Antonio Tanús Amado, nome artístico de Tony Bravo (Puebla, Puebla, 28 de maio de 1949) é um ator mexicano de televisão e cinema.

Tony Bravo
Nome completo Antonio Tanús Amado
Nascimento 28 de maio de 1949 (75 anos)
Puebla, Puebla
México

Biografia

editar

Nascido na Puebla, Puebla em 28 de maio de 1949,[1][2][3] em uma família de descendência libanesa (seu nome verdadeiro é Tanús ) de classe média, o ator não pensou em sua juventude para entrar no meio artístico . Ao fazer estudos de engenharia, ele foi convidado por amigos para participar de um desfile de moda de cavalheiros em uma loja de departamentos na capital mexicana, em 1966. Isso o levaria a fazer anúncios fotográficos diferentes como uma imagem de marcas de roupas masculinas .

Tony estudou arte dramática com Carlos Ancira e foi Ernesto Alonso quem lhe deu sua primeira oportunidade em 1974 com uma aparição especial na telenovela El chofer, estrelado por Jorge Rivero e Linda Cristal. Em 1975 fez uma participação na novela Paloma.

Seu primeiro papel importante foi em Pasiones encendidas em que ele desempenhou o papel de Carlos, um vividor que era um amante de Elvira, uma personagem interpretado pela atriz Rita Macedo .

Desde então, trabalhou ininterruptamente na televisão, sempre sendo um ator de caráter: sua aparência masculina e ampla gama permitiu-lhe ser mesmo vilão ou personagem bom como o cúmplice do vilão Max ( Salvador Pineda) em Tú o nadie ou em La mentira como o nobre Monsieur Belloc, que vem em auxílio da heroína (Kate del Castillo) quando ele mais precisa. Ele também se aventurou no cinema, tendo mais de 50 filmes em sua filmografia .

Tony também tomou aulas de canto e, como intérprete da música vernácula. realizou em palenques e feiras do estado com grande sucesso. Ciumento de sua vida privada, Tony sempre teve um relacionamento muito cordial com a imprensa, mas manteve sua vida pessoal completamente longe dos holofotes[4].

Carreira

editar

Telenovelas

editar

Series

editar

Cinema

editar
  • Bronco, la película (2003)[5]
  • La Tregua (2003)[6]
  • La desalmada (1994)
  • Dónde quedó la bolita (1993)
  • La leyenda del Santo (1993)
  • Cazador de cabezas (1992)
  • Cobra silenciosa (1992)
  • Instinto asesino (1991)
  • Frontera roja (1991)
  • Invitación a morir (1991)
  • Operación narcóticos (1991)
  • Muerte bajo la piel (1990)
  • Furia asesina (1990)
  • Halcones de la frontera (1990)
  • Ladrones de tumbas (1990)
  • La mujer del tahúr (1990)
  • Cazador de recompensas (1989)
  • Samurai Warriors (1989)
  • El vengador solitario (1987)
  • Muerte de el federal de camiones (1987)
  • El cachas de oro (1986)
  • Murieron a la mitad del río (1986)
  • Niño pobre, niño rico (1983)
  • Las piernas del millón (1981)
  • Vivir para amar (1980)

Prêmios

editar
Ano Categoría Telenovela Resultado
1985 Melhor revelação masculina Tú eres mi destino Nomeado

Referências

  1. CURP de Tony Bravo. Internet Archive (em espanhol). [S.l.: s.n.] 9 de maio de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  2. CURP en papel del actor mexicano Tony Bravo. Internet Archive (em espanhol). [S.l.: s.n.] 9 de maio de 2024. Consultado em 10 de maio de 2024 
  3. La faramalla: Entrevista con Tony Bravo. El Heraldo de México (em espanhol). [S.l.: s.n.] 13 de maio de 2017. Consultado em 10 de maio de 2024 
  4. «Tony Bravo, el veterano actor que enfrenta una tragedia familiar». Univision. 8 de outubro de 2017. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  5. Cine (Películas de Tony Bravo)
  6. «Proceso ("La tregua", de Alfonso Rosas Pliego, se estrena en octubre)». Consultado em 24 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2018 

Ligações externas

editar