Abrir menu principal

25143 Itokawa

asteroide

O asteroide 25143 Itokawa ou simplesmente Itowaka é um asteroide com órbita próxima a da Terra visitado pela sonda Hayabusa. Seu retorno em 2010 caracterizou a primeira vez em que amostras de um asteroide chegaram à Terra.

25143 Itokawa
25143 이토카와.jpg
Número 1998 SF36
Data da descoberta 26 de setembro de 1998
Descoberto por Lincoln Near-Earth Asteroid Research
Categoria Asteroide Apollo
Homenagem a Hideo Itokawa
Precedido por 25142 Hopf
Sucedido por (25144) 1998 SC43
Elementos orbitais
Semieixo maior 1,324 UA
Periélio 1,695 UA
Afélio 0,9532 UA
Excentricidade 0,280049
Período orbital 1,52 anos
Anomalia média 288,9 °
Inclinação 1,622 °
Longitude do nó ascendente 69,08 °
Argumento do periastro 162,8 °
Características físicas
Magnitude absoluta 19,2
Albedo 0,53
Imagem em escala de cinza (preto e branco) de 25143 Itokawa como observado pela sonda Hayabusa, fornecida pela JAXA.
Gráficos sobre observações de radar de Goldstone e de Arecibo sobre o asteroide Itokawa

O asteroide 25143 Itokawa é um asteroide da família de Apollo e é também um asteroide que intercepta a órbita de Marte.

O Itokawa foi descoberto em 1998 pelo projeto denominado de LINEAR. Este asteroide recebeu este nome em honra a Hideo Itokawa, um cientista da área de foguetes espaciais japonês.[1] Itokawa possui um tipo espectral tipo S.

Missão HayabusaEditar

A sonda japonesa Hayabusa chegou nas proximidades de Itokawa em 12 de setembro de 2005 e inicialmente permaneceu a uma distância de 20 km do asteroide. Mais tarde estacionou a apenas 7 km do asteroide. Em 20 de novembro a sonda pousou sobre o asteroide por 30 minutos, mas não teve sucesso em recolher amostras de solo. Em 25 de novembro, num segundo pouso, a sonda teve sucesso ao capturar amostras do asteroide.

Nome de detalhes topográficos de sua superfícieEditar

Certas características topográficas de vulto deste asteroide foram nomeadas. Os nomes não são oficiais, mas eles foram escolhidos de acordo com as linhas estabelecidas pela International Astronomical Union.

Descrição do solo Tipo de terreno Motivo para o nome Notas
Mar das Sereias "Mar" de poeira Sereia da Mitologia grega Um trocadilho em relação ao nome original da sonda Hayabusa que era MUSES-C
Baia de Uchinoura Cratera possivelmente erodida Uchinoura Space Center, Japão Nomeado em relação a base de lançamento da sonda Hayabusa
Deserto de Woomera Cratera possivelmente erodida Woomera, Sul da Austrália Nomeada depois de escolhido como local de pouso da sonda

Referências

  1. «IAU Minor Planet Center». www.minorplanetcenter.net. Consultado em 12 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar