Direito, em Nampula. Ainda, em 1996, foi indicado dom Jaime Pedro Gonçalves para o cargo de Magno Chanceler da UCM que ocupou até o ano 2012.[5]

Unidades orgânicasEditar

As unidades orgânicas da UCM são as seguintes:[6]

  • Centro de Ensino à Distância
  • Faculdade de Economia e Gestão
  • Extensão de Nacala
  • Faculdade de Educação e Comunicação
  • Extensão do Gurúè
  • Faculdade de Engenharia
  • Faculdade de Agricultura
  • Faculdade de Gestão de Recursos Florestas e Faunísticos
  • Faculdade de Ciências de Saúde
  • Faculdade de Gestão de Recursos Naturais e Mineralogia
  • Faculdade de Ciências Sociais e Políticas
  • Faculdade de Gestão de Turismo e Informática
  • Faculdade de Direito

Centros de investigação acadêmicaEditar

Além das faculdades, do centro de ensino e dos polos de extensão, a UCM criou centros de investigação:[7]

  • Centro de Informação Geográfica
  • Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável (CIADS)
  • Centro de Investigação de Desenvolvimento Sustentável e Tecnológico
  • Centro de Investigação de Doenças Infecciosas
  • Centro de Investigação e Desenvolvimento Comunitário (CIDC)
  • Centro de Investigação Konrad Adenauer (CIKA)
  • Centro de Investigação Santo Agostinho
  • Consultoria de Gestão e Economia Aplicada

Referências

  1. UCM Notícias (5 de fevereiro de 2013). «Dom Claudio Dalla Zuanna Novo Chanceler na UCM». Beira: Portal da Universidade Católica de Moçambique 
  2. «Universidade Católica de Moçambique tem novo Reitor». UCM. 2019. Consultado em 21 de fevereiro de 2020 
  3. a b «Composição do Conselho da Reitoria». Portal da Universidade Católica de Moçambique. 2011 
  4. Lusa (29 de novembro de 2016). «Universidade Católica de Moçambique leva prevenção de sida sem tabus a 20 mil alunos». Rádio e Televisão de Portugal 
  5. a b c d e f g «História». Portal da Universidade Católica de Moçambique. 2011 
  6. «Faculdades». Portal da Universidade Católica de Moçambique. 2011 
  7. «Pesquisa». Portal da Universidade Católica de Moçambique. 2011 

Ligações externasEditar