Abrir menu principal

Wikipédia β

The Simpsons Guy

The Simpsons Guy é o primeiro episódio da décima terceira temporada da série de televisão norte-americana Family Guy, sendo exibido originalmente na noite de 28 de setembro de 2014 pela Fox Broadcasting Company (FOX) nos Estados Unidos. Dirigido por Peter Shin e escrito por Patrick Meighan, o episódio tem a duração de 45 minutos, sendo um crossover entre as séries Family Guy e The Simpsons.

"The Simpsons Guy"
"Os Simpsons da Pesada" (BR)
1.º episódio da 13.ª temporada de Family Guy
The Simpsons Guy.jpg
Imagem promocional do episódio.
Informação geral
Direção Peter Shin
Escrito por Patrick Meighan[1]
Código de produção BACX22/BACX23
Exibição original 28 de setembro de 2014[2]
Convidados
Cronologia
"Chap Stewie"
"The Book of Joe"
Family Guy (décima terceira temporada)
Lista de episódios de Family Guy

O episódio foi exibido no Brasil e na América Latina em 23 de Novembro de 2014, indo ao ar pelo canal FX.

No episódio crossover com The Simpsons, os Griffins fazem uma viagem e pousam em Springfield, onde se encontram a família Simpson. Stewie fica fascinado com brincadeiras da escola de Bart, Lois e Marge têm uma boa relação, Lisa tenta encontrar um talento especial em Meg e Peter discute com Homer sobre qual marca de cerveja é melhor: Pawtucket ou Duff.

Índice

ProduçãoEditar

O episódio foi anunciado em Julho de 2013 como a estreia da décima terceira temporada de Family Guy,[3] prevista para ir ao ar entre os anos de 2014 e 2015.[4] Em Maio de 2014, a Fox apresentou dois clipes do episódio.[5] Na Comic Con de 2014, realizada em julho, parte do enredo foi revelado em um clipe cinco minutos do episódio.[6] Apresenta como música em destaque Pour Some Sugar on Me, gravada pela banda Def Leppard.

Em entrevista a Entertainment Weekly, Seth MacFarlane disse: "A chave para um bom episódio crossover varia de acordo com a interação do personagem. Pessoas querem ver Peter interagir com Homer. Eles querem ver Bart interagir com Stewie. Dessa forma, a história de um episódio crossover, enquanto ele está no ar, nunca é tão importante se comparado com os personagens interagindo uns com os outros." Matt Groening acrescentou: Neste caso, são dois shows realmente vivos e você verá o que eles podem fazer juntos. Você poderá vê-los se divertindo e ver Peter Griffin e Homer Simpson brigar"[7]

A ideia de um episódio unindo as duas séries foi a primeira a surgir durante o planejamento desta temporada de Family Guy. O produtor executivo Richard Appel recebeu o "alvará do episódio" de MacFarlane após debater ideias. Os produtores executivos de The Simpsons James L. Brooks, Matt Groening e Al Jean também haviam aprovado o mesmo, uma vez que Appel tinha sido um escritor-produtor em quatro temporadas da série. Quando Appel expressou sua preocupação com a duração do episódio, MacFarlane disse que "a FOX vai ser feliz fazendo isso em uma hora de duração." O diretor e supervisor Peter Shin, um ex-artista de layout em The Simpsons, passou um tempo ajustando os Griffins com as especificações de Springield - como o escurecimento de seus olhos para que não pareça muito brilhante - e animar a luta de oito minutos entre Peter e Homer. Appel disse que não há planos de fazer uma sequência do episódio, mas declarou: "se você adicionar 43 temporadas de The Simpsons e temperar 27 de Family Guy, alguém que está olhando para uma placa em branco vai dizer: 'Bem, os Griffins foram para Springfield... E se os Simpsons forem para Quahog?' Mais cabeças vão explodir a FOX."[8]

EnredoEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Quando Peter se irrita com uma história em quadrinhos sem graça, ele decide inventar sua própria história. Sua arte é um sucesso no início, mas quando ele ofende as mulheres com seus quadrinhos e os usuários da Internet se voltam contra ele, ele tenta limpar seu nome no show de Joyce, sem sucesso. Diante de uma multidão furiosa na porta, a família decide fugir para a sua segurança até que as coisas fiquem mais calmas.

