Abu Zaiane Maomé III

Abu Zaiane Maomé III ibne Faris (em árabe: أبو زَيَّان محمد إبن فارس; romaniz.: Abū Zaiiān Muhammad ibn Faris) foi o sultão do Império Merínida em 1358 e então de 29 de dezembro de 1361 a 30 de agosto de 1366.[1]

Abu Zaiane Maomé III
Sultão do Império Merínida (1.ª vez)
Reinado 1358
Antecessor(a) Abu Inane Faris
Sucessor(a) Abu Becre ibne Faris
Sultão do Império Merínida (2.ª vez)
Reinado 1362-1366
Predecessor(a) Taxufine ibne Ali
Sucessor(a) Abu Faris Abdalazize I
 
Morte 1366
Casa merínida
Religião Islão

Abu Zaiane Maomé III assumiu brevemente o trono após a morte de Abu Inane Faris em 1358 antes de ser substituído por Abu Becre ibne Faris. Foi novamente feito sultão desde 29 de dezembro de 1361 em sucessão a Taxufine ibne Ali. Até 1364, Sijilmassa, no sul, foi governada de forma independente, primeiro por Abu Maomé Abde Alhalim ibne Omar (r. 1362–1363) e depois por Abu Maleque Abde Almumine ibne Omar (r. 1353–1364).[2] Em 1366, o sultão tentou remover seu vizir Omar ibne Abedalá Aliabani do cargo e foi morto em resposta. Abu Faris Abdalazize I subiu ao trono em 30 de agosto daquele ano. Quando o último estava firmemente no controle, ordenou a execução do regicida.[3]

Referências

  1. Zaghi 1973, p. 17.
  2. Bosworth 1996, p. 41.
  3. Abun-Nasr 1987, p. 113.

Bibliografia

editar
  • Abun-Nasr, Jamil M. (1987). A History of the Maghrib in the Islamic Period. Cambrígia: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 978-0-521-33184-5 
  • Bosworth, C. E. (1996). The New Islamic Dynasties. Nova Iorque: Imprensa da Universidade de Colúmbia 
  • Zaghi, Carlo (1973). L'Africa nella coscienza europea e l'imperialismo italiano. Nápoles: Guida