WebMD é uma empresa americana conhecida principalmente como site de notícias e informações relacionadas a medicina e aos cuidados com a saúde.[3] O portal reune informações voltadas a medicação. É um dos principais sites de saúde utilizados como fonte de informação pessoal.[4][5]

WebMD Health Corp.
Tipo de sítio Subsidiário
Pessoas-chave
Serviço Informações na área da saúde
País de origem  Estados Unidos
Lançamento 14 de junho de 1996; há 26 anos[2]
Posição no Alexa 451 ()
Endereço eletrônico www.webmd.com

A empresa foi fundada em 1998 pelo empresário no ramo do digital, Jeff Arnold.[6] No início de 1999, fez parte de uma fusão de três empresas, juntamente com a Sapient Health Network (SHN) e Direct Medical Knowledge (DMK). SHN começou em Portland, ano de 1996 por Jim Kean, Bill Kelly e Kris Nybakken, que trabalharam juntos na Creative Multimedia, empresa que envolve serviços editoriais e CD-ROM. Mais tarde, em 1999, a WebMD fundiu-se com a Healtheon, fundada pela Netscape Communications e seu respectivo fundador Jim Clark.[7]

Número de acessosEditar

Em março de 2020, sites e páginas da WebMD alcançaram mais visitantes únicos por mês em comparação com qualquer outro site referência na área da saúde, privado ou governamental, tornando-se o principal site de serviços médicos nos Estados Unidos.[8] No quarto trimestre de 2016, o WebMD registrou uma média de 179,5 milhões de usuários únicos por mês e 3,63 bilhões de visualizações de páginas por trimestre.[9] No primeiro trimestre de 2020, o WebMD recebeu aproximadamente 127 milhões de usuários únicos que visualizaram mais de 229 milhões de páginas por mês.[10]

HistóriaEditar

WebMD é conhecida principalmente como um site que promove informações na área da saúde, uma vez que publica conteúdos informacionais relacionados aos serviços médicos, incluindo listas de verificação de sintomas, informações sobre medicação e farmacológicas e blogs de autoria médica com assuntos específicos, fornecendo ainda espaço para armazenamento de ficha médica pessoal. A URAC, organização sem fins lucrativos envolvidas em serviços de saúde, tem credenciado as atividades da WebMD continuamente desde 2001 em relação ao conteúdo confiável sobre saúde e divulgações adequadas, promovendo maior segurança e privacidade.[11]

A empresa apresentou faturamento de $705 milhões no ano de 2016. Em 2017, a Internet Brands, uma empresa de propriedade da Kohlberg Kravis Roberts (KKR), concordou em comprar a WebMD Health Corporation por aproximadamente $2,8 bilhões.

EmpresaEditar

O site WebMD é financiado por conteúdos publicitários, contribuições de terceiros e patrocinadores.[12]

Em 2013, o Chicago Tribune relatou que WebMD, "tem lutado com uma queda nas receitas de publicidade, já que as empresas farmacêuticas estão cortando os orçamentos de marketing à medida que vários remédios conhecidos perdem sua patente. Como medida, a WebMD começou a investir em mudanças no site para atrair novos usuários que o utilizam em busca de informações específicas e com isso acabariam permanecendo no site em busca de materiais relacionados.[13]

A WebMD oferece serviços para médicos e clientes especiais. Publicam a WebMD the Magazine, uma revista voltada para pacientes e distribuída bimestralmente a 85% das salas de espera dos hospitais.[14] O Medscape é um portal profissional para médicos que possui materiais de treinamento, base de dados sobre medicamentos e informações clínicas em 30 áreas de especialidades médicas e mais de 30 fóruns de discussão.[15] O WebMD Health Services oferece programas privados na área da gestão de saúde e portais de apoio à escolha de benefícios para empregadores e planos de saúde.