Depois de dirigir a noite toda, a família para em um posto de gasolina, mas enquanto eles estão dentro do posto, o carro é roubado, deixando-os presos em uma cidade chamada Springfield. Peter tenta encontrar a delegacia de polícia, e para no Kwik-E-Mart para comprar alimentos, onde Homer se apresenta e se oferece para comprar algumas rosquinhas. Na delegacia, Peter e Homer tentam relatar o roubo, mas são afastados, uma vez que não contribuem para o Chefe Wiggum.

Os Simpsons colocam os Griffins em sua casa até que as coisas melhorem. Bart mostra para Stewie e Brian as suas armas(que consistem em apenas seu estilingue) que estão no armário e suas travessuras. Enquanto isso, Lisa mostra a Meg o quarto dela. Peter pede para Homer para eles encontrarem seu carro juntos. Chris e Brian vão com o cachorro Ajudante de Papai Noel para uma caminhada, e Brian tenta ensinar-lhe a independência, mas ele foge quando libertado, levando-os em uma perseguição através da cidade até que ele se perdem em uma matilha de cães destinados ao menu do Krusty Burger. Bart ensina Stewie a andar de skate, até que é interrompido por ser agredido por Nelson, que tem batido nele "por cerca de 24 anos", Stewie quer vingança.

As tentativas de Homer e Peter para encontrar o carro não são feitas com êxito. Lisa tenta encontrar algo bom em Meg. Mas quando Lisa explica usando seu saxofone para apoiar seus sentimentos, ela permite que Meg a experimente o instrumento musical, e ela é um sucesso logo na primeira tentativa, apesar de Lisa desempenhar o seu talento por ciúmes. Nelson acorda para descobrir que ele foi raptado por Stewie, que o tortura, fazendo-o literalmente comer seus shorts. Marge e Lois vão ao cinema para ver o filme Surf 2, mas Lois torna-se menos satisfeita com a viagem. Marge percebe a falta do Ajudante de Papai Noel, e Chris e Brian tentar fingir a sua presença. Os caras fazer uma pausa, mas quando feito para voltar a trabalhar para encontrar o carro, Hans Moleman executa-los de ter tomado acidentalmente o carro errado. Peter e Homer vão ao bar do Moe, onde Peter tenta tenta fazer com que Homer tome a cerveja Pawtucket e eles encontram uma etiqueta colada sobre a cerveja Duff como ação legal.

No tribunal, Peter é forçado a defender a cervejaria para salvar Quahog. As ações causam animosidade entre as cidades, apostando nas semelhanças em toda a linha, como Carl Carlson sentado com Cleveland Brown, James Woods e seu personagem homólogo nos Simpsons, Krusty sentado com Mort Goldman e Adam West sentado com Joe Quimby. Com Fred Flintstone como juiz, ele decide a favor da Duff. A família se prepara para sair para Quahog onde Peter enfrenta a perspectiva de encontrar um novo emprego. Brian quase revela que ele perdeu o Ajudante de Papai Noel até que ele chega em casa. Meg diz que cortou o nome de Lisa em seu braço para que ela sempre lembre dela, quando Lisa dá a Meg seu saxofone, Peter o joga fora, uma vez que não tem espaço para mais bagagem. Bart e Stewie fazem suas despedidas, onde Stewie aponta que ele se vingou de todos os inimigos de Bart: Nelson Muntz, Diretor Skinner, Sideshow Bob, Jimbo Jones e Apu (este último devido a um trocadilho). Bart está assustado e lhe dá o adeus.

