Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Tratado de Velasco foi um acordo, composto de dois documentos, assinado em Velasco, Texas, (que agora é Freeport, Texas) em 14 de maio de 1836, entre Antonio López de Santa Anna do México e a República do Texas, na sequência da Batalha de San Jacinto (21 de abril de 1836). Os signatários foram o presidente provisório David G. Burnet para o Texas e o general Santa Anna do México. Os tratados foram destinados, por parte do texanos, para proporcionar o fim das hostilidades entre os dois beligerantes e oferecer os primeiros passos em direção ao reconhecimento oficial da independência da República separatista. No entanto, houve um tratado público e um tratado secreto, e o tratado nunca foi ratificado pelo governo mexicano. Além disso, os documentos não foram sequer chamados "tratados", até então caracterizado pelo presidente norte-americano James Knox Polk, em suas justificativas para a guerra, cerca de dez anos mais tarde, como foi salientado pelo congressista Abraham Lincoln em 1848.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.