Usina Hidrelétrica Teles Pires

Usina Hidrelétrica Teles Pires
Localização
Localização Rio São Manuel, Jacareacanga, Paranaíta e Mato Grosso, Brasil Editar isso no Wikidata
Bacia hidrográfica Bacia do rio Amazonas
Coordenadas 9°20'26"S, 56°46'37"W
Dados gerais
Data de inauguração 2011
Tipo barragem, central hidroeléctrica
Capacidade de geração 1 820 megawatts
Rio Teles Pires

A Usina Hidrelétrica Teles Pires é uma usina hidrelétrica localizada no Rio Teles Pires, afluente do rio Tapajós, na fronteira dos estados do Pará e Mato Grosso, a 945 quilômetros de Cuiabá. Tem capacidade instalada de 1820 MW, sendo a maior usina do Complexo Teles Pires.[1]

O leilão foi realizado em 2010 e a primeira unidade de geração entrou em funcionamento em 2015. A usina está situada entre as cidades de Paranaíta (MT) e Jacareacanga (PA), na área denominada Cachoeira Sete Quedas.[1]

O reservatório tem uma área total de 150 km² e uma linha de transmissão associada em 500 kV, com sete quilômetros de extensão, na margem esquerda do rio.[2]

HistóricoEditar

A concessão da Usina Teles Pires foi conquistada pelo Consórcio Teles Pires Energia Eficiente, no último leilão de geração de 2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com.investimentos estimados em 4 bilhões. O consórcio é formado pela Eletrosul (24,5%), Furnas (24,5%) e os 51% restantes pelos dois parceiros privados Neoenergia e Odebrecht. A usina foi conquistada no primeiro e único lance e com um deságio de 32,9% sobre o preço-teto de R$ 87,00/MWh. [3] O valor do lance foi de R$ 58,36. O conjunto de obras deveria criar cerca de 6.500 empregos diretos e indiretos.

As obras foram iniciadas em agosto de 2011 e em janeiro de 2015 entrou em operação a primeira unidade geradora[4]

EstruturaEditar

Potência Instalada: 1820 MW;[2]

Garantia Física: 915,4 MW;

Turbinas: Francis de Eixo Vertical, 5 unid – 364 MW

Altura da Barragem: 80 metros

Extensão da Barragem: 1.650 metros

Queda Bruta: 59,00 metros;

Área do Reservatório: 150 km²

Espelho d’água: 135,6 km² (0,075 km²/MW);

Área de Inundação: 95,0 km² (0,052 km²/MW)

 
Fim de tarde no Rio Teles Pires

PropriedadeEditar

Após o leilão, foi criada a Companhia Hidrelétrica Teles Pires S/A, Sociedade de Propósito Específico (SPE), responsável por construir e fazer operar a UHE Teles Pires, formada pelas empresas Neoenergia (51%), Eletrobras-Eletrosul (24,5%) e Eletrobras-Furnas (24,5%).[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «» Usina Teles Pires | Hidrelétrica Teles Pires». www.uhetelespires.com.br (em bretão). Consultado em 29 de novembro de 2018 
  2. a b «» Empreendimento | Hidrelétrica Teles Pires». www.uhetelespires.com.br (em bretão). Consultado em 29 de novembro de 2018 
  3. http://economia.estadao.com.br/noticias/not_48126.htm
  4. «» Linha do tempo | Hidrelétrica Teles Pires». www.uhetelespires.com.br (em bretão). Consultado em 29 de novembro de 2018 
  5. «» Usina Teles Pires | Hidrelétrica Teles Pires». www.uhetelespires.com.br (em bretão). Consultado em 29 de novembro de 2018 

2. https://web.archive.org/web/20160806041831/http://www.epe.gov.br/MeioAmbiente/Documents/Rimas/Rima%20-%20UHE%20Teles%20Pires.pdf