Com o olhar triste de Homer, os Griffins olham para o título da decisão do tribunal, eles tenta explicar suas ações. Peter reage com raiva e eles começam a lutar por toda a cidade de Springfield, até colidir com a usina de energia nuclear. Como Homer usa seus Emmys contra Peter, eles destroem a planta e ambos caem no reator, dando-lhes super-poderes para continuar sua luta. Eles vão parar na nave de Kang e Kodos, que querem destruí-los. Como eles caem de volta à Terra, eles perdem seus poderes. Desembarcam em Springfield Gorge, dão seus golpes finais, até que a nave espacial esmaga Homer, temporariamente. Arrastando-se, ele encontra Peter sentado em uma pedra e os dois admitem respeitar e admirar o outro. Homer e Peter concordam em manter seus programas com a duração de meia hora, "com uma pilha de lixo no meio". Com Peter machucado e Homer de pé, o Cara dos Quadrinhos comenta que foi a "pior luta de frangos que já houve."

Voltando para casa, eles encontram as coisas que têm soprado sobre a Pawtucket Patriot. Algo seguro, pois os Simpsons não virão para Quahog para desligá-la. A cena final mostra o logotipo da Gracie Films, onde Peter canta a sua música curta.[9][10][11]

  Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Referências CulturaisEditar

O episódio começa com os Griffins assistindo a um crossover entre All in the Family e Modern Family, uma referência para os Griffins encontrarem-se com os Simpsons. Bob Belcher, o personagem principal de Bob's Burgers, faz uma breve aparição sendo carregado por Homer e Peter, faz referência ao show de baixa audiência. O comentário de Peter sobre Cleveland deixar de voar por conta própria é uma referência para o cancelamento de The Cleveland Show. Fred Flintstone(de The Flinstones) é o juiz que preside o caso da cervejaria Pawtucket com a cervejaria Duff.

Durante a luta entre Peter e Homer, Roger, de American Dad! faz uma aparição na nave de Kang e Kodos. Como Peter e Homer causam um acidente dentro da nave, Roger cai no espaço junto com Kang e Kodos gritando "Obrigado por ter-nos!", em referência ao fato de American Dad! passar a ser exibido no canal TBS.

Ele também inclui aparições de Roger, de American Dad! e Bob Belcher, de Bob's Burgers. O episódio também ridiculariza as cores diferentes da pele dos personagens; ao entrar em Springfield, Peter diz não beber a água porque todos parecem ter hepatite, enquanto Homer refere-se à família Griffin como "seus amigos albinos".

RecepçãoEditar

AudiênciaEditar

A exibição original do episódio em 28 de Setembro de 2014 foi vista por 8,45 milhões de telespectadores e recebeu uma quota de 4,5/12 no perfil demográfico de telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade.[12] O show foi o segundo mais assistido daquela noite na FOX, perdendo apenas para a estreia da temporada de The Simpsons, Clown in the Dumps. No comparativo com as outras estreias em sua faixa de horário, foi pouco mais assistido do que a estréia da temporada de Resurrection, no canal ABC, e pouco menos do que The Good Wife, da CBS.

Avaliações CríticasEditar

Mike Foss, escritor do USA Today, deu ao episódio uma crítica positiva, mas criticou a forma como o episódio foi escrito pela equipe de Family Guy, dizendo que faltou um pouco do humor de The Simpsons.[13]

Jason Hughes, do The Wrap também gostou do episódio, mas sentiu que algumas cenas, incluindo a luta de Peter e Homer, e sua lavagem de carro erótico, era "melindrosa" e fora de lugar para o contexto de The Simpsons. No entanto, ele reconheceu que o desgosto de Bart com o comportamento de Stewie era "uma boa afirmação" da diferença entre os dois shows. [14] O Newsday disse: "Como se esperava, o episódio era apenas mais um desses flagrantes, insolentes, sem vergonha, devassos na terra corporativa".[15]

