Abrir menu principal
Um Quarto de Légua em Quadro
Autor(es) Luiz Antonio de Assis Brasil
Idioma Português
País  Brasil
Editora Editora Movimento
Lançamento 1976

Um Quarto de Légua em Quadro, que tem o subtítulo Diário do Doutor Gaspar de Fróis - Médico, é um romance [1] de autoria do escritor brasileiro Luiz Antonio de Assis Brasil. Obra de estreia do romancista, foi publicada em 1976, pela Editora Movimento, tendo recebido a sua segunda edição em 2017, numa ação conjunta entre o Delfos – Espaço de Documentação e Memória Cultural, a Escola de Humanidades – Curso de Letras da PUCRS e a Editora Movimento, como parte do projeto cultural Entreatos. Em sua estreia, em 1976, a obra recebeu o Prêmio Ilha de Laytano.[2]

Na obra, resultado de pesquisas historiográficas, o autor focaliza os primórdios da colonização açoriana no sul do Brasil [3], nos atuais estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul [4], que ainda não haviam assumido a atual configuração geográfica. Oriundos das ilhas portuguesas no Oceano Atlântico, nos longínquos anos de 1752-1753, imigrantes açorianos deixaram as suas terras em direção ao Desterro (atual Florianópolis), mas a maioria deveria povoar os Sete Povos das Missões, que haviam passado ao domínio português pelo Tratado de Madrid em 1750 - na prática, os colonos nunca chegaram ao destino final. O romance narra, em forma de diário [5], a história Gaspar de Fróis, um médico, que vem da Ilha Terceira para o Brasil para participar da colonização. [6] [7] O diário é dividido em três volumes, que se subdividem em capítulos. No primeiro volume, a ênfase recai na viagem; no segundo, aparecem o Desterro e a viagem para o Rio Grande do Sul e o último retrata as peripécias em terras gaúchas.

O livro foi adaptado para o cinema, e o filme, dirigido por Paulo Nascimento (Cineasta), foi lançado em 2005 com o título de Diário de um Novo Mundo [8] [9], estrelado por Edson Celulari e Daniela Escobar, foi premiado no Festival de Cinema de Gramado, com melhor roteiro - Pedro Zimmermann - e prêmio da audiência.[10] [11]

O médico Gaspar de Fróis [12] [13], "autor do diário", registra as suas angústias, reflete sobre a travessia empreendida, lastima a sorte dos colonos, trata-se de um indivíduo mais ou menos letrado que consegue perceber além das aparências e das promessas feitas pelo governo português nas ilhas para atrair os povoadores para o sul do Brasil [14] [15], de alguma maneira, o drama pessoal e o drama coletivo se misturam.

Referências

  1. Online, I. H. U. «Formação Étnica do Rio Grande do Sul na História e na Literatura». www.ihuonline.unisinos.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  2. «Relançamento de "Um quarto de légua em quadro"». PUCRS - Portal. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  3. Comissoli, Adriano (23 de julho de 2009). «Do Arquipélago ao Continente: estratégias de sobrevivência e ascensão social na inserção açoriana nos Campos de Viamão (séc. XVIII)». AEDOS. 2 (3). ISSN 1984-5634 
  4. RODRIGUES, José Damião. "Da periferia insular às fronteiras do império: colonos e recrutas dos Açores no povoamento da América". Anos 90. Disponível em https://seer.ufrgs.br/anos90/article/view/17577 06 de fevereiro de 2019
  5. Redação (24 de junho de 2017). «Luiz Antônio de Assis Brasil: "Me volto para os dramas da alma humana"». Diálogos. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  6. Elmir, Cláudio Pereira (2005). «Açorianos no sul do Brasil : representações literárias de uma promessa vã». ARQUIPÉLAGO - Revista da Universidade dos Açores: 333–341. ISSN 0871-7664 
  7. Sequeira, Rosa Maria (2012). «As trevas e a luz: histórias de migrações para o Brasil». Lusorama. Revista de estudos sobre os países de língua portuguesa (91-92): 60–72. ISSN 0931-9484 
  8. «Teatro Micaelense - Diário de um novo mundo (2006-02-08)». www.teatromicaelense.pt. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  9. «Folha de S.Paulo - "Diário de um Novo Mundo": Sem unidade, épico sulista funde drama de amor e ocupação açoriana - 16/09/2005». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  10. Panda Filmes
  11. FERREIRA, Carolin O. "Monólogos lusófonos ou diálogos trans-nacionais: O caso das adaptações luso-brasileiras". XI Congresso Internacional da ABRALIC. Disponível em http://www.abralic.org.br/eventos/cong2008/AnaisOnline/simposios/pdf/028/CAROLIN_FERREIRA.pdf 06 de fevereiro de 2019
  12. Barata, Mariana Moreira Fernandes (16 de março de 2012). «A representação do intelectual em Um quarto de légua em quadro, de Luiz Antônio de Assis Brasil». www.bibliotecadigital.ufmg.br. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  13. «Luiz Antonio de Assis Brasil fala sobre os temas de seus livros». GaúchaZH. 19 de abril de 2013. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  14. ARIAS, Maria Helena de Moura. "Romances de Luiz Antonio de Assis Brasil revelam os planos esquecidos da história". Disponível em http://www2.assis.unesp.br/cilbelc/jornal/maio07/content21.html 03 de fevereiro de 2019.
  15. NASCIMENTO, Fabio Varela. "Desgraça açoriana e improviso colonial: considerações sobre Um Quarto de Légua em Quadro, de Luiz Antonio de Assis Brasil". Disponível em http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/XIII_semanadeletras/pdfs/fabionascimento.pdf 03 de fevereiro de 2019.