Tsushima (ilha)

Ilha em Nagasaki, Japão
Tsushima
対馬
Geografia física
País Japão
Ponto culminante 649 m (Monte Yatate[1])
Área 708,61  km²
Geografia humana
População 39.983 (2005)
Densidade 56,42 hab./km²
Principal povoação Tsushima (cidade)
Administração
Prefeitura Nagasaki

Tsushima ou Tsuxima[2][3] (em japonês: 対馬 Tsushima), também chamada Daemado (Hangul: 대마도; Hanja: 對馬島) pelos coreanos, está localizada no estreito da Coreia, entre o arquipélago japonês e o continente, sendo a ilha principal entre outras ilhas menores da cidade de Tsushima. Historicamente, essas ilhas foram parte da província japonesa de Tsushima. A ilha é administrada pela prefeitura de Nagasaki.

Demografia e CulturaEditar

A população está composta em sua maioria por japoneses, apesar de também haver uma minoria filipina e coreana.

A religião mais praticada é o budismo, apesar de também se praticar o xintoísmo. Existe uma pequena comunidade cristã, composta por coreanos.

GeografiaEditar

É composta por duas ilhas principais, que são separadas por uma profunda enseada chamada Baía Aso (浅茅湾) e unidas por uma ponte vermelha que cruza um estreito canal natural. A ilha norte é denominada Kamino-shima e a ilha sul é denominada Shimono-shima; no entorno têm mais pequenas ilhas. Estas ilhas, junto com a Província de Iki formam o Parque Quase-Nacional de Iqui-Tsushima.

As ilhas principais têm duas colinas: Monte Yatachi (矢立山, 649 metros) e Shira-dake (512 metros) em Shimono-shima. Kamino-shima têm o Ibeshi-yama (344 metros) e o Mi-take (487 metros).

A cidade principal é Cidade de Tsushima (antiga Izuhara). As ilhas são o território japonês mais próximo à Coreia; somente a cinquenta quilômetros de Busan.

HistóriaEditar

As evidências arqueológicas sugerem que Tsushima foi habitada por colonizadores da Península Coreana e Japão desde o Período Jomon ao Periodo Kofun. Segundo o Sanguo Zhi, havia mil famílias em Tsushima quando foi fundado o Reino Tsuikai (対海国). Eles exerciam controle sobre Iki-shima e mantinham rotas de comércio com o Japão do Período Yayoi. Segundo a mitologia japonesa, Tsushima foi uma das oito ilhas originais criadas pelos deuses Izanagi e Izanami.

Ao início do século VI, Tsushima tornou-se uma província do Japão, chamada Província de Tsushima (対馬国) ou Tsushu (対州).

Sob o sistema Ritsuryo, Tsushima tornou-se uma província do Japão. A província de Tsushima foi politicamente e economicamente dependente de Dazaifu (principal cidade de Kyushu) e do governo central, e teve tinha um papel mais importante na defensa nacional contra as invasões desde o continente e no comércio com a Península Coreana por sua posição estratégica. Depois que o Japão venceu a China da Dinastia Tang na Batalha de Hakusukinoe em 663, os guardas da fronteira foram enviados a Tsushima e o Castelo Kaneda foi construído nas ilhas.

A província de Tsushima foi controlada pelo Tsushima-no-cuni-no-miatsuco (対馬国造), um clã que dominou até o Período Heian e então pelo clã Ahiru até meados do século XIII. O título de "Governador de Tsushima" foi herdado pelo clã Shoni por gerações. Desde que os Shoni mudaram-se para Kyushu, o clã Sō exerceu controle sobre as ilhas e governaram até finais do século XV.

Tsushima foi um importante centro comercial. Depois da Invasão Toi, o comércio privado começou entre Goryeo, Tsushima, Iki e Kyushu, mas foi interrompido pelas invasões mongóis do Japão entre 1274 e 1281.

Veja tambémEditar

Referências

  1. «Kyushu Regional Survey Department, Geographical Survey Institute, Ministry of Land, Infrastructure, Transport and Tourism in Japan» (em japonês). Cópia arquivada em 15 de Janeiro de 2008 
  2. LEONARD, J. N. Japão Antigo. Tradução de Thomas Scott Newlands Neto. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 8,9.
  3. «Tsuxima». Enciclopédia Brasileira Mérito Vol. 19. [S.l.]: Mérito S.A. 693 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Tsushima (ilha)