Peregrina (telenovela)

telenovela mexicana

Peregrina é uma telenovela mexicana produzida por Nathalie Lartilleux para a Televisa e exibida entre 14 de novembro de 2005 e 31 de março de 2006, substituindo Pablo y Andrea e sendo substituída por Heridas de amor[1].

Peregrina
Peregrina (telenovela)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 40 min
Criador(es) Delia Fiallo
Elenco África Zavala
Eduardo Capetillo
Jacqueline Andere
Helena Rojo
ver mais
País de origem México
Idioma original espanhol
Episódios 100
Produção
Diretor(es) Miguel Córcega
Produtor(es) Nathalie Lartilleux
Tema de abertura «Peregrina» por (Edith Márquez)
Exibição
Transmissão original 14 de novembro de 2005 - 31 de março de 2006
Cronologia
Programas relacionados Peregrina (1973)
Kassandra

É um remake das novelas venezuelanas Peregrina e Kassandra, ambas de Delia Fiallo, produzidas em 1973 e 1992, respectivamente[2] .

A trama foi protagonizada por África Zavala e Eduardo Capetillo[3] e antagonizada por Jacqueline Andere, Cynthia Klitbo e Natasha Dupeyrón.

Enredo editar

A jovem cigana Peregrina e sua avó Sabina vivem e trabalham em um circo itinerante, a primeira como dançarina e a segunda como cartomante. Junto com o circo, eles chegam a uma cidade litorânea onde mora o milionário Don Eliseo Alcocer, casado pela segunda vez com Victoria, uma mulher fria e gananciosa que tem dois filhos de um casamento anterior, os gêmeos Aníbal e Rodolfo. . O primeiro, tão egoísta e ambicioso quanto a mãe, é favorecido por ela, enquanto o segundo, correto e bondoso, é tratado com indiferença por Vitória.

Rodolfo vai ao circo e conhece Peregrina, ambos se apaixonam imediatamente, mas não imaginam que um segredo obscuro do passado já os une. Peregrina acaba por ser neta de Don Eliseo, por ser a menina que sua filha Marisela deu à luz antes de morrer. Victoria, para evitar que a menina fosse favorecida pela fortuna de Alcocer, ordenou ao capataz Melquíades que a fizesse desaparecer. Melquíades deu a Sabina que acabara de perder a filha dando à luz uma menina morta, ela recebeu a menina, a quem chamou de Peregrina.

Inexplicavelmente, Rodolfo desaparece e Peregrina vai procurá-lo no casarão de Alcocer, onde conhece Angélica, tia de Marisela, que se espanta com a imensa semelhança que a jovem tem com a sobrinha falecida e se afeiçoa a ela. Não encontrando Rodolfo, a peregrina volta ao circo, mas sofre um acidente e é socorrida por Don Eliseo, que também ao vê-la a lembra de sua amada filha e decide protegê-la.

Mas Victoria, que já sabe quem realmente é a garota, trama um plano sombrio para tirar a cigana de sua vida para sempre. Aproveitando a ausência de Rodolfo, que saiu apenas para não incomodar a mãe, já que a semelhança da amada com a filha do padrasto só geraria mais rejeição por parte dela, Vitória conta a verdade a Aníbal e ele em cumplicidade com a mãe e Abigail, uma funcionária da mansão e amante de Aníbal, eles concordam que Aníbal se passará por seu irmão e pedirá Peregrina em casamento. A jovem, acreditando que é Rodolfo quem a está pedindo em casamento, aceita com entusiasmo, mas na lua de mel, que acaba sendo um inferno, ela percebe a verdade e como ela foi usada para seus propósitos sujos.

Ainda em lua de mel, a ciumenta Abigail tem uma discussão acalorada com Aníbal que culmina na morte dele. Peregrina fica como a única culpada e é acusada de assassinato. Mais ou menos nessa época, Rodolfo volta, que não conseguiu esquecer Peregrina, e descobre que Peregrina é sua cunhada e que ela é a principal suspeita do assassinato. Para vingar o irmão, Rodolfo se passará por Aníbal[4].

Elenco[4] editar

Audiência editar

Obteve média geral de 12,8 pontos[5].

Premios e Indicações editar

Prêmio TVyNovelas 2006 editar

Categoria Nomeado(a) Resultado
Melhor atriz antagonista Cynthia Klitbo Nomeada
Melhor primeira atriz Helena Rojo Nomeada

Versões editar

Referências

  1. «Televisa estrena Peregrina el próximo lunes a las 5pm». Produ. 8 de novembro de 2005. Consultado em 6 de março de 2023 
  2. «Peregrina enciera la magia del circo». El Universal. 9 de novembro de 2005. Consultado em 28 de julho de 2015 
  3. «A 10 años del debut de África Zavala». La hora de la Novela. 14 de novembro de 2015. Consultado em 6 de março de 2023 
  4. a b «Peregrina». Noti Novelas. 11 de junho de 2007. Consultado em 6 de março de 2023 
  5. «IBOPE: Rating De Las Telenovelas Por Horario». Telenovelas Board. 8 de julho de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2023 

Ligações externas editar