Abrir menu principal

Torneio Extra

O Torneio Extra do Rio de Janeiro foi uma competição disputada entre os principais clubes do município do Rio de Janeiro em 1934, 1938, 1941, 1952, 1958, 1973 e 1990.

Índice

HistóriaEditar

O Torneio era organizado geralmente para manter os clubes em atividade entre o fim de uma competição e o início de outra ou durante as Copas do Mundo. Em alguns anos os clubes preteriram a competição por amistosos nacionais e internacionais, disputando o torneio com os seus times reservas.

Quatro edições não contaram com todos os grandes clubes. O Botafogo não disputou a edição de 1934, pois não fazia parte da citada Liga Carioca de Futebol (LCF), que organizou a competição. O Vasco da Gama participou mas abandonou a disputa do torneio de 1934: segundo o site NetVasco, o clube não compareceu para jogar com o Flamengo no jogo da última rodada do segundo turno em função de uma briga com este. A Liga Carioca de Futebol (LCF), então, homologou a vitória do Flamengo por W.O., e como protesto, o Vasco da Gama saiu desta liga e disputou o Campeonato Carioca do ano seguinte pela Federação Metropolitana de Deportos (FMD), sob os auspícios da CBD. O Fluminense não disputou a competição em 1938, por razão desconhecida, e em 1973, supostamente por não ter sido convidado:[1] segundo o jornal O Estado de São Paulo da data da abertura da competição, o quadrangular de 1973 (Torneio Erasmo Martins Pedro) foi elaborado pelo Flamengo e tinha como objetivo mostrar os novos contratados dos clubes, razão pela qual (segundo o jornal) o Fluminense não foi convidado, pois não havia contratado jogadores (foi neste torneio que Flamengo e Vasco da Gama promoveram as estreias respectivamente de Dadá e Zanata).[2] Em 1990, o Flamengo foi convidado a participar, da chamada Taça Adolpho Bloch ou Campeonato Carioca Extra, mas priorizou uma excursão pelo Brasil, sendo substituído pelo Bangu.[3]

Segundo o Netvasco, o Torneio Extra não era uma competição em si, mas sim um nome generalizante a vários torneios dissociados, em épocas e contextos distintos, tendo em comum terem sido realizados como um torneio "a mais" (daí a denominação Extra) organizados pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro ou por uma de suas entidades antecessoras. As motivações dos torneios variavam: por exemplo, o site Netvasco indica que o de 1952 seria um Torneio de Suplentes (assim como o de 1938),[4] mas teve o nome mudado por exigência dos clubes, por temerem que o nome desprestigiasse a competição, e acabou sendo disputado por times mistos de doze clubes. O torneio de 1958 teria sido promovido pela FMF para que os clubes cariocas não ficassem parados durante o período da Copa do Mundo de 1958.

A ideia inicial do Torneio Extra 1941 - Taça Oscar Cox, era não haver terceiro turno no Campeonato Carioca de 1941, e sim, em seu lugar, acontecer o Torneio Extra,[5] resolução que acabou alterada por ocasião da publicação do regulamento da competição, que previa que o Torneio Extra teria 10 clubes, mas o Terceiro Turno apenas os 6 primeiros colocados do Segundo Turno. Para efeito de pontuação do Terceiro Turno seriam descartados os jogos que não envolvessem os 6 primeiros colocados do Segundo Turno, que valeriam apenas para a disputa do Torneio Extra, competição independente do Campeonato Carioca.[6]

O Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation indica que os torneios Erasmo Martins Pedro de 1973 e Troféu Adolpho Bloch de 1990 são edições do Torneio Extra.[7] Porém, outras fontes, como a Flapedia e o site NetVasco consideram a edição de 1958 como tendo sido a última da Torneio Extra.[8][9][10] O site Netvasco considera os Torneios Erasmo Martins Pedro de 1973 e Adolpho Bloch de 1990 como títulos amistosos.[11]

