William Grenville, 1.º Barão Grenville

(Redirecionado de William Wyndham Grenville)

William Wyndham Grenville, 1.º Barão Grenville PC (25 de outubro de 175912 de janeiro de 1834), foi um político britânico Whig e primeiro-ministro do Reino Unido.[1] Grenville estudou no Eton College, era filho do primeiro-ministro George Grenville, foi eleito para a Casa dos Comuns em 1782.[1]

O Muito Honorável
O Barão Grenville
PC
Primeiro-Ministro do Reino Unido Reino Unido
Período 11 de fevereiro de 1806
a 31 de março de 1807
Monarca Jorge III
Antecessor(a) William Pitt, o Novo
Sucessor(a) O Duque de Portland
Dados pessoais
Nome completo William Wyndham Grenville
Nascimento 25 de outubro de 1759
Wotton Underwood, Buckinghamshire,
 Grã-Bretanha
Morte 12 de janeiro de 1834 (74 anos)
Burnham, Buckinghamshire,
 Reino Unido
Progenitores Mãe: Elizabeth Wyndham
Pai: George Grenville
Alma mater Christ Church, Oxford
Esposa Anne Pitt (1792–1834)
Partido Tory (até 1801)
Whig (1801–1834)
Assinatura Assinatura de William Grenville, 1.º Barão Grenville

Primeiro ministroEditar

Após a morte de William Pitt, o Novo em 1806, Grenville tornou-se o chefe do "Ministério de Todos os Talentos", uma coalizão entre os apoiadores de Grenville, os Foxite Whigs, e os apoiadores do ex-primeiro-ministro Lord Sidmouth, com Grenville como Primeiro Lorde do Tesouro e Fox como Secretário de Relações Exteriores como líderes conjuntos. O primo de Grenville, William Windham, serviu como Secretário de Estado da Guerra e das Colônias, e seu irmão mais novo, Thomas Grenville , serviu por um breve período como Primeiro Lorde do Almirantado.[2]

No final das contas, o Ministério realizou pouco e não conseguiu fazer a paz com a França ou a emancipação católica, a tentativa posterior resultando na demissão do ministério em março de 1807. Teve uma conquista significativa, no entanto, na abolição do comércio de escravos em 1807.[3]

LegadoEditar

Os historiadores acham difícil dizer exatamente quais papéis separados Pitt, Grenville e Henry Dundas desempenharam no estabelecimento da política de guerra contra a França, mas concordam que Grenville desempenhou um papel importante em todos os momentos até 1801. O consenso dos estudiosos é que a guerra com a França apresentou um complexo inesperado de problemas. Houve um conflito entre ideologias seculares, o recrutamento de enormes exércitos, o novo papel da Rússia como potência continental e, especialmente, a extensão e o custo das múltiplas coalizões.[4][5][6]

Grenville trabalhou energicamente para construir e manter unidas as coalizões Aliadas e prestou a devida atenção aos membros menores, como a Dinamarca e a Sardenha. Ele negociou a complexa aliança com a Rússia e a Áustria. Ele esperava que, com o financiamento britânico, eles suportassem o peso das campanhas terrestres contra os franceses.[4][5][6]

Referências

  1. a b Hollis, Daniel Webster (2001). British Political Leaders: A Biographical Dictionary (em inglês). Santa Bárbara: ABC-CLIO. pp. 144–146 
  2. Chisholm, Hugh, ed. (1911). " Grenville, William Wyndham Grenville, Baron ". Encyclopædia Britannica . 12 (11ª ed.). Cambridge University Press. pp. 581–582
  3. Jupp, P. J. (21 May 2009) [2004]. "Grenville, William Wyndham, Baron Grenville (1759–1834), prime minister". Oxford Dictionary of National Biography (online ed.). Oxford University Press. doi:10.1093 / ref: odnb / 11501 (Subscription or UK public library membership required.)
  4. a b Sherwig, John M. "Lord Grenville's plan for a concert of Europe, 1797-99." Journal of Modern History 34.3 (1962): 284–293.
  5. a b Mori, Jennifer. Britain in the Age of the French Revolution: 1785-1820 (2014).
  6. a b Leonard, Dick. "William Grenville, 1st Baron Grenville—Not Quite 'All the Talents'." in Leonard, ed, Nineteenth-Century British Premiers (Palgrave Macmillan, 2008). 38-54.

Precedido por
William Pitt, o Novo
Primeiro-ministro do Reino Unido
18061807
Sucedido por
O Duque de Portland
  Este artigo sobre um político britânico é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.