O Palatinate, jornal da Universidade de Durham, disse: "O episódio é bom. Ele preenche todos os requisitos para que um episódio crossover deve fazer muito mais do que as ofertas anteriores e competentes na televisão dos Estados Unidos. De maneira nenhuma é o melhor episódio de Family Guy que eu já vi, ou dos Simpsons para esse assunto. Mesmo assim, foi uma novidade agradável que prova que estes dois gigantes comédia ainda não estão mortos e agora tem a oportunidade de, talvez, recuperar as glórias do passado."[16] O artigo da Vulture criticando o episódio foi intitulado: "Os criadores de Family Guy devem ter um complexo principal de inferioridade quando se trata de Os Simpsons".[17]

O Den of Geek avaliou o episódio com uma estrela e meia(de um máximo de 5), escrevendo "Há alguns momentos, mas nada que me faça querer recomendar este episódio. Se fosse mais Simpsons do que Family Guy, talvez nós teríamos algo para escrever sobre o episódio."[18] O The Escapist deu ao episódio duas estrelas e meia(de um máximo de 5), e comentou: "The Simpsons Guy, não por si só, está a altura do melhor de qualquer série (apesar de que seria muito mais baixo em uma lista ordenada dos episódios dos Simpsons do que ser como um episódio de Family Guy), mas como um "dublê" que vai fazer bem."[19]

O IGN avaliou o episódio com uma nota 7(de um máximo de de 10), comentando: "O crossover não faz jus ao seu potencial máximo, mas comprova entreter independentemente da pessoa."[20] O International Business Times disse: "O episódio crossover Family Guy com The Simpsons era muito atrasado, mas conseguiu bater o acorde certo.[21] A VOX Media escreveu: "O que poderia ser esperado aqui foi basicamente uma mediocridade estranha, um pontinho de uma nota de rodapé na história de ambas as mostras. O que ninguém poderia esperar era uma praga sobre a própria humanidade. Mas isso é o que temos. [22]

A TVLine escreveu "A visita dos Griffins à Springfield era para ser um casamento bizarro-perfeito, aquele que nos ensinou uma lição valiosa: Apesar de suas semelhanças inerentes, está tudo bem amar os dois shows por diferentes razões."[23] A Standard-Examiner descreveu o episódio como sendo "um evento monumental para a animação."[24] O Pilot Viruet Flavorwire apontou que o episódio afirmou claramente que os diferentes níveis de humor das séries não combinam, culminando com a afirmação de que "'The Simpsons Guy' é ruim para ambos: Family Guy sai pior do que o habitual, e é frustrante e triste de vê-lo se esforçar para trazer The Simpsons para o seu nível."[25]

O The A.V. Club nomeou o episódio entre os The worst TV of 2014(Os piores da TV em 2014), na categoria de pior crossover, escrevendo "Por nenhuma razão real, Homer e Peter se encontram em um interminável lavagem sexy de carros, formação de espuma e esguichando uns aos outros em roupas curtas e shorts jeans. Family Guy se orgulha de piadas fracas, mas as cenas da lavagem de carros são o seu maior sucesso em piadas visuais.[26]

ControvérsiasEditar

Este episódio de Family Guy causou polêmica antes mesmo de ir ao ar na FOX. Tim Winter, presidente do Parents Television Council, um crítico de longa data da série, escreveu sobre Matt Groening, Seth MacFarlane e a Fox sobre uma piada vista no trailer do episódio. Nele, após o trote do Bart em Moe pedindo por um homem com um nome de insinuações, Stewie faz a sua própria chamada e diz a Moe que sua irmã está sendo estuprada. Winter sentiu que piadas sobre estupro tornam-se "menos escandalosas na vida real", e que as crianças que assistem Os Simpsons, mas não Family Guy estranhariam o humor da série. Um porta-voz da Fox não quis comentar sobre a piada. MacFarlane, entrevistado pela Entertainment Weekly, disse que, embora sendo atacado, afirmou que, como tal, a piada foi "muito engraçada... no contexto". Uma porta-voz de uma organização contra o Estupro, Abuso e Incesto disse em Rede Nacional: "Eu acho que o show quer deixar claro que o estupro não é engraçado pela forma como eles estão posicionando a piada."[27][28]

