Titanosaurus

gênero de répteis (fóssil)
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Tyrannosaurus.

Titanosaurus (do latim "lagarto titânico") é um gênero duvidoso de dinossauro saurópode descrito pela primeira vez por Richard Lydekker em 1877.[1] Esse gênero viveu na Formação Lameta, na Índia, e possivelmente na Formação Marília, na Argentina.[2][3][4]

Titanosaurus
Intervalo temporal: Cretáceo Superior
70 Ma
Titanosaurus.jpg
vértebra caudal distal holotípica
Classificação científica e
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Clado: Saurischia
Clado: Sauropodomorpha
Clado: Sauropoda
Clado: Macronaria
Clado: Camarasauromorpha
Clado: Titanosauriformes
Clado: Somphospondyli
Clado: Titanosauria
Gênero: Titanosaurus
Lydekker, 1877
Espécie-tipo
Titanosaurus indicus
Lydekker, 1877 .
Espécies
  • T. blanfordi Lydekker, 1879
Sinónimos
  • Titanosaurus blandfordi (sic)
  • Tritonausaurus (sic)
  • Tritonosaurus (sic)

DescriçãoEditar

O Titanosaurus tem estimativas de tamanho de 9 a 12 metros de comprimento e 13 toneladas de massa corporal durante a fase adulta.[5] Esse animal tinha uma cabeça pequena, mesmo quando comparadas com a de outros saurópodes. O tamanho da cabeça era semelhante a do Camarasaurus e do Brachiosaurus, porém mais alongada. Suas narinas eram grandes. Seus dentes eram como estacas ou lápis, mas pequenos.

Seus pescoços eram relativamente curtos e suas caudas eram longas, mas não como as dos diplodocóides. Enquanto a cintura pélvica (região do quadril) era mais magra do que a de alguns saurópodes, a região do peito era muito maior, dando-lhes uma postura única. Como resultado, as pegadas fossilizadas de Titanosaurus são nitidamente mais espaçadas do que as de outros saurópodes. Seus membros dianteiros eram atarracados, mas seus membros traseiros eram mais longos. Suas vértebras eram sólidas (não ocas), que pode ser um retrocesso para parentes mais primitivos. Sua coluna era mais flexível, assim provavelmente tornando-se mais ágil que os seus primos e melhor na criação dos filhotes.

Impressões de pele foram encontradas juntamente com os fósseis, e foi determinado que a pele de muitas espécies de Titanosaurus era blindada com um pequeno mosaico de pequenas osteodermas.

Nomeação e espéciesEditar

O nome Titanosaurus significa "lagarto titânico", referenciando os titãs mitológicos.

O Titanosaurus foi o primeiro dinossauro indiano a ser nomeado e adequadamente descrito, tendo sua espécie-tipo, T. indicus, nomeada pela primeira vez em 1877[1][6] e a segunda espécie, T. blanfordi, nomeada em 1879.[7] Entretanto, ambas são consideradas nomina dubia.[5] Outras espécies também foram atribuídas ao gênero:

  • "Titanosaurus" nanus - agora nomen dubium.[5]
  • "Titanosaurus" robustus - agora Neuquensaurus.[5]
  • "Titanosaurus" madagascariensis - agora nomen dubium.[5]
  • "Titanosaurus" falloti - agora sinônimo de Tangvayosaurus ou de Huabeisaurus.[5][9][10]
  • "Titanosaurus" valdensis - anteriormente atribuído a Iuticosaurus, agora nomen dubium.[5]
  • "Titanosaurus" lydekkeri - também atribuído a Iuticosaurus, mas suas relações com o gênero são ainda incertas.[5]
  • "Titanosaurus" dacus - agora Magyarosaurus.[5]
  • "Titanosaurus" araukanicus - agora Laplatasaurus.[5]

Restos de uma possível outra espécie do gênero também são conhecidos da Formação Marília da Argentina[2] que tem cerca de 72-66 milhões de anos, enquanto T. indicus e T. blanfordi têm 70 milhões de anos.

Ver tambémEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Titanosaurus

Referências

  1. a b R. Lydekker. 1877. Notices of new and other Vertebrata from Indian Tertiary and Secondary rocks. Records of the Geological Survey of India 10(1):30-43
  2. a b Candeiro, C.R.A. 2009. Vertebrates of the Marília Formation (late Maastrichtian) from the Peirópolis paleontological site: Toward a better understanding. Earth Sciences Research Journal
  3. Marília Formation em Fossilworks.org
  4. Weishampel et al., 2004, pp. 600-604
  5. a b c d e f g h i j k l m Wilson, J.A. and Upchurch, P. (2003). "A revision of Titanosaurus Lydekker (Dinosauria – Sauropoda), the first dinosaur genus with a “Gondwanan” distribution." Journal of Systematic Palaeontology, 1(3): 125-160.
  6. "Pranay Lal: India has not marketed or preserved its discoveries on dinosaurs".
  7. R. Lydekker. 1879. Fossil Reptilia and Batrachia. Memoirs of the Geological Survey of India. Palaeontologia Indica, Series IV. Indian Pretertiary Vertebrata 1(3):1-36
  8. Jain, Sohan L.; Bandyopadhyay, Saswati (16 de abril de 1997). «New titanosaurid (Dinosauria: Sauropoda) from the Late Cretaceous of central India». Journal of Vertebrate Paleontology (em inglês) (1): 114–136. ISSN 0272-4634. doi:10.1080/02724634.1997.10010958. Consultado em 20 de março de 2022 
  9. Qiqing, Pang; Zhengwu, Cheng (7 de setembro de 2010). «A New Family of Sauropod Dinosaur from the Upper Cretaceous of Tianzhen, Shanxi Province, China». Acta Geologica Sinica - English Edition (em inglês) (2): 117–125. doi:10.1111/j.1755-6724.2000.tb00438.x. Consultado em 20 de março de 2022 
  10. Allain, Ronan; Taquet, Philippe; Battail, Bernard; Dejax, Jean; Richir, Philippe; Véran, Monette; Limon-Duparcmeur, Franck; Vacant, Renaud; Mateus, Octavio (outubro de 1999). «Un nouveau genre de dinosaure sauropode de la formation des Grès supérieurs (Aptien-Albien) du Laos». Comptes Rendus de l'Académie des Sciences - Series IIA - Earth and Planetary Science (em francês) (8): 609–616. doi:10.1016/S1251-8050(00)87218-3. Consultado em 20 de março de 2022 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.