Universal Television

Produtora de televisão dos Estados Unidos

Universal Television, abreviada como UTV, é uma produtora de televisão estadunidense e opera como unidade do Universal Studio Group, divisão da NBCUniversal, que, por sua vez, é uma subsidiária integral da Comcast.

Universal Television
Universal Television
Nome(s) anterior(es) NBC Universal Television Studio (2004–2007)
Universal Media Studios (2007–2011)
Subsidiária
Atividade Produção televisiva
Fundação 1943; há 81 anos (como Revue Studios)
2004; há 20 anos (como NBCUniversal Television Studio)
Sede Estados Unidos Universal City, Califórnia, Estados Unidos
Proprietário(s) NBCUniversal (Comcast)
Antecessora(s)
  • Revue Studios
  • Universal Television (primeira versão)
  • NBC Studios
  • Studios USA/USA Cable Entertainment
  • ITC Entertainment/PolyGram Television
  • MCA Television Entertainment
Website oficial www.nbcumv.com/studios-distribution/universal-television-alternative-studio

Funcionando como o braço de produção televisiva da NBC, a Universal Television desempenha um papel crucial na criação e desenvolvimento de uma parte significativa dos programas transmitidos pela rede. A empresa tem raízes históricas, operando sob diversas designações ao longo do tempo, como Revue Studios, Universal Pictures Television Department, Universal-International Television, Studios USA Television, Universal Studios Network Programming, Universal Network Television, Universal Domestic Television, NBC Universal Television Studio e Universal Media Studios.

Reinstituída em 2004, a Universal Television, conhecida anteriormente como NBC Universal Television Studio e Universal Media Studios, é a sucessora direta tanto da NBC Studios quanto da Universal Television original.

Antecedentes editar

Revue Studios editar

A Revue Productions, posteriormente conhecida como Revue Studios, teve seu início em 1943, quando foi fundada pela MCA Inc. com o propósito de produzir programas de rádio ao vivo. Durante a Segunda Guerra Mundial, a Revue também se destacou na produção de eventos ao vivo, como o Stage Door Canteen, dedicado às Forças Armadas dos Estados Unidos. Sua incursão no universo da televisão ocorreu em 1950, quando a MCA relançou a Revue como sua subsidiária de produção televisiva.

A parceria entre a NBC e a Revue teve início em 6 de setembro de 1950 com a transmissão televisiva do programa Armour Theatre, adaptado do programa de rádio Stars Over Hollywood. A MCA expandiu sua presença ao adquirir os estúdios da Universal em 1958, rebatizando-os como Revue Studios. Após a fusão com a Decca Records, que, na época, era proprietária da Universal Pictures, o nome do estúdio foi novamente alterado para Universal. Em um movimento significativo em 1963, a MCA unificou os setores de cinema e televisão da Universal Pictures e da Revue Studios, dando origem à Universal City Studios. Nesse contexto, a Revue foi oficialmente renomeada Universal Television.

NBC Studios editar

 
Foto do elenco principal da série Bonanza, produzida pela NBC. Da esquerda para a direita: Pernell Roberts (Adam), Dan Blocker (Hoss), Lorne Greene (Ben), Michael Landon (Little Joe).

A NBC como rede de televisão foi fundada em 1947 pela RCA, então empresa-mãe da rede de rádio homônima. Em 1955, a NBC adquiriu a produtora Kagran Corporation,[1] e até 1956, alterou seu nome para California National Productions.[2] Em 1961, a California National mudou seu nome para NBC Films e, em 1963, lançou a NBC Productions para continuar a produção de sua série existente, Bonanza, e desenvolver novos projetos para a rede.[3] Em 1993, a NBC Productions foi incorporada à divisão de entretenimento da NBC.[4] Em 1996, a empresa foi renomeada NBC Studios. Em 2004, a NBC Studios foi fundida com a Universal Network Television para formar a NBC Universal Television Studio.[5]

Universal Television (original) editar

A Universal Television, em sua primeira encarnação, foi reestruturada a partir da Revue Productions em 1964. Esse movimento ocorreu dois anos após a MCA Inc. adquirir a Universal Pictures e sua empresa-mãe na época, a Decca Records.[6] Em 1996, a MCA passou por uma reconfiguração, transformando-se na Universal Studios. Durante esse mesmo período, a Universal foi comprada pela Seagram, e posteriormente expandiu seu alcance ao adquirir a Multimedia Entertainment e a USA Network.[7][8]

MCA Television Entertainment editar

Nas décadas de 1970 e 1980, a MCA TV, a divisão de sindicação, mantinha uma unidade de produção responsável por programas como Probe, exibido na ABC. Em 1989, surgiu a MCA Television Entertainment (MTE) como uma subdivisão dedicada a telefilmes e programação de televisão a cabo da Universal Television. Em 1996, passou por uma mudança de nome para Universal Television Entertainment (ou UTE), alinhando-se ao reposicionamento da MCA como Universal Studios. Em seguida, em 1998, foi renomeada para Studios USA Pictures.[9] Além disso, a marca MCA Television Entertainment servia como uma designação coletiva para as unidades de propriedade e operação da MCA, absorvendo a Universal Family Entertainment e a Universal Cartoon Studios em 1996.[10]

