Abrir menu principal

Víktor Yanukóvytch

atual presidente da Ucrânia
(Redirecionado de Viktor Yanukovych)
Viktor Yanukovych
Viktor Yanukovych
4°. Presidente da Ucrânia
Período 25 de fevereiro de 2010
a 22 de fevereiro de 2014
Antecessor Viktor Yushchenko
Sucessor Oleksandr Turchynov (interino)
Primeiro-ministro da Ucrânia
Período 21 de novembro de 2002
a 7 de dezembro de 2004
Antecessor Anatoly Kinakh
Sucessor Mykola Azarov (interino)
Primeiro-ministro da Ucrânia
Período 28 de dezembro de 2004
a 5 de janeiro de 2005
Antecessor Mykola Azarov (interino)
Sucessor Mykola Azarov (interino)
Primeiro-ministro da Ucrânia
Período 4 de agosto de 2006
a 18 de dezembro de 2007
Antecessor Yuriy Yekhanurov
Sucessor Iúlia Timochenko
Dados pessoais
Nascimento 9 de julho de 1950 (69 anos)
Ienakiieve, Donetsk,  Ucrânia
Alma mater Instituto Politécnico de Donetsk
Universidade Estadual Ucraniana de Finanças e Comércio Internacional
Cônjuge Lyudmilla Oleksandrivna Nastenko (c. 1971; div. 2016)
Filhos 2
Partido Partido das Regiões
Profissão Engenheiro e empresário industrial

Víktor Fédorovych Yanukóvytch (em ucraniano Ві́ктор Фе́дорович Януко́вич; Ienakiieve, 9 de julho de 1950) é um político ucraniano, foi presidente da Ucrânia de 25 de fevereiro de 2010 até 22 de fevereiro de 2014, quando foi deposto após 93 dias de intensos protestos populares contra sua aproximação com a Rússia, por rejeitar o acordo com UE, a corrupção em seu governo e as tentativas de mudar a constituição. Tambem é o líder do Partido das Regiões, um dos principais partidos políticos da Ucrânia, atualmente na oposição. Hoje habita em exílio na Rússia.

BiografiaEditar

Nascido numa família da classe trabalhadora, formou-se em Donetsk no Instituto Politécnico local, como engenheiro mecânico qualificado. Em 2001, obteve título de mestre em direito internacional pela Academia Ucraniana de Comércio Exterior. Em sua biografia oficial tem duas condenações - por roubo em 1967 e lesões corporais de gravidade média em 1970. Ele mesmo os menciona em sua autobiografia, escrita antes da primeira designação para o cargo de primeiro-ministro da Ucrânia, Yanukóvitch conforme relatado pela mídia.[1]

O ex-presidente foi condenado a 13 anos de prisão pela invasão russa da Crimeia e por tentar esmagar os protestos na Praça Maidan, em Kiev.

Referências

  1. «CIDOB». CIDOB. Consultado em 15 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.