Abrir menu principal

Wikipédia β

Zé Pedro

músico português, guitarrista e fundador da banda de rock portuguesa Xutos & Pontapés
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde novembro de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura DJ brasileiro homônimo, veja DJ Zé Pedro.


José Pedro Amaro dos Santos Reis, conhecido como Zé Pedro[1] ComM (Lisboa, 14 de setembro de 1956 – Lisboa, 30 de novembro de 2017), foi um músico português, guitarrista e fundador da banda de rock portuguesa Xutos & Pontapés.

Zé Pedro
Em 2010
Informação geral
Nome completo José Pedro Amaro dos Santos Reis
Nascimento 14 de setembro de 1956
Local de nascimento Lisboa
Origem Estrela, Lisboa
País Portugal
Data de morte 30 de novembro de 2017 (61 anos)
Local de morte Lisboa
Gênero(s) rock
Afiliação(ões) Xutos & Pontapés
Página oficial http://xutos.pt/

Índice

BiografiaEditar

Vida pessoalEditar

Filho de um militar, José Pedro Amaro dos Santos Reis, de seu nome completo, nasceu na noite do dia 14 de setembro de 1956, na ala do exército do Hospital Militar da Estrela, em Lisboa. Partiu ainda muito novo para Timor-Leste, onde o pai estava destacado.

Aos seis anos, regressou a Lisboa, onde, anos mais tarde, fundou a banda Xutos & Pontapés.

Chegou a ser consumidor de drogas. Assumia abertamente esse facto e orgulhava-se de estar completamente recuperado. Teve hepatite C, desde 2001, doença que quase lhe custou a vida e o obrigou a um transplante de fígado em 2011.

A 19 de janeiro de 2013, casou com Cristina Avides Moreira.

Faleceu no dia 30 de novembro de 2017, aos 61 anos de idade, em sua casa, vítima de doença prolongada de carácter hepático.

CarreiraEditar

Aos 22 anos, fundou os Xutos & Pontapés após colocar um anúncio no jornal: "Baterista e baixista precisam-se para grupo punk".[2] O músico era conhecido pela sua enorme alegria em cima do palco e fora dele.

Apesar de ser o guitarrista ritmo da banda, é considerado um ícone para o rock português, e foi compositor de alguns clássicos dos Xutos como "Submissão" (onde participa como vocalista) e "Não Sou o Único".

Em meados dos anos 90, durante uma pausa do grupo, participou em conjunto com o colega de banda, Kalú, na banda de Jorge Palma, Palma’s Gang.

Colaborou com a Antena 3, onde apresentou com Henrique Amaro o programa "MúsicaAvariada".

Em 2004, teve uma participação especial no filme Sorte Nula, de Fernando Fragata, onde interpretava um recluso evadido. Foi a sua banda, Xutos & Pontapés, que fez a banda sonora desse mesmo filme.

Em 9 de junho de 2004, foi feito Comendador da Ordem do Mérito.[3]

Com Alexandre Soares, Gui, Pedro Gonçalves, Jorge Coelho e Fred Ferreira gravou uma versão de "Call Up" dos The Clash.

Em 2007, uma das suas irmãs, Helena Reis, lançou o livro "Não Sou o Único", que conta toda a vida do guitarrista.[4]

Foi também DJ e teve uma rubrica na rádio Radar.[5]

Em 2011, formou o supergrupo Ladrões do Tempo, com Tó Trips (Dead Combo), Pedro Gonçalves (Dead Combo), Samuel Palitos (ex-Censurados) e Paulo Franco (Os Dias De Raiva e Dapunksportif). Esta banda iria surgir com o tema "Mora Na Filosofia" no álbum Convidado:Zé Pedro, editado em 2011.

Referências

  1. «Lista de associados da Audiogest» (PDF). Actividades Culturais / Ministério da Cultura. 25 de julho de 2007. Consultado em 2 de Janeiro de 2014 
  2. http://xutosepontapes.blogspot.com/2004/08/o-grupo-comeou-com-um-anncio-de-jornal.html
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Pedro Amaro dos Santos Reis". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  4. http://www.cdgo.com/artigoDetalhe.php?idArtigo=3644181
  5. http://www.radarlisboa.fm/index.php?pagina=42&id=19
  Este artigo sobre guitarristas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.