Studios USA editar

A USA Networks Inc. foi estabelecida por Barry Diller quando ele adquiriu os principais ativos de televisão da Universal em outubro de 1997.[11] Esses ativos incluíam os canais a cabo USA Network e Sci-Fi Channel, bem como séries populares como Law & Order. Além disso, a empresa detinha a HSN, o Ticketmaster Group e diversas emissoras locais de TV.[11] A unidade de produção e distribuição televisiva da Universal foi renomeada para Studios USA. A Universal manteve uma participação de 50% na Brillstein-Grey Entertainment, os canais internacionais da PolyGram e os direitos sobre seu acervo de TV, ao mesmo tempo em que assinava um acordo de distribuição de longo prazo com a Studios USA. A Universal adquiriu uma participação de 45% na USA Networks Inc.[12] Em 2001, a Vivendi comprou os ativos de entretenimento da USA por cerca de US$ 10,3 bilhões. Nesse acordo, Barry Diller assumiu a posição de presidente da Vivendi Universal Entertainment.[13] Pouco depois, em 2002, a USA Networks Inc. fundiu-se com a Universal Studios Network Television, originando a Universal Network Television.[14][15]

PolyGram Television/Universal Network Television editar

 

Em 1997, a PolyGram não apenas estabeleceu sua unidade de sindicação, mas também criou uma unidade de produção televisiva dedicada a telefilmes e telesséries. Esse movimento resultou no reposicionamento da antiga divisão de televisão da ITC Entertainment, sediada no Reino Unido e pertencente à PolyGram. Bob Sanitsky liderou essa divisão, supervisionando as operações combinadas de sindicação e produção.[16]

No início de 1999, pouco após a conclusão da aquisição da PolyGram pela Seagram e Universal, a PolyGram TV foi integrada à divisão de TV da Universal, que também abrangia as operações internacionais de TV da Universal. A Universal vendeu a biblioteca de filmes e TV da ITC para a Carlton Communications e a biblioteca de filmes anteriores a 1996 para a Metro-Goldwyn-Mayer. A PolyGram Television foi retida pela Universal, excluindo Bob Sanitsky da unidade.[17] Entretanto, a Universal lançou a Universal Studios Network Programming para assumir as produções da Brillstein-Grey.[18]

Em junho de 2002, a Universal Studios Network Television foi fundida com a Studios USA Network Television na mesma época.[19]

História editar

 
Logotipo do Universal Media Studios

A NBC Universal Television Studios foi criada em 2004 pela fusão da NBC Studios e da Universal Network Television, resultante da fusão da NBC e da Universal Studios.[5] Em 14 de junho de 2007, passou a ser chamada de Universal Media Studios (UMS) e, além da produção televisiva tradicional, também começou a desenvolver conteúdo de entretenimento para a internet.[20][21]

Em 21 de julho de 2009, a Universal Cable Productions foi separada da UMS e integrada à divisão NBCUniversal Cable Entertainment Group.[22] Em 14 de setembro de 2011, a Universal Media Studios foi renomeada como Universal Television.[23] Posteriormente, em outubro de 2019, a Universal Television foi transferida da NBC Entertainment para a NBCUniversal Content Studios.[24]

Referências

  1. «Kagran Corp Takes Over NBC Licensing Activities» (PDF). Broadcasting (em inglês). 30 de maio de 1955 
  2. «NBC Subsidiary Changes Name As Result of Expansion» (PDF). Broadcasting Magazine (em inglês). 30 de julho de 1956 
  3. «Six new NBC shows are on the drawing blocks» (PDF). Broadcasting. 19 de agosto de 1963 
  4. Coe, Steve (19 de setembro de 1995). «NBC Productions folds into entertainment» (PDF). Broadcasting 
  5. a b «NBCU unit trades 'television' for 'media'.». The Online Reporter. 25 de junho de 2007. Consultado em 12 de novembro de 2023. Arquivado do original em 10 de junho de 2014 
  6. «Unions irked at studio's tape plans». Broadcasting (em inglês). 29 de junho de 1964 
  7. «Unit of MCA Is Acquiring Talk Shows». The New York Times. 26 de novembro de 1996. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  8. «Seagram Buys USA Networks for $1.7 Billion». E! Online. 23 de setembro de 1997. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  9. Olson, Eric (4 de junho de 1998). «Studios USA exex upped». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  10. «Fisher gets expanded role at MCA» (PDF). Broadcasting (em inglês). 22 de abril de 1996 
  11. a b Hofmeister, Sallie (21 de outubro de 1997). «Universal Sells Most of Its TV Assets to Diller». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  12. Staff, Variety (11 de janeiro de 1999). «Company Reports: Studios USA». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  13. «Vivendi seals USA Networks deal». CNN. 17 de dezembro de 2001. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  14. Klaussmann, Liza (22 de maio de 2002). «Viv U stock up after reports about spinoffs». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  15. Adalian, Josef (17 de maio de 2002). «All in the family». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  16. Levin, Jenny Hontz,Gary; Hontz, Jenny; Levin, Gary (6 de março de 1997). «P'GRAM PUSHES TV». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  17. Littleton, Cynthia (23 de abril de 1999). «Polygram TV unit stays at U». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  18. Littleton, Cynthia (25 de março de 1999). «U ponders TV biz return». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  19. Adalian, Josef (2 de maio de 2002). «JP times three tapped to run NBC's 'Shoot Me'». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  20. «NBC's TV unit gets new name». Los Angeles Times (em inglês). 15 de junho de 2007. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  21. Adalian, Josef (14 de junho de 2007). «NBC nixes NUTS name». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  22. «NBC Taps Cable-Studio Bosses - TVWeek - News». web.archive.org. 23 de março de 2012. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  23. Andreeva, Nellie (12 de setembro de 2011). «Universal Media Studios Gets New Heads Of Drama, Comedy & Casting And New Name». Deadline (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023 
  24. Low, Cynthia Littleton,Elaine; Littleton, Cynthia; Low, Elaine (7 de outubro de 2019). «NBCUniversal Shakeup: Bonnie Hammer to Head Studios, Paul Telegdy Goes Solo at NBC (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2023