Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o sítio histórico de Velha Upsália. Para outros significados, veja Upsália (desambiguação).
Velha Upsália
Gamla Uppsala
Velha Uppsala
Montes e Igreja da Velha Upsália
Localização atual
Velha Upsália está localizado em: Suécia
Velha Upsália
Coordenadas 59° 54' N 17° 38' E
País  Suécia
Dados históricos
Fundação Era de Vendel

Velha Upsália (em sueco: Gamla Uppsala; em português: Velha Uppsala; em latim: Upsaliae Vetus) é um sítio histórico, 5 quilômetros da cidade de Upsália, na Suécia.[1] Era centro de poder e ponto de encontro de caudilhos e reis locais, assim como das suas alianças, na região da atual Uplândia, na Idade do Ferro, sendo então residência real, tribunal popular (tingsplats), salão de banquetes, local de culto religioso e ponto de cruzamento de estradas da região.[2][3][4][5][6] No sítio, estão situados os Montes, a Igreja e o Museu da Velha Upsália.[4] Hoje em dia, a Velha Upsália é um bairro da cidade moderna.[7]

Antes do século IX, não há fontes históricas fiáveis sobre ela, mas citações literárias, eivadas de elementos mais ou menos míticos. A investigação arqueológica mais recente tem levado a hipóteses e conclusões que aumentam substancialmente o conhecimento disponível sobre estas épocas remotas.[8]

Ganhou sucessivamente uma posição central para os caudilhos (hövdingar) e reis suíones (sveakungar) a partir dos séculos VI e VII, após período de decadência geral e abandono da região entre os séculos IV e VI, cujas causas não estão determinadas. [9][10] A ideia do século XVII do papel central de Upsália no universo imaginário das sagas antigas começou a ser posta em causa no século XIX, e hoje em dia tal visão é tida como estabelecida a partir do século VI e não antes.[11]

Referências

  1. Harrison 2015, p. 224-225.
  2. Eriksson 2018, p. 24.
  3. Eriksson 2018a.
  4. a b Ernby 2001, p. 205.
  5. Cardoso 2012, p. 8-9.
  6. Jörpeland 2011, p. 141.
  7. ENS 2019.
  8. Harrison 2009, p. 23.
  9. Frölund 2007, p. 361; 374.
  10. Frölund 2015, p. 7.
  11. Frölund 2007, p. 361-377.

BibliografiaEditar

  • «Gamla Uppsala». Enciclopédia Nacional Sueca (em sueco). Gotemburgo: Universidade de Gotemburgo. 2019 
  • Eriksson, Kristina Ekero (2018). Gamla Uppsala. Människor och makter i högarnas skugga (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 384 páginas. ISBN 9789113080666 
  • Ernby, Birgitta; Gellerstam, Martin; Malmgren, Sven-Göran; Axelsson, Per; Fehrm, Thomas (2001). «Gamla Uppsala». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 767. ISBN 91-7227-186-8 
  • Harrison, Dick (2009). «Bygdemakt (O poder local)». Sveriges historia: 600-1350 (em sueco). Estocolmo: Norstedt. ISBN 978-91-1-302377-9 
  • Harrison, Dick; Gustafsson, Mikael (2015). «Uppland - Gamla Uppsala - Järnålderscentrum». Upplev Sveriges historia. En guide till historiska upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Bonnier fakta. 318 páginas. ISBN 9789174244915