No caso do Torneio Erasmo Martins Pedro de 1973, segundo o jornal Correio da Manhã de 03/02/1973, este foi criado por Vasco e Flamengo.[12] Segundo o mesmo jornal, a data da última partida (do torneio de 1973) entre Vasco e Botafogo, foi adiada após contato entre o presidente do Vasco e o presidente da Federação Carioca de Futebol.[13] Segundo o jornal Diário de Notícias, a programação das partidas do Torneio Erasmo Martins Pedro de 1973 era feita pela Federação Carioca de Futebol.[14]

No caso do Torneio  de 1990, Taça Adolpho Bloch, foi um quadrangular promovido pela  Federação de Futebol do Rio de Janeiro, e no dia do anúncio de sua realização, chegou a ser chamado pelo dirigente vascaíno Eurico Miranda de Campeonato Carioca Extra,[15] nome que foi o utilizado pelos jornais Jornal do Brasil e O Fluminense ao cobri-lo e pela TV Manchete ao transmitir os seus jogos[16].[17]

CampeõesEditar

Ano Torneio Campeão Vice
1934 Liga Carioca de Futebol Flamengo America
1938 Liga de Futebol do Rio de Janeiro America Vasco da Gama
1941 Taça Oscar Cox Fluminense São Cristóvão,Vasco, America e Flamengo
1952 Taça Carlos Martins Rocha America Flamengo
1958 Taça João Teixeira de Carvalho Não houve Não houve
*1973 Taça Erasmo Martins Pedro Vasco da Gama Botafogo
*1990 Taça Adolpho Bloch[18] Vasco da Gama Botafogo

Títulos por clubeEditar

Referências

  1. RSSSF Brasil - Torneio Extra (campeões), por Pedro Varanda, página editada em 20 de julho de 2005 e disponível em 14 de dezembro de 2014
  2. Jornal O Estado de São Paulo, 03/02/1973, página 20.
  3. Jornal do Brasil, 22/11/1990, página 18, catalogado no acervo Memória BN como página 24 da edição 228 de 1990.
  4. RSSSF-Brasil - Torneio Extra de Profissionais - 1938, página editada em 5 de junho de 2006 e disponível em 15 de março de 2018
  5. «Desaparecerá mesmo o Terceiro Turno». Jornal dos Sports (edição eletrônica 03498), Capa e página 4. 4 de janeiro de 1941. Consultado em 14 de março de 2018. 
  6. «Um amador, apenas, nos quadros e nos profissionaes». Jornal dos Sports (edição eletrônica 03576), Capa e página 4. 9 de abril de 1941. Consultado em 14 de março de 2018. 
  7. RSSSF: Torneio Extra. Acesso em 14 de fevereiro de 2013.
  8. Flapedia: sobre o Torneio Extra. Acesso em 27/01/2016
  9. Site Netvasco. Página "Outras Competições Oficiais (Estaduais/Municipais)". A última edição catalogada do Torneio Extra é a de 1958.
  10. Site Netvasco. Página  "Estatísticas em Competições Oficiais Competições Estaduais". A última edição catalogada do Torneio Extra é a de 1958.
  11. Site NetVasco. Torneios Amistosos.
  12. Jornal Correio da Manhã, 03/02/1973, página 10, edição 24486.
  13. Jornal Correio da Manhã, 14/02/1973, página 10, edição 24495.
  14. Diário de Notícias, 14/02/1973, edição 15433, página 12.
  15. Jornal do Brasil, 22/11/1990, página 18, catalogado no acervo Memória BN como página 24 da edição 228 de 1990.
  16. Acervo on-line do jornal O Fluminense de 1990 a 1999, através do site Memória BN, da Biblioteca Nacional, com busca pelo termo "Carioca Extra".
  17. Acervo on-line do Jornal do Brasil de 1990 a 1999, através do site Memória BN, da Biblioteca Nacional, com busca pelo termo "Carioca Extra". O jornal fez a cobertura da competição chamando-a de Campeonato Carioca Extra, e informou também que o torneio era assim chamado pela TV Manchete, que transmitia as partidas.
  18. RSSSF (20 de Fevereiro de 2001). «Torneio Extra do Rio de Janeiro 1990 - Taça Adolpho Bloch». sítio oficial. Consultado em 15 de Fevereiro de 2013.