Abrir menu principal

Ion (mitologia)

(Redirecionado de Íon (mitologia))

Na mitologia grega, Ion (em grego antigo: Ἴων, transl.: Ion) era filho de Xuto e Creusa, irmão de Aqueu e pai de Bura (cuja mãe era Helice ou Helike, filha de Selinunte [1]).[2][3] Epônimo do povo jónico, os primeiros helenos a invadir a Grécia, embora considerados como helenos de segunda geração, já que se apropriaram do panteão religioso dos pelasgos). Ion tornou-se rei de Atenas.

Selinunte, rei de Egialo (região da Acaia), para evitar uma guerra, oferece a Ion a mão de sua filha, Helike. Após a morte de Selinunte e de Helike, Ion se torna rei e funda a cidade de Helike.

Durante a guerra entre eleusinos e atenienses, Ion intervém a favor de Atenas (que afinal acaba sendo vencedora), mas é morto e sepultado na Ática[1][4].

Sua filha Bura é considerada como o epônimo da cidade de Bura[5] que então surgia nas proximidades da atual Patras. Posteriormente, seus descendentes foram expulsos pelos aqueus, descendentes de seu irmão.[6].

Há versões da mitologia segundo as quais Íon nasceu em consequência de um estupro ocorrido quando Creusa colhia flores de açafrão e foi surpreendida por Apolo, que a fecundou. Eurípides, na tragédia Ion, Eurípides também escreve que Ion é filho de Creusa e de Apolo. Ela abandona a criança, e o deus, com pena do recém-nascido, leva-o para o templo. A criança cresce e se dedica ao templo. Tempos depois, quando Creusa e Xuto vão à cidade para perguntar ao oráculo se teriam filhos, Apolo, sob a forma de oráculo, diz a Xuto que a primeira pessoa que iria encontrar, ao sair do santuário de Delfos, seria o seu filho. Creusa então encontra Ion e conversa com ele.[6]

Referências