Diplodocoidea

Diplodocoidea é um clado de dinossauros saurópodes rabo de chicote. Este clado abriga 3 famílias, resultando em tamanhos variados, indo desde o rebbachissaurídeo Nigerssauro de 9 metros de comprimento ao enorme diplodocídeo Superssauro com mais de 30 metros.[1]

Diplodocoidea
Intervalo temporal:
Jurássico MédioCretáceo Superior
174–93 Ma
Dinosaurs in Their Time- Jurassic Era Room (2705542612).jpg
Esqueletos holótipos deDiplodocus carnegii e Apatosaurus louisae, Museu Carnegie de História Natural, Estados Unidos
Classificação científica e
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Clado: Saurischia
Clado: Sauropodomorpha
Clado: Sauropoda
Clado: Neosauropoda
Superfamília: Diplodocoidea
Marsh, 1884 vide Upchurch, 1995
Espécie-tipo
Diplodocus longus
Marsh, 1878
Subgrupos
Sinónimos

A maioria tinha pescoços muito longos e caudas compridas em forma de chicote; no entanto, uma família (os dicraeossaurídeos) são os únicos saurópodes conhecidos a ter re-evoluído um pescoço curto, presumivelmente uma adaptação para alimentação rasteira. Essa adaptação foi levada ao extremo no saurópode altamente especializado Brachytrachelopan. Um estudo da forma do focinho e microdesgaste dental em diplodocoides mostrou que os focinhos quadrados, grande proporção de fossas e arranhões subparalelos finos em Apatosaurus, Diplodocus, Nigersaurus e Rebbachisaurus sugerem pastagem não seletiva à altura do solo; os focinhos estreitos de Dicraeosaurus, Suuwassea e Tornieria e os arranhões e ranhuras grosseiras nos dentes de Dicraeosaurus sugerem pastagem seletiva de altura média nesses táxons.[2]

Este táxon também é digno de nota porque saurópodes diplodocóides tiveram as maiores taxas de substituição de dentes de todos os vertebrados, como exemplificado pelo Nigersaurus, que tinha novos dentes surgindo a cada 30 dias.[3]

TaxonomiaEditar

A taxonomia abaixo segue o estudo de Emanuel Tschopp, Octavio Mateus e Roger Benson, 2015:[4]

A filogenética de Diplodocoidea foi revisada em 2015 com uma análise filogenética em nível de espécime, bem como uma análise em nível de espécie. Sua análise cladística é mostrada abaixo.[4]

Diplodocoidea

Haplocanthosaurus priscus  

Diplodocimorpha
Rebbachisauridae

Zapalasaurus bonapartei

Limaysaurinae

Cathartesaura anaerobica

Limaysaurus tessonei

Nigersaurinae

Nigersaurus taqueti  

Demandasaurus darwini

Flagellicaudata
Dicraeosauridae

Dyslocosaurus polyonychius

Suuwassea emilieae

Dystrophaeus viaemalae

Brachytrachelopan mesai  

Amargasaurus cazaui  

Dicraeosaurus hansemanni  

Diplodocidae

Amphicoelias altus

Apatosaurinae

?Apatosaurinae gen. et sp. nov.

Apatosaurus ajax  

Apatosaurus louisae  

Brontosaurus excelsus  

Brontosaurus yahnahpin

Brontosaurus parvus  

Diplodocinae

?Diplodocinae gen. et sp. nov.

Tornieria africana

Supersaurus lourinhanensis

Supersaurus vivianae  

Leinkupal laticauda

Galeamopus hayi

Diplodocus carnegiei  

Diplodocus hallorum

Kaatedocus siberi

Barosaurus lentus

Referências

  1. A phylogenetic analysis of Diplodocoidea (Saurischia: Sauropoda) https://academic.oup.com/zoolinnean/article/161/4/872/2732063
  2. John A. Whitlock (6 April 2011) Inferences of Diplodocoid (Sauropoda: Dinosauria) Feeding Behavior from Snout Shape and Microwear Analyses
  3. Sereno, PC; Wilson, JA; Witmer, LM; Whitlock, JA; Maga, A; et al. (2007). «Structural Extremes in a Cretaceous Dinosaur». PLoS ONE. 2 (11): e1230. PMC 2077925 . PMID 18030355. doi:10.1371/journal.pone.0001230 
  4. a b Tschopp, E.; Mateus, O.; Benson, R.B.J. (2015). «A specimen-level phylogenetic analysis and taxonomic revision of Diplodocidae (Dinosauria, Sauropoda)». PeerJ. 3: e857. PMC 4393826 . PMID 25870766. doi:10.7717/peerj.857  
  Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.