Abrir menu principal

The Flying Deuces

filme de 1939 dirigido por A. Edward Sutherland
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde junho de 2018.


The Flying Deuces
 Estados Unidos
1939 •  pb •  69 min 
Direção A. Edward Sutherland
Roteiro Ralph Spence
Charley Rogers
Fred Schiller
Harry Langdon
Elenco Stan Laurel
Oliver Hardy
Jean Parker
Género comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Flying Deuces é um filme estadunidense de 1939 do gênero Comédia, dirigido por A. Edward Sutherland e estrelado pela dupla Laurel e Hardy. É uma refilmagem parcial de Beau Hunks (1931).

Índice

ElencoEditar

Ator Personagem
Stan Laurel Stan
Oliver Hardy Ollie
Jean Parker Georgette
Reginald Gardiner François
Charles B. Middleton Comandante da Legião
Jean Del Val Sargento
Crane Whitley (nos letreiros, Clem Wilenchick) Cabo
Jimmy Finlayson
Michael Visaroff Dono da hospedaria

Charles B. Middleton repetiu o papel de Comandante que havia interpretado em Beau Hunks (1931), enquanto o coadjuvante frequente de Laurel e Hardy, James Finlayson, também faz uma participação.

SinopseEditar

Stan e Ollie são comerciantes americanos que estão em Paris a negócios. Quando chega a hora de partir, porém, Ollie avisa o amigo de que ficará na cidade pois se apaixonou por Georgette, a filha do dono da hospedaria em que estão instalados. Georgette se diverte com as atenções de Ollie e não lhe conta que é casada com François, um oficial da Legião Estrangeira Francesa. Com a ajuda de Stan, Ollie pede a moça em casamento mas se desilude quando sabe sobre o marido dela. Ele então resolve se suicidar no Rio Sena (onde um tubarão fugitivo do aquário está nadando) e quer que Stan faça o mesmo, em nome da amizade de ambos. François passava à noite pelo rio quando percebeu a intenção dos dois. Tenta fazê-los desistir do suicídio mas como Ollie insiste que não esquecerá a mulher que o desiludiu, o oficial (que não sabe que é Georgette) então lhe aconselha a se alistar na Legião Estrangeira, o lugar ideal, segundo ele, para homens esquecerem o passado. Stan e Ollie aceitam o conselho e se tornam legionários, pretendendo ficar apenas até quando o gordo se esqueçer de Georgette. Depois de muitas trapalhadas e trabalho pesado, Ollie de repente "esquece" Georgette e a dupla resolve deixar o quartel no Norte da África mas são perseguidos como desertores pelo legionários e, após serem capturados, condenados ao fuzilamento. Na sequência final, os dois fogem novamente e usam um avião desgovernado, com desfecho inesperado.

ProduçãoEditar

  • The Flying Deuces foi o primeiro filme de Laurel e Hardy que não foi produzido por Hal Roach. A realização foi do produtor independente Boris Morros e a distribuição da RKO Radio Pictures após Roach concordar em "emprestar" os dois astros. A RKO havia comprado os direitos para refilmar a produção francesa The Two Aces, mas o remake é bem diferente.

LiteraturaEditar

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.