Abrir menu principal

Uma Pistola para Djeca

filme de 1970 dirigido por Ary Fernandes
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Uma Pistola para Djeca
Uma Pistola para Djeca (BRA)
 Brasil
1970 •  cor •  90 min 
Direção Ary Fernandes
Roteiro Amácio Mazzaropi
Ary Fernandes
Elenco Amácio Mazzaropi
Patrícia Mayo
Tony Correia
Género comédia
faroeste
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Uma Pistola para Djeca é um filme brasileiro de comédia de 1970, estrelado por Mazzaropi e dirigido por Ary Fernandes para a PAM Filmes. O título faz um trocadilho com personagem do filme de nome semelhante, famoso no subgênero spaghetti western. O diretor Fernandes produziu o seriado O Vigilante Rodoviário e capricha nas cenas de ação, principalmente nas de luta de bar e no grande tiroteio quando do cerco à casa de Djeca. Numeros musicais com Patricia Mayo (dublada por Silvana), Mazzaropi e os Caçulas e Afonso.[1][1]

EnredoEditar

Em um pequeno vilarejo do interior durante o Período Colonial, Eulália é a filha de um caipira que é violentada por Luís, filho do Coronel Arnaldo, prefeito e fazendeiro mais rico da região. Ela fica grávida e se torna mãe de Paulinho. O pai de Eulália, o simplório Gumercindo, não se conforma mas nada pode fazer frente aos capangas e ao poder do coronel. Oito anos depois, Paulinho sofre com o desprezo dos colegas da escola pelo fato de não ter pai. Gumercindo tenta novamente convencer o filho do coronel a resolver a situação, mas é mandado embora das terras dele. Gumercindo reage e com ajuda dos amigos e da solteirona Eufrásia, uma pretendente sua que lhe dá uma antiga garrucha, ele enfrenta atrapalhadamente os algozes como o "Djeca do sertão".

ElencoEditar

Referências

Ligação ExternaEditar