Abrir menu principal

Wikipédia β

Lista de presidentes da Argentina

Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2015). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.

Esta é a lista dos Presidentes da República Argentina, o título ao chefe de Estado, chefe de governo, responsável político da administração geral do país e comandante-em-chefe de todas as Forças Armadas da República Argentina.[1] Foi elaborada a partir da galeria de presidentes da página oficial da Presidência da Nação Argentina. Na lista, assim como na galeria oficial, não são considerados os mandatos interinos e juntas de governo.[2]

O presidente lidera o poder executivo do governo federal e, junto ao vice-presidente, é um dos únicos incumbentes dos apenas dois cargos eleitos do poder executivo.

Bernardino Rivadavia foi nomeado presidente das Províncias Unidas do Rio da Prata, cargo e título criado pela lei do Congresso em 8 de fevereiro de 1826. Justo José de Urquiza desempenhou o cargo como presidente da Confederação Argentina, de acordo com a Constituição original de 1853, tal como fez seu sucessor, Santiago Derqui, que, após as reformas constitucionais de 1860, assumiu o título de Presidente da Nação Argentina, título vigente até os dias atuais. A partir da Reforma da Constituição Argentina de 1994, o mandato dura quatro anos, com a possibilidade de uma única reeleição presidencial. As eleições são diretas com direito a segundo turno.

A Casa Rosada, situada ao leste da Praça de Maio, é a sede do poder executivo da Nação Argentina. Desde 10 de dezembro de 2015, o cargo é exercido por Mauricio Macri.

Lista dos Presidentes da ArgentinaEditar

Presidente Início do mandato Fim do mandato Partido Nota(s)
1 Bernardino Rivadavia   8 de fevereiro de 1826 7 de julho de 1827 Partido Unitário
Vicente López y Planes   1827 1828 [3] Independente

[nota 1]

Governadores da Província de Buenos Aires 18 de agosto de 1827 5 de março de 1854 Partido Federal [nota 2]
2 Justo José de Urquiza   5 de março de 1854 5 de março de 1860 Partido Federal
3 Santiago Derqui   5 de março de 1860 5 de novembro de 1861 Partido Federal
Juan Esteban Pedernera   4 de novembro de 1861 12 de outubro de 1861 [nota 3]
4 Bartolomé Mitre   12 de outubro de 1861 12 de outubro de 1868 Partido Liberal
5 Domingo Faustino Sarmiento   12 de outubro de 1868 12 de outubro de 1874 Partido Liberal
6 Nicolás Avellaneda   12 de outubro de 1874 12 de outubro de 1880 Partido Autonomista Nacional
7 Julio Argentino Roca   12 de outubro de 1880 12 de outubro de 1886 Partido Autonomista Nacional
8 Miguel Juárez Celman   12 de outubro de 1886 6 de agosto de 1890 Partido Autonomista Nacional [nota 4]
9 Carlos Pellegrini   6 de agosto de 1890 12 de outubro de 1892 Partido Autonomista Nacional [nota 5]
10 Luis Sáenz Peña   12 de outubro de 1892 23 de janeiro de 1895 Partido Autonomista Nacional [nota 6]
11 José Evaristo Uriburu   23 de janeiro de 1895 12 de outubro de 1898 Partido Autonomista Nacional [nota 7]
12 Julio Argentino Roca   12 de outubro de 1898 12 de outubro de 1904 Partido Autonomista Nacional [nota 8]
13 Manuel Quintana   12 de outubro de 1904 12 de março de 1906 Partido Autonomista Nacional [nota 9]
14 José Figueroa Alcorta   12 de março de 1906 12 de outubro de 1910 Partido Autonomista Nacional
15 Roque Sáenz Peña   12 de outubro de 1910 9 de agosto de 1914 Partido Autonomista Nacional [nota 10]
16 Victorino de la Plaza   9 de agosto de 1914 12 de outubro de 1916 Partido Autonomista Nacional
17 Hipólito Yrigoyen   12 de outubro de 1916 12 de outubro de 1922 União Cívica Radical
18 Marcelo Torcuato de Alvear   12 de outubro de 1922 12 de outubro de 1928 União Cívica Radical
19 Hipólito Yrigoyen   12 de outubro de 1928 8 de setembro de 1930 União Cívica Radical [nota 11]
20 José Félix Uriburu   8 de setembro de 1930 20 de fevereiro de 1932 Militar [nota 12]
21 Agustín Pedro Justo   20 de fevereiro de 1932 20 de fevereiro de 1938 Concordancia [nota 13]
22 Roberto Marcelino Ortiz   20 de fevereiro de 1938 27 de junho de 1942 Concordancia [nota 14]
23 Ramón Castillo   27 de junho de 1942 4 de junho de 1943 Partido Nacional Democrático
Arturo Rawson   4 de junho de 1943 7 de junho de 1943 Militar [nota 15]
24 Pedro Pablo Ramírez   7 de junho de 1943 25 de fevereiro de 1944 Militar
25 Edelmiro Julián Farrell   25 de fevereiro de 1944 4 de junho de 1946 Militar
26 Juan Domingo Perón   4 de junho de 1946 4 de junho de 1952 Partido Laborista
Partido Justicialista
[4]
27 Juan Domingo Perón   4 de junho de 1952 21 de setembro de 1955 Partido Laborista
Partido Justicialista
[4]
28 Eduardo Lonardi   23 de setembro de 1955 13 de novembro de 1955 Militar
29 Pedro Eugenio Aramburu   13 de novembro de 1955 1 de maio de 1958 Militar
30 Arturo Frondizi   1 de maio de 1958 29 de março de 1962 União Cívica Radical Intransigente
31 José María Guido   29 de março de 1962 12 de dezembro de 1963 União Cívica Radical Intransigente
32 Arturo Umberto Illia   12 de dezembro de 1963 28 de junho de 1966 União Cívica Radical
33 Juan Carlos Onganía   29 de junho de 1966 8 de junho de 1970 Militar
34 Roberto Marcelo Levingston   8 de junho de 1970 23 de maio de 1971 Militar
35 Alejandro Agustín Lanusse   26 de maio de 1971 25 de maio de 1973 Militar
36 Héctor José Cámpora   25 de maio de 1973 13 de julho de 1973 Frente Justicialista
37 Raúl Alberto Lastiri   13 de julho de 1973 12 de outubro de 1973 Frente Justicialista [4]
38 Juan Domingo Perón   12 de outubro de 1973 1 de julho de 1974 Partido Justicialista [4]
39 Isabel Martínez de Perón   1 de julho de 1974 24 de março de 1976 Partido Justicialista
40 Jorge Rafael Videla   29 de março de 1976 29 de março de 1981 Militar
41 Roberto Eduardo Viola   29 de março de 1981 12 de dezembro de 1981 Militar
42 Leopoldo Galtieri   22 de dezembro de 1981 17 de junho de 1982 Militar
43 Reynaldo Bignone   1 de julho de 1982 10 de dezembro de 1983 Militar
44 Raúl Alfonsín   10 de dezembro de 1983 8 de julho de 1989 União Cívica Radical
45 Carlos Menem   8 de julho de 1989 10 de dezembro de 1999 Partido Justicialista
46 Fernando de la Rúa   10 de dezembro de 1999 20 de dezembro de 2001 União Cívica Radical
47 Adolfo Rodríguez Saá   22 de dezembro de 2001 30 de dezembro de 2001 Partido Justicialista
48 Eduardo Duhalde   2 de janeiro de 2002 25 de maio de 2003 Partido Justicialista
49 Néstor Kirchner   25 de maio de 2003 10 de dezembro de 2007 Partido Justicialista
50 Cristina Fernández de Kirchner   10 de dezembro de 2007 10 de dezembro de 2015 Partido Justicialista
51 Mauricio Macri   10 de dezembro de 2015 presente Proposta Republicana

Referências

  1. Senado.gov.ar. «Constituição Nacional: Atribuições do Poder Executivo, art.99, p. 14» (em espanhol). Consultado em 2 de agosto de 2009 
  2. Presidência da Nação Argentina. «Galeria de Presidentes» (em espanhol). Consultado em 19 de janeiro de 2015 
  3. Vicente López y Planes (em espanhol)
  4. a b c d Galeria de Presidentes

Notas

  1. Assumiu interinamente, após a renúncia de Rivadavia.
    Renunciou depois que Manuel Dorrego assumiu o governo da Província de Buenos Aires.
    Vicente López y Planes (em espanhol)
    Não é incluído na Galeria de presidentes (em espanhol)
  2. Manuel Dorrego (1827—1828)
    Juan Lavalle (1828—1829)
    Juan Manuel de Rosas (1829—1832) (1835—1852)
    Juan Ramón Balcarce (1832—1835)
    Não são incluídos na Galeria de presidentes (em espanhol)
    Entre 1852 e 1853 não existiu um governo central
  3. Assumiu interinamente, após a renúncia de Santiago Derqui.
    Não é incluído na Galeria de presidentes (em espanhol)
  4. Renunciou, não concluindo o mandato.
  5. Vice-presidente de Miguel Juárez Celman, assumiu a presidência após a sua renúncia.
  6. Renunciou, não concluindo o mandato.
  7. Vice-presidente de Luis Sáenz Peña, assumiu a presidência após a sua renúncia.
  8. Exerce o cargo pela segunda vez (havia sido o 7º presidente).
  9. Morreu em 12 de março de 1906, antes de concluir o mandato, assumindo o governo o seu vice, José Figueroa Alcorta.
  10. Filho de Luis Sáenz Peña (10º presidente). Morreu em 9 de agosto de 1914, antes de concluir o mandato, assumindo o governo o seu vice, Victorino de la Plaza.
  11. Ocupa o cargo pela segunda vez, tendo sido também o 17° presidente. Deposto no golpe militar liderado pelo tenente-general José Félix Uriburu em 6 de setembro de 1930, é levado detido para a Ilha de Martín García, onde assina sua renúncia.Galeria de presidentes (em espanhol)
  12. A lista oficial de presidentes atribui a data de 8 de setembro de 1930 como sendo o início do seu governo quando "...jura desde um dos balcões da Casa Rosada, junto a Enrique Santamarina, seu vice-presidente, a Corte Suprema da Nação em acordo extraordinário reconhece o novo governo".Galeria de presidentes (em espanhol)
  13. A coligação Concordancia era formada pelos partidos Democrata Nacional, Radical Antipersonalista (uma dissidência da UCR) e Socialista Independente
  14. Morreu em 27 de junho de 1942, antes de concluir o mandato, assumindo o governo o seu vice, Ramón Castillo.
  15. Liderou um golpe militar que depôs Ramón Castillo em 4 de junho de 1943, assumindo provisoriamente o governo por três dias.
    Não é incluído na Galeria de presidentes (em espanhol)