Adam Gontier

Adam Gontier
Adam Gontier in performance.jpg
Adam Gontier em 2015.
Informação geral
Nome completo Adam Wade Gontier
Nascimento 25 de maio de 1978 (42 anos)
Origem Peterborough, Ontario
País Canadá Canadá
Gênero(s) Metal alternativo,[1] rock alternativo,[2] post-grunge,[3] hard rock[4]
Ocupação(ões) Músico
Cônjuge Naomi Faith Brewer (de 2004 à 2013)
Jeanie Marie (desde 2015)
Filho(s) 1[5]
Instrumento(s) Vocal
Guitarra
Período em atividade 1992–presente
Gravadora(s) Jive Records
Afiliação(ões) Three Days Grace
Apocalyptica
Art of Dying
Big Dirty Band
Saint Asonia
Página oficial Página Oficial

Adam Wade Gontier (Peterborough, 25 de maio de 1978) é um músico e compositor franco-canadense, mais conhecido por ter sido vocalista, guitarrista rítmico e compositor da banda de Three Days Grace.[6] Após um breve período seguindo carreira solo, desde que deixou o 3DG em 2013, formou a banda Saint Asonia.[7]

É considerado por suas capacidades de canto e é conhecido por ter um alcance de voz do alto tenor até o médio baixo (bari-tenor). Apesar de pouco falar sobre religião, é um católico.

Adam também enfrentou problemas com drogas durante anos. No auge de seu vício, Adam retratou seu sofrimento de forma explicita, no álbum One-X, da banda Three Days Grace, considerado um dos melhores discos da banda desde então. Desde sua saída, para a banda Saint Asonia, suas canções vem sendo ligadas a uma nova fase de sua vida, considerado pelo mesmo, um dos melhores trabalhos de sua carreira.

Início de vidaEditar

Adam Gontier nasceu em 25 de maio de 1978 em Peterborough, Ontário, no Canadá. Ele foi criado em Markham, Ontário.[8][9] Pouco depois que seus pais se divorciaram, e ele voltou para a área de Peterborough, onde frequentou o Adam Scott Collegiate and Vocational Institute.[8] Em 1992, ele se mudou para a região de Norwood e frequentou a Norwood District High School, onde conheceu e fez amizade com os membros do Three Days Grace, Neil Sanderson e Brad Walst.[10]

Adam foi influenciado por sua própria mãe a ouvir The Beatles, Alice in Chains, Jeff Buckley, Pearl Jam, Sunny Day Real Estate, entre outras bandas.[11] Adam, certa vez fez a seguinte declaração no site do Three Days Grace: "Minha mãe é musicista, então foi ela quem me apresentou a experiência de tocar ao vivo. Ela me fez cantar com bandas em bares quando eu tinha apenas 12 anos, ao mesmo tempo, a cena musical de Seattle me inspirou a ser compositor."[11]

Carreira musicalEditar

Além do Three Days Grace, Adam também escreveu e colaborou com inúmeros compositores, músicos e bandas. Algumas de suas colaborações incluem Daughtry, Ian Thornley, Max Martin, Shaun Morgan, Ben Burnley, Art of Dying, Before the Curtain e músicos e amigos de longa data Kevin Brown, Grainne Ryan e Kim Brown.[12]

Ele também contribuiu para vários outros álbuns. Ele contribuiu com vocais e arranjos musicais em "I Don't Care" no álbum da Apocalyptica, Worlds Collide, em 2007.[12]

Adam também foi destaque na faixa "Raining" pela banda canadense Art of Dying em seu álbum Vices and Virtues.[12] Seu primo, Cale Gontier, é o baixista do Art of Dying.[8][13]

Em 2006, Adam foi membro do supergrupo de rock Big Dirty Band, junto com Geddy Lee, Alex Lifeson, Jeff Burrows, Ian Thornley e Care Failure, o grupo fez um cover da música "I Fought the Law", que fez parte da trilha sonora do filme Trailer Park Boys.[14]

Em 2009, Adam Gontier trabalhou com Daughtry em seu segundo álbum de estúdio, Leave This Town. A música, "Back Again", não fez o corte final. A música foi llençada na cópia do álbum Leave This Town: The B-Sides EP do Daughtry.

Em 2011, Adam criou a gravadora Sludge Factory Records e assinou três atos, um dos quais é a banda de Peterborough, Before the Curtain.[15]

Em 9 de janeiro de 2013, Adam renunciou ao cargo de vocalista do Three Days Grace.[6] Ele saiu quando a banda estava prestes a embarcar em uma turnê co-headlining.[6] Matt Walst, do My Darkest Days, e irmão do baixista Brad Walst, se tornou o vocalista oficial.[16]

Em 2015, Adam Gontier juntamente com o guitarrista do Staind, Mike Mushok, formou um supergrupo chamado Saint Asonia. A banda lançou seu álbum de estréia auto-intitulado em 31 de julho de 2015.[17]

Carreira soloEditar

Adam se juntou ao cantor e compositor Martin Sexton na estrada durante sua turnê "Fall Like Rain" em 2012, oferecendo apoio inicial como artista solo. Ele também se juntou ao Citizen Cope para alguns shows como um músico solo.[18]

Adam continuou a fazer shows e concertos como artista solo. Várias músicas foram lançadas, mas não como singles, como "It's All In Your Hands", "Take Me With You", "Too Drunk to Drive" (escrito por Casey Marshall), "Until the End", "No Regrets" ", "A Beast in Me (Over and Over It Turns on Me)", e "We Will Never Forget". Adam já havia apresentado músicas solo como "I Will Stay", "Try to Catch Up With the World" e "Lost Your Shot" em 2011 e 2012.

