Víctor Estrella Burgos

(Redirecionado de Víctor Estrella)

Víctor Estrella Burgos (Santiago de los Caballeros, 2 de agosto de 1980) é um ex-tenista profissional dominicano.[1] Sua melhor classificação de simples é o N°. 43 da ATP alcançado em 13 de julho de 2015, enquanto nas duplas, conquistou a posição de N°. 135 da ATP em 13 de julho de 2015.[2]

Tenista Víctor Estrella Burgos
Estrella Burgos WM17 (2) (36143140866).jpg
Burgos durante Wimbledon de 2017
Alcunha(s) O Rei de Quito
País República Dominicana
Residência Santiago de los Caballeros, República Dominicana
Data de nascimento 2 de agosto de 1980 (39 anos)
Local de nasc. Santiago de los Caballeros, República Dominicana
Altura 1,70 m
Peso 77 kg
Profissionalização 2002
Aposentadoria 09/10/2019
Mão destro; backhand com uma mão
Prize money US$ 2.163.776
Simples
Vitórias-Derrotas 84–81
Títulos 3
Melhor ranking 43º (13/07/2015)
Open da Austrália 2R (2017)
Roland Garros 2R (2016, 2017)
Wimbledon 2R (2015)
US Open 3R (2014)
Jogos Olímpicos 1R 92016)
Duplas
Vitórias-Derrotas 37–45
Títulos 0
Melhor ranking 135º (13/07/2015)
Open da Austrália 1R (2016, 2018)
Roland Garros 1R (2015, 2017)
Wimbledon 1R (2015)
US Open 3R (2016)
Torneios principais de duplas
Última atualização em: 20 de novembro de 2019.

CarreiraEditar

Estrella Burgos entrou pela primeira vez no top 100 do ranking mundial masculino de simples em março de 2014, quando tinha 33 anos.

Ganhou seu primeiro título ATP em fevereiro de 2015 (no ATP 250 de Quito, no Equador),[3] já com 34 anos, tornando-se no momento da conquista o tenista mais velho a vencer um torneio de nível ATP.

No final de abril de 2015, aos 34 anos e 8 meses, Burgos alcançou a 50ª vitória em torneios de primeira linha ao passar pela estreia do ATP 250 de Munique,[4]na Alemanha.

No início de fevereiro de 2016, Estrella Burgos conquistou o bicampeonato do ATP 250 de Quito, no Equador, ao vencer o brasileiro Thomaz Bellucci na final por 4-6, 7-6 e 6-2.[5]

Aposentou-se em 2019. Seu último jogo foi pelo Challenger 125 de Santo Domingo, em 9 de outubro. Pela segunda fase, perdeu para o brasileiro Thiago Monteiro.[6]

ATP FinaisEditar

Simples: 2 (2 títulos)Editar

Legenda
Grand Slams (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (0–0)
ATP World Tour 250 Series (1–0)
Títulos por Piso
Duro (0–0)
Saibro (1–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Posição N. Data Torneio Piso Oponente Placar
Campeão 1. 8 de Fevereiro de 2015  ATP de Quito, Equador Saibro   Feliciano López 6–2, 6–7(5–7), 7–6(7–5)
Campeão 1. 7 de Fevereiro de 2016  ATP de Quito, Equador Saibro   Thomaz Bellucci 4-6, 7-6(7-5), 6-2

Duplas: 1 (1 vice)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (0–0)
ATP World Tour 250 Series (0–0)
Títulos por Piso
Duro (0–0)
Saibro (1–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Posição N. Data Torneio Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 1. 7 de fevereiro 2015  ATP de Quito, Equador Saibro   João Souza   Gero Kretschmer
  Alexander Satschko
5–7, 6–7(3–7)


Challengers e FuturesEditar

Legenda (Simples)
Challengers (6)
Futures (21)
N. Data Torneio Piso Oponente Score
1. 2006   Buffalo Saibro   Marcus Fugate 4–6, 6–3, 6–2
2. 2006   Pittsburgh Saibro   Matej Bocko 7–6, 6–3
3. 2007   Tampa Saibro   Stefano Ianni 6–2, 6–2
4. 2007   Managua Duro   Alexander Satschko 6–4, 3–6, 6–4
5. 2007   Santo Domingo Duro   Ádám Kellner 6–4, 6–4
6. 2007   Santo Domingo Duro   Nicolas Todero 6–3, 6–3
7. 2007   Santo Domingo Duro   Óscar Burrieza-Lopez 7–6, 6–3
8. 2008   Loomis Duro   Ricardo Hocevar 6–4, 0–6, 7–6
9. 2008   Santo Domingo Duro   Andrey Kumantsov 7–6, 6–4
10. 2008   Santo Domingo Duro   Jhonson García 7–6, 6–4
11. 2009   Santo Domingo Duro   Ričardas Berankis 7–5, 6–1
12. 2009   Santo Domingo Duro   Adam El Mihdawy 7–6, 6–3
13. 2010   Brownsville Duro   Vasek Pospisil 6–4, 6–3
14. 2010   Manizales Saibro   Juan Sebastián Cabal 6–4, 6–4
15. 2010   Santo Domingo Duro   Matwe Middelkoop 6–1, 2–6, 6–1
16. 2010   Santo Domingo Duro   Pierre-Hugues Herbert 6–1, 6–3
17. 2010   Santo Domingo Duro   Matwe Middelkoop 6–4, 6–2
18. 2011   Cidade do Panamá Saibro   Martín Alund 6–3, 6–0
19. 2011   Medellín Saibro   Alejandro Falla 6–7(2–7), 6–4, 6–4
20. 2012   Cidade do México Duro   Marcel Felder 7–6, 3–6, 6–2
21. 2012   Bogotá Saibro   Nicolás Barrientos 7–5, 6-4
22. 2013   Medellín Saibro   Mauricio Echazú 6–4, 0–6, 6–3
23. 2013   Quito Saibro   Marco Trungelliti 2–6, 6–4, 6–4
24. 2013   Bogotá Saibro   Thomaz Bellucci 6–2, 3–0r
25. 2014   Salinas Clay   Andrea Collarini 6–3, 6–4
26. 2014   Pereira Saibro   João Souza 7–6, 3–6, 7–6
27. 2015   Cuernavaca Duro   Damir Džumhur 7–5, 6–4

Referências

Ligações ExternasEditar