Abrir menu principal

Vicente Amorim

cineasta brasileiro
Vicente Amorim
Nascimento 1966 (53 anos)
Viena
 Áustria
Ocupação Diretor
produtor
roteirista

Vicente Amorim (Viena, Áustria, 1966)[1] é um cineasta e produtor austro-brasileiro.

É filho do ex-ministro da Defesa Brasil, Celso Amorim[2] e irmão dos também cineastas, Pedro Amorim e João Gabriel. Sua irmã Anita Amorim trabalha na Organização internacional do trabalho, uma agência especializada das nações unidas.

Índice

CarreiraEditar

Vicente Amorim começou sua carreira no cinema brasileiro como assistente de direção. No final da década de 80 e início de 90 trabalhou com os diretores Cacá Diegues, Murilo Salles, Bruno Barreto e Hector Babenco. Em parceria com o produtor Caíque Ferreira, Vicente foi responsável pela implementação do método norte americano de assistência de direção no Brasil. Este fato garantiu o início da profissionalização da posição de assistente de direção e foi um dos fatores técnicos importantes que deram força à indústria durante a retomada do cinema brasileiro em meados dos anos 90.

No final dos anos 90 trabalhou como diretor na Rede Globo de televisão onde dirigiu a série especial A Justiceira, sua estréia na direção.

FilmografiaEditar

TVEditar

CinemaEditar

DireçãoEditar

Ano Filme/Série Notas
1997 A Justiceira Série
2000 2000 Nordestes Documentário
2003 O Caminho das Nuvens Filme
2008 Um Homem Bom Filme
2011 Corações Sujos Filme
2013 Rio, Eu te Amo Filme
2013 Irmã Dulce Filme
2013 Copa Hotel Série
2013-2015 As Canalhas Série
2015 Espinosa - Romance Policial Série
2017 Motorrad Filme

Vida pessoalEditar

BiografiaEditar

Referências

  1. Internet Movie Database. «Vicente Amorim». Consultado em 11 de junho de 2012 
  2. O Diário. ‘Corações Sujos’ emociona no Festival de Paulínia. Página visitada em 12 de junho de 2012.
  Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.