Wilson Santiago

político brasileiro
Wilson Santiago
Deputado Federal pela Paraíba
Período 1º de fevereiro de 2003
até 31 de janeiro de 2011
(2 mandatos consecutivos)

1º de fevereiro de 2019
até atualidade

Senador pela Paraíba
Período 1º de fevereiro de 2011
até 7 de novembro de 2011
Deputado Estadual da Paraíba
Período 1º de fevereiro de 1995
até 31 de janeiro de 2003
(2 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 10 de junho de 1957 (63 anos)
Uiraúna, Paraíba
Partido PMDB (1985-1990)
PDT (1990-1998)
PSDB (1998-2001)
PMDB (2001-2013)
PTB (2013-presente)
Profissão Advogado e funcionário público

José Wilson Santiago (Uiraúna, 10 de junho de 1957) é um advogado, funcionário público e político brasileiro, atualmente é Deputado Federal pelo PTB-PB.

Foi líder da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados, foi Senador pela Paraíba, ficou sem mandato político em face da decisão do STF. Em 19 de outubro de 2011 o Tribunal Superior Eleitoral comunicou à Justiça Eleitoral da Paraíba sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal, que determinou a posse imediata de Cássio Cunha Lima (PSDB) no mandato de senador da República, fazendo com que perdesse o cargo de senador que ocupava provisoriamente até uma decisão da justiça. Atualmente é filiado ao PTB, partido no qual é o presidente estadual na Paraíba.

Entre 1981 e 1986, estudou Direito no Centro Universitário de João Pessoa. Foi eleito duas vezes deputado estadual: o primeiro mandato (PDT) foi de 1995 a 1999[1] e o segundo (PSDB), de 1999 a 2003.[2]

Prosseguiu sua jornada política sendo eleito deputado federal, pelo PMDB, com mandato de 1º de fevereiro de 2003 a 31 de janeiro de 2007,[3] e reeleito em 2006, para ocupar a vaga de 1º de fevereiro de 2007 a 31 de janeiro de 2011, novamente pelo PMDB.[4] Em seu primeiro mandato como deputado federal foi eleito com 99.941 votos,[3] conquistando o posto de deputado mais votado entre os eleitos de seu estado e, em seu segundo mandato, foi eleito com 163.661 votos,[4] sendo o segundo mais votado. Em 2010, foi candidato a Senador, também pelo PMDB, e obteve 820.653 votos, ficando em terceiro lugar na disputa.[5] Contudo, acabou sendo diplomado senador devido ao fato de o primeiro colocado, o ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima, que obteve mais de um milhão de votos, ter sido barrado pela Lei Ficha Limpa.[6]

Na eleição estadual de 2014, com o apoio do seu ex-rival Cássio Cunha Lima, que disputa o governo, é novamente candidato ao senado, dessa vez pelo PTB, mas é mais uma vez derrotado nas urnas, terminando a eleição apenas em 3º lugar com 506.093 votos (29,02% dos votos).

Nas eleições de 2018, concorreu ao cargo de Deputado Federal pelo PTB-PB sendo eleito com 86 mil e 208 votos (4,33% dos votos validos)

Referências

  1. «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 1994 - Apuração». Consultado em 22 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 18 de julho de 2010 
  2. «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 1998 - Apuração». Consultado em 22 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 18 de dezembro de 2010 
  3. a b «Tribunal Superior Eleitoral - Eleições 2002 - Apuração». Consultado em 22 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  4. a b «UOL - Eleições 2006 - Apuração - Paraíba». Consultado em 22 de fevereiro de 2011 
  5. «UOL - Eleições 2010 - Apuração - Paraíba». Consultado em 22 de fevereiro de 2011 
  6. «Wilson diz que adquiriu mais força para cuidar da PB». PolíticaPB. 2 de fevereiro de 2011. Consultado em 22 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]

Ligações externasEditar