O Parents Television Council declarou que o episódio era o pior show exibido durante a semana, dizendo que "o show era significativamente desagradável para envolver os Simpsons porque, apesar de que a série ser classificada como PG(Parental Guidance: os jovens podem assistir a atração com o acompanhamento dos pais), Family Guy tem como objetivo chegar à conclusão mais extrema e bizarra de qualquer piada, não importa o quão dura ela pode ser. Para submeter os espectadores a piadas sobre estupro, nudez nos desenhos animados, e atos perturbadores da violência, Family Guy continuará a ser o pior show exibido pela FOX durante a semana."[29]

ReferênciasEditar

  1. Snierson, Dan (12 de setembro de 2014). «Best. Crossover. Ever.». Time Inc. Entertainment Weekly 
  2. [1]
  3. Scoop: Family Guy Crossover Will Introduce the Griffins to The Simpsons in Fall 2014!
  4. 'The Simpsons,' 'Family Guy' doing crossover episode
  5. 'The Simpsons' and 'Family Guy' Crossover Episode Is Nearly Here
  6. See 5 minutes of the 'Simpsons'-'Family Guy' crossover episode
  7. This week's cover: Inside the 'Simpsons'-'Family Guy' crossover
  8. Snierson, Dan (12 de setembro de 2014). «Best. Crossover. Ever.». Time Inc. Entertainment Weekly 
  9. 'The Simpsons,' 'Family Guy' doing crossover episode
  10. Santa's Little Helper and Brian Griffin
  11. Maggie Simpson and Chris Griffin
  12. Ratings: Once, Family Guy Return Strong; Madam Secretary Falls
  13. Foss, Mike (29 de setembro de 2014). «'The Simpsons' and 'Family Guy' came together and it was awesome and sad». USA Today. Consultado em 29 de setembro de 2014 
  14. Hughes, Jason (29 de setembro de 2014). «'Family Guy'-'Simpsons' Crossover Is Everything Fans of Both Shows Love». The Wrap. Consultado em 29 de setembro de 2014 
  15. «'The Simpsons,' 'Family Guy' review: A death in 'The Simpsons' family - Newsday». Newsday. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  16. «Palatinate Online » Article  » TV Review: The Simpsons Guy». Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  17. «Simpsons/Family Guy Crossover: An Anti-Classic -- Vulture». Vulture. 30 de setembro de 2014. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  18. Predefinição:Cite we=http://www.denofgeek.us/tv/family-guy/239648/family-guy-the-simpsons-guy-review
  19. «Family Guy/The Simpsons Crossover Review - High Definition - The Escapist». The Escapist. 29 de setembro de 2014. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  20. «Family Guy: "The Simpsons Guy" Review». IGN. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  21. «Family Guy-Simpsons Crossover Review: What Happened When Peter Met Homer, What The Deuce Vs Eat My Shorts, Twitter Reaction». International Business Times UK. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  22. «9 ways the Family Guy/Simpsons crossover was a blight on humanity». Vox. 29 de setembro de 2014. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  23. «Family Guys's Simpsons Crossover — Best Moments From Season Premiere - TVLine». TVLine. 29 de setembro de 2014. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  24. «REVIEW: Simpsons and Family Guy crossover episode». Standard-Examiner. Consultado em 9 de Outubro de 2014 
  25. http://flavorwire.com/479884/family-guy-injects-cruelty-into-the-simpsons-in-awful-crossover-episode
  26. Alston, Joshua (9 de Dezembro de 2014). «The worst TV of 2014». The A.V. Club. Consultado em 16 de Fevereiro de 2015 
  27. «"Simpsons"/"Family Guy" crossover under fire for rape joke». CBS News. Associated Press. 24 de setembro de 2014. Consultado em 24 de setembro de 2014 
  28. Gajewski, Ryan (28 de setembro de 2014). «'Simpsons,' 'Family Guy' Crossover Episode Criticized for Rape Joke». The Hollywood Reporter. Consultado em 28 de setembro de 2014 
  29. «Worst of the Week: Family Guy on Fox». Parents Television Council. 2 de Outubro de 2014 

Ver TambémEditar

Ligações externasEditar