Abrir menu principal
Usina Clealco
Atividade Moagem e produção de Açúcar,
Álcool, Energia e Subprodutos
Fundação 1980 (39 anos), em Clementina, São Paulo
Locais Clementina
Queiroz
Penápolis
Produtos Açúcar, Álcool combustível, Energia
Ativos Baixa R$1,3 bilhão (2018)[1]
Receita Aumento R$1,2 bilhão (2016)[2]
Website oficial www.clealco.com.br

A Clealco Açúcar e Álcool S/A mais conhecida como Usina Clealco, do setor sucroenergético, foi fundada em 1980, em Clementina. Possui atualmente 3 unidades, e atua em vários municípios do Centro-Oeste paulista[3].

HistóriaEditar

No final da década de 1970, a importação do petróleo no Brasil estava em crise. Devido ao aumento constante do preço do barril, em 1980, foi feito um projeto para plantio de Cana-de-açúcar, para a produção de Etanol. Com a nova matriz energética, a importação do petróleo diminuiu, e gerou empregos em zonas rurais.

No mesmo ano, foi criado o Grupo Clealco, e depois do projeto aprovado pelo Conselho Nacional do Álcool (CNAL), deu início à construção da usina. A sua primeira moagem foi feita em 1983, somente com a produção de Etanol. O açúcar começou a ser produzido em 1997. Com o alto desempenho do grupo, em 2003, foi implantado a segunda usina em Queiroz, expandindo a atuação do grupo em vários municípios, e a primeira moagem feita em 2006.

Em 2013, o Grupo Clealco adquiriu a usina de Penápolis, antiga Campestre, que estava em recuperação judicial. Com a usina adquirida, o grupo tem fácil acesso à rodovias principais, como a SP-300. A usina gerou vários empregos no município[4].

PrêmiosEditar

  • MasterCana 2010, na categoria "Desenvolvimento Humano"[5];
  • MasterCana Social 2011, na categoria "Comunicação e Relacionamento"[6];
  • MasterCana Social 2012, nas categorias "Qualidade de Vida" e "Comunicação e Relacionamento"[7];
  • MasterCana 2015, nas categorias "Desenvolvimento Humano" e "Comunicação e Relacionamento"[8].
  • MasterCana Centro-Sul 2019, na categoria "Administração e Finanças - Gestão"[9].

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Com dívida bilionária, Clealco pede recuperação judicial». Novacana.com. 18 de julho de 2018. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  2. «Clealco divulga resultados de produção da safra 2015/2016». Udop.com. 7 de abril de 2016. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  3. «Unidades do Grupo Clealco». Site Oficial. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  4. «História do Grupo Clealco». Site Oficial. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  5. «Grupo Clealco ganha prêmio inédito: MasterCana Social». Site Oficial. 17 de setembro de 2010. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  6. «Rádio Clealco vence prêmio MasterCana em Comunicação». Site Oficial. 30 de agosto de 2011. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  7. «Grupo Clealco vence prêmio de empresa do ano». Site Oficial. 18 de outubro de 2012. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  8. «Clealco conquista prêmios MasterCana». Site Oficial. 25 de agosto de 2015. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 .
  9. «Clealco recebe prêmio MasterCana Centro-Sul 2019». Site Oficial. 22 de agosto de 2019. Consultado em 7 de setembro de 2019 .

Ligações externasEditar