No início de março de 2013, Adam anunciou publicamente e lançou seu Adam Gontier Solo Live Tour.[2]

Em 11 de maio de 2013, Adam lançou uma versão oficial acústica e um vídeo da música "Give Me a Reason" do Transit of Venus.

Vida pessoalEditar

Em maio de 2004, Adam se casou com sua namorada do ensino médio, Naomi Faith Brewer, o casal se divorciou em 2013. Em 2014, Adam anunciou seu noivado com Jeanie Marie Larsen, o casamento ocorreu em 7 de março de 2015.[8][19] Por volta de agosto de 2017, Adam teve um filho, nascido Asher Wade Gontier.[5]

Em 2005, Adam foi para uma clínica de reabilitação por causa de um vício em Oxicodona no CAMH (Centro de Dependência e Saúde Mental) em Toronto, onde ele escreveu muitas das músicas do álbum One-X, incluindo "Never Too Late", que foi co-escrito pela ex-esposa de Adam, Naomi Faith Brewer. Adam e Naomi escreveram o vídeo para a música, e ela também aparece no vídeo. Enquanto esteve no CAMH em Toronto, Adam escreveu "Pain", "Animal I Have Become", "Get Out Alive", "Over and Over" e "Gone Forever".[20][21] Um documentário sobre seu vício, Behind the Pain, foi lançado em 2007.[20][22]

PrêmiosEditar

Adam ganhou dois prêmios BMI Pop Awards, bem como o "Rock Single of the Year" da Billboard. Michael Bell entregou a ele o "Big Time Award", no 2012 "Wire Awards".[23]

DiscografiaEditar

Three Days GraceEditar

 Ver artigo principal: Discografia de Three Days Grace

Saint AsoniaEditar

Referências

  1. «Three Days Grace News». Loudwire 
  2. a b «Adam Gontier keeps rocking after leaving Three Days Grace». axs 
  3. «THREE DAYS GRACE – HUMAN (ALBUM REVIEW)» 
  4. «INTERVIEW – ADAM GONTIER OF SAINT ASONIA». crypticrock 
  5. a b «Saint Asonia Fans on Instagram: "Adam's son turns 3 month Asher Wade Gontier ADAM HAS GOT A SON Congrats✨❇ #AdamGontier #saintasonia #ashergontier"». Instagram. Consultado em Janeiro 26, 2019 
  6. a b c «Singer Adam Gontier Explains Departure From Three Days Grace». Loudwire. Consultado em Novembro 6, 2015 
  7. «Staind, Three Days Grace Members form Saint Asonia». Maio 8, 2015. Consultado em Maio 9, 2015 
  8. a b c d Lucas, Nici (Junho 23, 2016). «A Chat with Adam Gontier of Saint Asonia and formerly Three Days Grace». adventuremusiclife.com 
  9. «Saint Asonia | Facebook | Mailbag Monday with Adam Gontier!». www.facebook.com. Consultado em Abril 20, 2016 
  10. Sutton, Michael. «Three Days Grace > Biography». AllMusic. Consultado em Agosto 13, 2009 
  11. a b «Postagem do Adam no site oficial do Three Days Grace.». Consultado em 10 de agosto de 2007. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2007 
  12. a b c «Adam Gontier Songs» 
  13. «Art of Dying» 
  14. «The Big Dirty Band» 
  15. «Before The Curtain Joins Sludge Factory Records» 
  16. Melina Robinson. «Review: Three Days Grace graces the Joint with new frontman Matt Walst». LasVegasSun.com. Consultado em Novembro 6, 2015. Cópia arquivada em Julho 13, 2015 
  17. «Saint Asonia Announces Debut Album Release Date: Exclusive». Junho 18, 2015. Consultado em Julho 18, 2015 
  18. «Three Days Grace's Adam Gontier and Martin Sexton come to The Queen». doverpost 
  19. «Former Three Days Grace Frontman Adam Gontier Gets Engaged». Agosto 1, 2014. Consultado em Setembro 4, 2014 
  20. a b Bliss, Karen (Março 30, 2007). «3DG doc aims to help addicts». JAM! Music. Consultado em Março 30, 2009. Cópia arquivada em Junho 23, 2007 
  21. Wagner, Vit (Novembro 28, 2006). «Saving Grace». Toronto Star. Consultado em Outubro 19, 2009. Cópia arquivada em Novembro 15, 2009 
  22. «Adam Gontier on ''The Hour'' with George Stroumboulopoulos». Canadian Broadcasting Corporation. Fevereiro 20, 2011. Consultado em Março 2, 2011 
  23. «Adam Gontier Interview - The 2008 BMI Pop Awards» 

Ligações externasEditar

Documentário