Abrir menu principal

Zugot (em hebraico: זוגות , lit. Pares)[1] O Pirkei Avot descreve cinco pares de lideres no período do Segundo Templo,[2] foram situados entre o tempo dos Profetas e os Tannaim, onde, um exercia o cargo de presidente (Nasi) e outro de vice-presidente (av beit din) do Sanhedrim (Beit Din HaGadol). Embora a crítica moderna apoie que boa parte dos relatos do Talmud sejam anacronismos,[3] esse relato descreve como os judeus que apoiavam os gregos (Veja: Selêucidas), assumiram o controle da instituição religiosa do Cohen Gadol e instituíram seus partidários neste setor (av bet din que é equivalente ao presidente do STF no Brasil), o que levou os lideres religiosos a instituírem um Nasi (Príncipe que é equivalente ao Presidente), para oferecer uma contraposição à corrupção da casca sacerdotal que estava sendo instaurada no Templo. E está é a base para o conflito posterior entre Saduceus e Fariseus.[4][5][6][7][8][9][10]

AcharonimRishonimGeonimSavoraimAmoraimTannaimZugot

Lista dos ZugotEditar

Estes são os cinco pares de rabinos que eram conhecidos como zugot:[2]

  1. Yosef ben Yoezer, e Yosef ben Yohanan
    que floresceram na época das guerras de independência dos Macabeus
  2. Yoshua ben Perachyah, e Nittai de Arbela
    na época de João Hircano um dos reis da dinastia dos Asmoneus.
  3. Yehudah ben Tabbai, e Shimon ben Shetach
    na epoca de Alexandre Jannæus e da rainha Salome Alexandra
  4. Shemaya, e Avtalion
    na época de Hircano II
  5. Hilel, e Shammai
    na época de Herodes

Referências

  1. Em hebraico, o termo "zugot" indica o plural de dois objetos idênticos (como em um par de meias ou um par de luvas).
  2. a b «Pirkei Avot 1:5-14». www.sefaria.org. Sefaria 
  3. Neusner, Jacob; Avery-Peck, Alan Jeffery (30 de outubro de 1998). Judaism in Late Antiquity 3:1 (em inglês). [S.l.]: BRILL. ISBN 9004111867 
  4. Jacobs, Joseph; Lauterbach, Jacob Zallel. «ZUGOT». www.jewishencyclopedia.com. Jewish Encyclopedia 1906 
  5. «ZUGOT». Oxford University Press (em inglês). Edited by Adele Berlin and Maxine Grossman. Oxford Reference. 2011. doi:10.1093/acref/9780199730049.001.0001/acref-9780199730049-e-3534 
  6. Scardelai, Donizete (28 de julho de 2014). O escriba Esdras e o Judaísmo: Um estudo sobre Esdras à luz da tradição. [S.l.]: Pia Sociedade de São Paulo - Editora Paulus. ISBN 9788534939942 
  7. Fonrobert, Charlotte Elisheva; Jaffee, Martin S. (28 de maio de 2007). The Cambridge Companion to the Talmud and Rabbinic Literature (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press. ISBN 9781139827423 
  8. Ginsbury, Philip; Cutler, Raphael (2005). The Phases of Jewish History (em inglês). [S.l.]: Devora Publishing. ISBN 9781932687491 
  9. Steinsaltz, Adin (17 de março de 2009). The Essential Talmud (em inglês). [S.l.]: Basic Books. ISBN 9780786735419 
  10. Hoenig, Sidney Benjamin (1953). The Great Sanhedrin: a study of the origin, development, composition, and functions of the Bet Din ha-Gadol during the Second Jewish Commonwealth (em inglês). [S.l.]: Dropsie College for Hebrew and Cognate Learning; selling agents: Bloch Pub. Co., New York