Victorino de la Plaza

Victorino de la Plaza Silva (Cachi, Salta, 2 de novembro de 1840 — Buenos Aires, 2 de outubro de 1919) foi presidente da Argentina depois da morte de Roque Sáenz Peña em 9 de agosto de 1914, do qual era vice-presidente, até completar o mandato deste em 12 de outubro de 1916. Teve a missão de presidir as primeiras eleições livres do país ocorridas após a promulgação da Lei Sáenz Peña.

Victorino de la Plaza
16.º Presidente da Argentina
Período 9 de agosto de 1914
a 12 de outubro de 1916
Antecessor(a) Roque Sáenz Peña
Sucessor(a) Hipólito Yrigoyen
11.º Vice-presidente da Argentina
Período 12 de outubro de 1910
a 9 de agosto de 1914
Vice-presidente Roque Sáenz Peña
Antecessor(a) José Figueroa Alcorta
Sucessor(a) Pelagio Luna
Ministro das Relações Exteriores da Argentina
Período 22 de junho de 1908
a 9 de agosto de 1910
Presidente José Figueroa Alcorta
Antecessor(a) Estanislao Zeballos
Sucessor(a) Carlos Rodríguez Larreta
Período 11 de fevereiro de 1882
a 25 de outubro de 1883
Presidente Julio Argentino Roca
Antecessor(a) Bernardo de Irigoyen
Sucessor(a) Francisco J. Ortiz
Ministro da Fazenda da Argentina
Período 25 de outubro de 1883
a 9 de março de 1885
Presidente Julio Argentino Roca
Antecessor(a) Juan José Romero
Sucessor(a) Wenceslao Pacheco
Período 31 de agosto de 1876
a 7 de maio de 1880
Presidente Nicolás Avellaneda
Antecessor(a) Norberto de la Riestra
Sucessor(a) Santiago Cortínez
Procurado do Tesouro da Argentina
Período 1874-1880
Presidente Nicolás Avellaneda
Antecessor(a) Bernardo de Irigoyen
Sucessor(a) Santiago Bengoela
Dados pessoais
Nome completo Victorino de la Plaza Silva
Nascimento 2 de novembro de 1840
Cachi, Salta
Morte 2 de outubro de 1919 (78 anos)
Buenos Aires
Nacionalidade argentino
Cônjuge Epifania Ecilda Belvis Castellanos (1870—1875)
Emily Henry
Partido Partido Autonomista Nacional
Profissão advogado

A reforma eleitoral iniciada por Sáenz Peña inicia um processo eleitoral democrático, com oposição dos conservadores, mas la Plaza não cede às pressões e convoca eleições dentro da mais estrita legalidade. Os comícios de 1916 levam a cabo embates políticos que tentam envolver o presidente. Sua neutralidade no processo eleitoral foi um importante fator no processo democrático. Ao final das eleições, sai vitorioso Hipólito Yrigoyen da União Cívica Radical.[1][2]

Precedido por
Roque Sáenz Peña
Presidente da Argentina
1914 - 1916
Sucedido por
Hipólito Yrigoyen

Referências

  1. «Victorino de la Plaza Silva» (em espanhol). Genealogía Familiar. Consultado em 8 de março de 2015 
  2. «Galeria de presidentes» (em espanhol). Presidencia de la Nación Argentina. Consultado em 8 de março de 2015