Voo Korean Air Cargo 8509

acidente aéreo de 1999

O voo Korean Air Cargo 8509 foi um Boeing 747-2B5F, registrado como HL7451 com destino ao Aeroporto de Milão-Malpensa, que caiu devido a um erro do piloto em 22 de dezembro de 1999, logo após decolar do Aeroporto de Londres Stansted. O avião caiu na Floresta de Hatfield, perto da cidade de Great Hallingbury [en], perto de algumas casas. Os quatro tripulantes morreram a bordo.[1][2]

Voo Korean Air Cargo 8509
HL7451, a aeronave envolvida em 1992
Sumário
Data 22 de dezembro de 1999 (22 anos)
Causa Erro do piloto e falha de instrumentos
Local Great Hallingbury, Inglaterra, Reino Unido
Coordenadas 51° 51′ 23″ N, 0° 12′ 59″ L
Origem Aeroporto Internacional de Gimpo, Seul, Coreia do Sul
Escala Aeroporto de Londres Stansted, Londres, Inglaterra
Destino Aeroporto de Milão-Malpensa, Milão, Itália
Tripulantes 4
Mortos 4 (todos)
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Boeing 747-2B5F
Operador Korean Air Cargo
Prefixo HL7451
Primeiro voo 30 de abril de 1980

AeronaveEditar

O avião era um Boeing 747-2B5F cargueiro registrado como HL7451. Construído em 4 de abril de 1980, o avião tinha completado 15.451 voos, com um tempo total de voo de 83.011 horas antes de seu voo fatal em 22 de dezembro de 1999.

Falha do sistema de navegação inercial e reparoEditar

Após a partida do avião de sua escala no Aeroporto Internacional de Tashkent no segmento de voo anterior, uma das unidades do sistema de navegação inercial (INS) tinha falhado parcialmente, fornecendo dados errôneos ao indicador de atitude (ADI ou horizonte artificial) do capitão. O ADI do primeiro oficial e a cópia do ADI de backup eram corretas, um alarme comparativo chamou a atenção para a discrepância e a luz da indicação incorreta foi facilmente identificada. O seletor de entrada do ADI é alterado para o outro INS e retornou as indicações corretas.[1]

No Aeroporto de Londres Stansted, os engenheiros que tentaram reparar o ADI não possuíam o Manual de isolamento correto de falhas ou a substituição do INS. Um deles identificou e reparou uma conexão danificada no ADI . Quando o ADI respondeu corretamente ao botão “Teste”, acreditava que ele tinha sido corrigido, embora esse botão verificasse apenas o ADI e não o INS. O seletor do ADI de entrada é deixado na posição normal.[1]

Tripulação do vooEditar

A tripulação era composta pelo piloto Park Duk-kyu, de 57 anos (Hangul : 박득규, Hanja :朴得圭, RR: Bak Deuk-gyu, M-R: Pak Tŭkkyu), pelo co-piloto Yoon Ki-sik, de 33 anos (Hangul: 윤기식, Hanja: 尹基植, RR: Yun Gi-sik, M-R: Yun Kishik), pelo engenheiro de voo Park Hoon-kyu, de 38 anos (Hangul: 박훈규, Hanja: 朴薰圭, RR: Bak Hun-gyu, M-R: Pak Hun'gyu) e pelo mecânico de manutenção Kim Il-suk, de 45 anos (Hangul: 김일석, Hanja: 金日奭, RR: Gim Il-seok, M-R: Kim Ilsŏk).[3]

Decolagem e quedaEditar

Estava escuro quando o avião decolou do Aeroporto de Londres Stansted, com o capitão do voo. Quando o capitão tentou virar o avião para a esquerda, o ADI não mostrou o ângulo do banco e o alarme comparativo tocou repetidamente. O primeiro oficial, cujo instrumento teria mostrado o ângulo real do banco, não disse nada, embora o engenheiro de voo gritasse “banco”.[1] O capitão não respondeu e continuou bancando cada vez mais à esquerda. Às 18:38, 55 segundos após a decolagem, o voo 8509 caiu no chão a uma velocidade entre 250 e 300 nós, em uma inclinação de 40° para baixo e 90° para a esquerda.

FilmografiaEditar

Um episódio de Mayday exibido em março de 2012 (Temporada 11 Episódio 7) intitulado “Bad Attitude” investigou esse acidente.

Referências

  1. a b c d «AIRCRAFT ACCIDENT REPORT 3/2003» (PDF) (em inglês). Air Accident Investigation Branch. 25 de julho de 2003. Consultado em 19 de junho de 2020 
  2. «Descrição do acidente com o voo Korean Air Cargo 8509» (em inglês). Aviation Safety Network (aviation-safety.net). Consultado em 19 de junho de 2020 
  3. Byrne, Caroline (23 de dezembro de 1999). «Korean Air Faces Crackdown After 4 Die In London Crash». The Associated Press (em inglês). Consultado em 19 de junho de 2020