A Baronesa Transviada

filme de 1957 dirigido por Watson Macedo
A Baronesa Transviada
 Brasil
1957 •  p&b •  100 min 
Direção Watson Macedo
Roteiro Chico Anysio / Watson Macedo / Ismar Porto
Elenco Dercy Gonçalves
Catalano
Grande Otelo
Otelo Zeloni
Género comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

A Baronesa Transviada é um filme brasileiro de 1957, produzido pelo Cinedistri, do gênero comédia, dirigido por Watson Macedo.

SinopseEditar

Gonçalina, uma pobre manicure, fica sabendo pelos jornais que pode ser a filha desaparecida de uma rica baronesa. Vai para o castelo da milionária, onde se confirma a identidade. Depois se fica sabendo que os parentes da baronesa, que moram também no castelo, foram quem a jogaram em uma lata de lixo quando Gonçalina ainda era bebê. Eles queriam herdar a fortuna que agora, com o reaparecimento da filha, não conseguirão. Mas vão tentar novamente. A baronesa morre e Gonçalina assume a fortuna, tratando sem demora de investir em seu grande sonho: produzir um filme.

ElencoEditar

Ator Personagem
Dercy Gonçalves Gonçalina / Baronesa
Humberto Catalano Ambrósio Bezerra
Grande Otelo Benedito
Edayr Badaró Neco
Zaquia Jorge Suely Borel
Otello Zeloni Guillermo Masseratti
Bill Farr Eduardo
Aida Campos Marisa
Rosa Sandrini Celina
Francisco Dantas Juvaldo
Lourdes Bergman Zuleika
Domingos Terra Claudionor
Armando Nascimento Médico
Apolo Correia Sinval
Renato Consorte Advogado
Vicente Marchelli Francisco
Silvio Junior assistente do Diretor
Tiririca Otoniel
Antônio Nobre " O especialista local "
Helena Martins Mulher da fila
Átila Iório amante no filme
Lindberg Leite Penhora
Francisco Martorelli Mordomo
Álvaro Costa Guarda
J. Viana Guarda
Francisco Siciliano Guarda
Pedro Farah repórter
Luiz Almeida Policial
Ventura Ferreira Policial
Guilhermo Natalice Marido no filme
Marly Almeida Manicure
Arly Roncatto eletricista de estúdio
  A Wikipédia tem o


  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.