Vigário Tenório

religioso e revolucionário brasileiro

Pedro de Souza Tenório, o Vigário Tenório (Recife, 29 de junho de 1779Recife, 10 de julho de 1817), foi um religioso e revolucionário brasileiro. Foi um dos líderes e mártires da Revolução Pernambucana de 1817.[1][2]

Vigário Tenório
Nome completo Pedro de Souza Tenório
Nascimento 29 de junho de 1779
Recife, Capitania de Pernambuco
Reino de Portugal Brasil Colonial
Morte 10 de julho de 1817 (38 anos)
Recife, Capitania de Pernambuco
Flag of the United Kingdom of Portugal, Brazil, and Algarves.svg Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
Ocupação Religioso

Condenado à morte pelo crime de lesa-majestade, o Padre Souza Tenório sofreu abjeto vilipêndio: foi enforcado, teve a cabeça decepada, as mãos cortadas e o corpo amarrado a dois cavalos e arrastado pelas ruas do Recife, num episódio que comoveu os moradores e os próprios carrascos.[3][4]

BiografiaEditar

Pedro de Souza Tenório nasceu no Recife, então Capitania de Pernambuco, em 29 de junho de 1779. Educado na Universidade de Coimbra em Portugal, foi designado para a paróquia da vila de Nossa Senhora da Conceição, hoje Vila Velha, em Itamaracá. Ali, revolucionou não apenas a prática pastoral, mas a agricultura com a implementação de modernas técnicas agrícolas.[1]

Logo após eclodir a Revolução Pernambucana, o Padre Tenório e todos os paroquianos cercaram com a ajuda de uma pequena tropa o Forte Orange, que estava ocupado pelos portugueses, e ele, sozinho, foi ao encontro do comandante e rendeu toda a guarnição portuguesa.[3][1]

Pelo seu envolvimento na insurreição de 1817, foi condenado à morte por crime de lesa-majestade. No dia da execução, andou para o lugar do suplício vestindo uma túnica e um capuz brancos, pálido e desfeito, sendo enforcado e decepado. Seu corpo foi então amarrado a dois cavalos e arrastado pelas ruas do Recife. A cabeça foi exposta em Itamaracá, e as mãos foram pregadas em um poste da vila de Goiana.[3][4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c «Data Magna de Itamaracá». Prefeitura da Ilha de Itamaracá. Consultado em 9 de junho de 2019 
  2. «Revolução pernambucana de 1817: a "Revolução dos Padres"». Fundação Joaquim Nabuco. Consultado em 16 de abril de 2017 
  3. a b c «Os personagens que fizeram a Revolução de 1817». Jornal do Commercio. Consultado em 8 de julho de 2019 
  4. a b «Pernambuco 1817 – A Revolução». Biblioteca Nacional. Consultado em 8 de julho de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.