A WebMD Health Network administra a WebMD Health e outros sites relacionados à saúde, incluindo: Medscape, MedicineNet, eMedicine, eMedicineHealth, RxList, OnHealth e theheart.org. Esses sites fornecem serviços semelhantes a WebMD. MedicineNet é empresa especializada em conteúdos digitais.[16] O Medscape oferece informações atualizadas para médicos e outros profissionais de saúde.[17] RxList oferece informações informações farmacêuticas detalhadas sobre medicamentos genéricos e de marca.[18] eMedicineHealth é um site de consumidor que oferece informações semelhantes também ao WebMD. Foi criado com base em um site para médicos e profissionais de saúde, conhecido como eMedicine.com.[19]

O WebMD da China é controlado por um grupo editorial independente e não faz parte da WebMD Health Network.[20][21]

Críticas na mídiaEditar

O jornal The New York TimesEditar

Redatora na The New York Times Magazine,[22] Virginia Heffernan criticou o WebMD por incentivar seus leitores no uso de medicação vendidas pelos patrocinadores farmacêuticos do site, mesmo quando são desnecessárias. Ela escreveu que WebMD "tornou-se um site cercado com pseudo-medicina e desinformação."

Vox MediaEditar

Julia Belluz da Vox criticou WebMD por encorajar a hipocondria e por promover tratamentos para os quais as evidências de segurança e eficácia são fracas ou inexistentes, como suplementos de café verde para perda de peso, estimulação vagal para depressão e suplementos fabricados com óleo de peixe/ômega-3 para colesterol alto.[23]

ReferênciasEditar

  1. «Steven Zatz Joins WebMD Board of Directors». Morgan Healey. 30 de outubro de 2018. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  2. «HealthEon.com WHOIS, DNS, & Domain Info - DomainTools». WHOIS. Consultado em 12 de julho de 2016 
  3. «What We Do For Our Users». WebMD. 23 de novembro de 2020. Consultado em 2 de fevereiro de 2016 
  4. «Rankings». Comscore 
  5. «Webmd.com Analytics - Market Share Stats & Traffic Ranking». SimilarWeb. Consultado em 12 de novembro de 2020 
  6. Journal, Ann Carrns Staff Reporter of The Wall Street (21 de maio de 1999). «Thanks to WebMD, Atlantan, Only 29, Becomes a Billionaire». Wall Street Journal. ISSN 0099-9660. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  7. Bray, Chad (24 de julho de 2017). «K.K.R. to Buy WebMD and Take Majority Stake in Nature's Bounty». The New York Times. ISSN 0362-4331. Consultado em 20 de outubro de 2017 
  8. Comscore (22 de abril de 2020). «Top 50 Multi-Platform Properties (Desktop and Mobile) March 2020». comscore.com 
  9. «Transcript of Q4 2016 WebMD Earnings Conference Call» (PDF). Investor.shareholder.com. 16 de fevereiro de 2017. Consultado em 14 de março de 2017 
  10. SimilarWeb (22 de abril de 2020). «Traffic Overview for Webmd.com». similarweb.com. Consultado em 23 de novembro de 2020 
  11. «WebMD Health Services Group, Inc.» 
  12. Some of the sponsors have influence over the content on WebMD."Web sites for medical information," News and Observer, Setembro 13, 2007 Arquivado 2009-02-03 no Wayback Machine
  13. Ail, Pallavi; Venkatesan, Adithya. «WebMD CEO Redmond leaving; company reports narrower loss». y 7, 2013 
  14. "WebMD Corporation Launches Print Magazine," The Write News, April 22, 2005
  15. «About Medscape». www.medscape.com. 23 de novembro de 2020 
  16. «About Us - MedicineNet.com». medicinenet.com 
  17. «Medscape - About Us». medscape.com. 23 de novembro de 2020 
  18. «About Us - RxList.com». rxlist.com. 23 de novembro de 2020 
  19. «About Us - eMedicineHealth.com». emedicinehealth.com. 23 de novembro de 2020 
  20. «About Us - WebMD». webmd.cn. 23 de novembro de 2020 
  21. «How WebMD Got Locked Out of the China Market». Seeking Alpha. 26 de julho de 2017 
  22. Heffernan, Virginia (6 de fevereiro de 2011). «A Prescription for Fear». The New York Times Magazine: MM14 
  23. «The Truth about WebMD, a Hypochondriac's Nightmare and Big Pharma's Dream». 5 de abril de 2016. Consultado em 7 de julho de 2018 

Ligações externasEditar