Torre Monreal

Torre Moreal, Espanha: no telhado observa-se o "periscópio".

A Torre Monreal localiza-se no termo do município de Tudela, na província e comunidade autónoma de Navarra, na Espanha.

No alto de uma elevação, em posição dominante sobre aquela povoação, defendia a travessia do rio Queiles[1]

HistóriaEditar

De acordo com a prospecção arqueológica, remonta a uma atalaia de origem muçulmana erguida no século X, da qual apenas restou a cisterna, com tecto abobadado.

Posteriormente, serviu como torre de menagem do antigo Castelo de Tudilén (Tudillén ou Tudején). Aqui teve lugar a assinatura do Tratado de Tudilén entre o reino de Castela e o reino de Aragão (1151).

O conjunto sofreu reformas no século XVIII e, posteriormente, no século XIX, tanto no contexto da Guerra da Independência Espanhola quanto em 1873.

Os seus vestígios encontram-se protegidos ao abrigo da Declaração genérica do Decreto de 22 de Abril de 1949, e da Lei n° 16/1985 sobre o Património Histórico Espanhol.

A torre sofreu intervenção de restauro em 1962, encontrando-se actualmente em bom estado de conservação, requalificada como um centro de interpretação da história da região. Destaca-se o chamado "periscópio", um dispositivo no alto da torre, que gira horizontalmente 360º e que recolhe as imagens do entorno e as reflecte em uma câmara escura no interior da torre.

CaracterísticasEditar

Reconstruída em diversas ocasiões ao longo de sua história, a actual planta, no formato hexagonal em alvenaria de tijolos, remonta à época das Guerras Carlistas.

BibliografiaEditar

  • GARDE, Iñaki Sagredo. Navarra. Castillos que defendieron el Reino. 2006. ISBN 84-7681-477-1
  • vv. aa. Castillos de España (v. III). Léon: Editorial Everest, S.A., 1997. (p. 1.872)

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre um castelo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.